Revolta, revolta e mais revolta, foi isso que eu tive nesse episódio.

No começo fiquei meio revoltada com Mattsun, ainda o acho meio arrogante, não entendi o porquê de tratar a Hotaru (que aos seus olhos é um garoto) diferente da garota da sua equipe. Ta só porque Hotaru é “homem” significa que ele pode tratá-lo sem educação? No caso gentileza, sem rebaixar a Hotaru a um verme (parecia o Vegeta quando tinha alguém mais inexperiente lutando ao lado dele). A Capitã Sagara sim mostrou ser uma líder muito melhor, ela mal conhecia a Hotaru, mas com sua experiência no campo de batalha conseguiu fazer com que a Hotaru seguisse seus conselhos, e ainda fez com que a mesma percebesse que o Mattsun não era tão mal assim. Aprenda a ser líder Matsuoka! O bom foi que ambas partes refletiram no que erraram, pelo menos eu vi isso da parte da Hotaru.

Essa sim é uma líder nata.

Essa sim é uma líder nata.

Esse episódio também não tem muito do que se falar, além da primeira parte que já escrevi e a segunda parte onde batemos de novo na questão da equipe não aceitar meninas, ele começou com um assunto e terminou em outro, mas ambos englobando o mesmo tema: “Não quero deixar a equipe!”. Tanto pelo lado da arrogância atrapalhar o convívio da equipe, quanto pelo lado da verdade acabar destruindo tudo, o que acho uma grande besteira.

Como eu disse esse episódio tem dois assuntos com o mesmo tema, e esse é o segundo: – Não aceitamos garotas.

Capitã relembra a Hotaru o que ela às vezes se esquece: que é uma garota; e que a equipe não aceita mulheres. O que acaba deixando a Hotaru triste e avoada. Mas pergunta se Mattsun percebeu algo? Claro que não! Pra mim parece que a única coisa que ele vê é que ela pode ser um grande trunfo para destruir a equipe dos médicos. O único que percebeu algo foi o Yukko, que perguntou logo o que estava acontecendo, já que a distração de Hotaru poderia fazer com que ele perdesse o duelo para o Mattsun.

Falando nisso, eu disse que ele queria perder? Mattsun o todo poderoso falou que poderia enfrentar muito bem os dois sozinhos. Se isso não é arrogância, eu não sei mais o que é.

Voltando ao assunto, finalmente descobrimos o porquê do Top Gun Gun não aceitar meninas na equipe, simplesmente uma lesada, que com certeza só estava na equipe porque o Mattsun era bonito, não aceitou ter perdido daquela forma (dizem que ela foi torturada e ficou chorando como uma criança, mas não sei), o que fez com que o Mattsun ficasse traumatizado e não deixasse mais nenhuma garota entrar. Ahh que fofo, não? Por favor, foi só por isso? Essa é única explicação cabível para não deixar nenhuma mulher entrar? O pior é que a Hotaru ainda aceita essa explicação como a mais coerente do mundo. Pô Hotaru, tu é garota! Você tem que mostrar o quanto as mulheres podem ser fortes e úteis no campo de batalha. Essa foi à explicação mais idiota e machista que já ouvi. Só porque uma foi lerda e retardada, não quer dizer que a outras também serão. Queria dizer um palavrão mas não posso.

Bundão! Só o líder porque é mais chamativo e mais experiente.

Bundão! Só é o líder porque é mais chamativo e mais experiente.

Esse foi episódio revoltante, com as explicações mais absurdas que eu já vi. Até mesmo na hora que a Capitã Sagara viu o Mattsun conversando com o Yukko. Custava falar da mesma forma com Hotaru, de um jeito que ela pudesse entender sem ser humilhada? Pensar isso me lembrou do episódio passado, onde foi dito que pessoas honestas não seriam boas para participar do torneio. Pode ser que a ingenuidade da garota tenha atrapalhado, mas não acho que todas as mulheres seriam assim.

Ah, sabe o Midori (Doutor, gosto mais de chama-lo assim), parece que tem algo haver com isso, tenho quase 95% de certeza.

OBS.: Não sou essas feministas que vê machismo em tudo, mas com essa explicação ficou meio impossível de deixar esse tema passar em branco.

Agora o que nos resta é o próximo episódio.

Discussão