Série para TV, 25 min5 episódiosEstreou dia 4 de janeiro de 2007
DramaFantasiaSamurais

Informações técnicas

Adaptado deMangá
Autor originalTakashi Okazaki
EstúdioGonzo
DiretorFuminori Kizaki
RoteiristaTomohiro Yamashita

 

Como um anime com muito estilo acima de tudo, a primeira coisa a chamar a atenção em Afro Samurai é que ele foi originalmente produzido em inglês, e com Samuel L. Jackson no papel-título. Existe versão dublada em japonês, mas não cometa o erro de assisti-la, procure a original (tem dublado em português também, não sei se presta, mas se tiver o dublador normal do Samuel L. Jackson em filmes deve ter ficado muito bom). Outra coisa incomum é que possui apenas cinco episódios, mas nem precisava de mais. E não, não é apenas matança sem fim do primeiro ao último episódio, mas tem bastante disso, quem quiser assistir apenas pela ação não vai se decepcionar. Quem quiser assistir por ter uma história densa e uma filosofia de fundo também não.

Visualmente Afro Samurai não é bonito, mas não foi feito para ser bonito. Ele é excelente a seu próprio modo, sem dúvida um trabalho bem feito. As cores são muito desbotadas (exceto o vermelho, tente imaginar a razão) e mesmo se fosse mais colorido é quase tudo cinza, marrom ou bege de qualquer forma. Os homens (todos eles, desde criança) parecem velhos enrugados carregando todo o peso e desespero do mundo em suas costas. As poucas mulheres são bonitas e maduras. Os cenários são quase todos no meio do nada desolado, ou em raras construções no meio da desolação. Tudo o que há de mais bonito e mais colorido se encontra nas cenas da infância do Afro – não a cena de quando ele viu seu pai ser morto, mas as cenas de quando ele foi acolhido por um dojô e cresceu lá, onde fez amigos e aprendeu a manejar a espada. Não que seja muito bonito e muito colorido, mas é mais do que a média do resto do anime.

É uma história de vingança simples: Justice matou seu pai e Afro cresceu para matá-lo. Ele até foi desafiado pelo próprio Justice a fazê-lo logo após ele ter tirado a faixa de número 1 da cabeça decapitada de seu pai. E acredite: as palavras de Justice não eram vazias, ele falava a sério. Mortalmente sério. Mas como uma criança, ainda por cima sem nenhuma habilidade com a espada, poderia derrotar alguém que foi capaz de derrotar seu pai? Ele bem que vagou à esmo como se pudesse, mas teve sorte de não ter acabado morto.

O ponto forte da narrativa de Afro Samurai é como o passado e o presente de Afro se misturam e se complementam: é quase como se o tempo estivesse parado para o protagonista. E talvez esteja mesmo. E pensando melhor, talvez o tempo esteja parado nesse mundo inteiro, aprisionado em um ciclo de ambição, morte e vingança sem fim. Quebrará Afro esse ciclo? Há aqueles que desejariam fazê-lo. Seu pai é um deles mas morreu quando Afro ainda era muito jovem para entender qualquer coisa. Em sua jornada Afro irá cruzar com algumas poucas pessoas com esse mesmo desejo.

Ninja Ninja e Afro

Ninja Ninja e Afro

Eventualmente ele se torna solitário, o que é adequado para o número 2 já que a sua volta sempre haverão inimigos. É bom que hajam apenas inimigos, porque aqueles que não forem podem acabar sendo vítimas colaterais. Afro parte em uma viagem solitária acompanhado apenas pelo misterioso “Ninja Ninja” (esse é o nome dele no mangá, no anime o nome dele sequer é citado), que aparece e desaparece conforme lhe convém mas que, a seu modo, deseja proteger e ajudar o Afro. Ninja Ninja é um dos personagens mais importantes, principalmente considerando que o próprio Afro é de poucas palavras.

Um anime curto que pode ser assistido em uma sentada só. É de perder o fôlego às vezes, mas tem um belo quinhão de cenas calmas (porém sempre tensas) e memórias do passado do Afro. A ação não se pretende nunca realista, e Afro enfrenta de tudo, de lança-foguetes à robôs, além é claro de muitos samurais e espadachins em geral. E como é boa essa ação. Afro é invencível, e a gente assiste sabendo que ele vai vencer todas no final, mas mesmo assim em todas as lutas fica-se com o coração na garganta com medo de que, dessa vez, o negão vai rodar. O Afro consegue sua vingança no final, e isso não é spoiler porque é absolutamente o esperado. Mas o que ele ganha com isso? Quem assiste Afro Samurai eu garanto que ganha algumas horas de diversão.

O duelo entre o pai de Afro e Justice

O duelo entre o pai de Afro e Justice

Discussão