Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Dessa vez escolhi um anime antigo! Talvez seja mais velho do que você? Bom, ele não é tão velho assim, foi lançado em 1998, mesmo assim quem nasceu nesse ano será (ou já é) maior de idade nesse 2016, não é? Eu em compensação, estava entrando no meu primeiro ano do ensino médio, hehe. Trigun tem a característica mais notável dos animes “velhos”: proporção de tela 3:4. Razão pela qual, para preservar a unidade visual do blog (layout novo, preciso me esforçar mais!), eu editei-o para adicionar duas faixas laterais para que tivesse a mesma proporção das demais imagens de capa usadas no Anime21. Espero que não tenham interferido com a imagem original.

Veja nela Vash e duas crianças feito bobo-alegres a cruzar seus dedos e gritar “Paz e amor!”. Quem conhece pelo menos um pouco de Trigun sabe que o Vash é pacifista (e bobo-alegre), então isso não é nenhuma surpresa. De fato, ele faz isso em vários episódios. Mas nesse caso em particular a cena serviu para mais do que apenas estabelecer ou reafirmar as características do protagonista. Vash acaba de derrotar o vilão do episódio (sem matá-lo, seguindo sua moral) e consequentemente salvar a cidade. Mas esse vilão só estava na cidade e seus habitantes estavam em risco em primeiro lugar porque todo mundo na cidade (todo mundo mesmo) saiu caçando o Vash por causa da recompensa pela sua cabeça. A cidade é pobre e precisa do dinheiro. O prefeito de alguma forma não especificada parece ter avisado ou chamado o vilão para “ajudar”. É claro que estão todos envergonhados depois deles próprios destruírem a cidade com uma caçada insana pelo bom moço que no final do episódio ao invés de guardar rancor contra eles ainda os salvou de uma bela enrascada. E estão também sentindo vergonha alheia pelo gesto do Vash. Quem não sentiria? Crianças não sentiriam. Elas aprendem fácil e imitam os adultos. No começo do episódio o garoto imediatamente atrás do Vash pedia para sua mãe que o comprasse uma arma de verdade. No final do episódio Vash o ensinou que o que importa é Paz e Amor.

Comentários