Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Agora estamos muito perto do final de Kiss Him, Not Me e eu ainda não sei se eu realmente gosto, ou se só estou acompanhando porque simplesmente tenho aquela coisa em mim que precisa saber o que vai acontecer no final. Claro que eu, como uma adoradora do senpai, gostei do último episódio, mas foi somente por causa dele, já que se pararmos pra analisar de verdade o que está acontecendo, acho que seria um pouco desanimador. Simplesmente não tem nada que realmente chame a atenção. Acabou se tornando mais um anime comum, com clichês que acontecem direto em muitos outros. Talvez a maioria não concorde muito comigo quanto ao que disse anteriormente, mas vamos analisar com calma o que tem acontecido.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


No começo, o anime me pareceu bastante promissor, já que contava a história de uma menina alucinada por BL e essas cenas eram realmente engraçadas. Acreditei que o anime fosse girar em torno daquilo, da piada em cima do fato da personagem principal curtir um yaoi em um nível não muito saudável, mas com o passar dos episódios eu só consegui pensar mais e mais que havia me enganado com isso tudo.

Será que ele consegue explicar?

Será que ele consegue explicar?

Não lembro ao certo quando que o anime deixou de ter esse lado engraçado para virar somente uma disputa pela garota bonita e sobre quem seria mais clichê nessa história toda. Tudo bem que a história já não começou muito original com aquela coisa dela ser gorda, esquisita e passar despercebida por todo mundo e depois simplesmente aparecer magra e bonita. Eu mesma já li várias histórias, livros, onde acontece exatamente a mesma coisa e as ações depois são bem parecidas. A menina era excluída, estranha e de um dia pro outro vira popular e todo mundo passa a ama-la. Os caras correm atrás dela e as coisas passam a acontecer magicamente na sua vida. Mas a história inicial, de uma garota super fã de algo me chamou muita atenção.

Cada vez mais passei a pensar que isso tudo foi um jeito que a autora arrumou para chamar a atenção das pessoas para essa históra. Se pararmos para olhar direito tudo o que ela, a autora, fez durante a sua vida, mesmo não tendo lido nada de sua autoria, a maior parte está relacionada com yaoi. A partir daí já podemos imaginar que seria bastante possível que a Kae tivesse um pouco da sua história real, com toda essa coisa de ficar fantasiando dois caras juntos e de estar nesse mundo de escrever histórias, com isso podemos incluir a Shima nisso tudo também. É algo que eu acho bastante legal de se fazer. Para mim era algo novo isso de ver um anime sobre meninas que são assim e que tinha tudo pra ser uma comédia do começo ao fim, mas em algum momento a autora simplesmente se perdeu nessa história toda de BL e yaoi e passou a colocar toda a atenção da história na paixonite dos garotos pela personagem principal.

Isso já ta virando raridade.

Isso já tá virando raridade

Claro que essas cenas que falam de BL não foram cortadas totalmente, mas às vezes parece que elas foram colocadas ali só pra tentar voltar um pouco no tema inicial, onde vários clichês levaram a ela e no final só continua com aquela mesma história da disputa dos garotos. Apesar de tudo, eu continuo achando que essas são as melhores cenas, o que não é um grande elogio mais. Tem ficado bastante repetitivo e parece que acabaram os clichês do seu repertório e ela simplesmente enfiou outro cara no meio dessa confusão toda. Já temos seis pessoas atrás da Kae e para aparecer mais uns seis não custa muito, mesmo que seja meio inviável nessa reta final.

Claro que tinha que ter alguma coisa pra abrir os olhos do cara lerdo, no caso o Mutsumi, e o jeito foi enfiar um irmão competitivo e meio doido (trouxa) nessa história toda. Como se já não fosse suficiente cinco pessoas atrás de uma garota, o Mutsumi mais velho apareceu e, provavelmente, deixou todo mundo meio puto com o que tem feito. Ele conseguiu ser mais trouxa que o Nana, mesmo dizendo que gosta dela. E o que é muito estranho pra mim é que ele é o professor deles, é meio demais isso tudo.

Até eu tenho medo dele, Shinomiya!

Até eu tenho medo dele, Shinomiya!

Além de estar sendo um trouxa com Kae, dando em cima dela, ele tem um histórico bem antigo de ser idiota com o irmão mais novo, já que o trauma do escuro é tudo culpa dele. Como se não bastasse prender o irmão no escuro uma vez, ele fez novamente e conseguiu elevar o nível de trouxisse mais ainda, pra quem não acreditou que seria possível, ele foi além. Ele é de fato uma pessoa bastante cruel pra mim. Mesmo que fosse uma briga/competição de irmãos, isso é o tipo de coisa que não se faz com os outros.

O lado bom dessa história toda é que o Mutsumi, finalmente, sabe de verdade o que ele sente pela Kae e o que ele quer dela. Além de tudo isso, ele deixou de ser feito de idiota e também de simplesmente aceitar tudo dos outros para agradar. Afinal, o amor não é algo tão simples assim e ele tinha todo o direito de ser totalmente egoísta quanto a isso, sem contar que ainda acho que a Kae merece estar ao lado dele, mesmo que eu não acredite muito que isso vá acontecer.

Muito bonito ver todo mundo torcendo por ele.

Muito bonito ver todo mundo torcendo por ele

Quanto ao final do episódio, o que eu tenho para dizer é que para variar, como o anime está lotado de clichês, não acho que a Kae entendeu de fato como o Mutsumi gosta dela, sem contar que tenho que salientar para todo mundo aqui que ela deixou bem claro no começo que seu primeiro waifu era o Shion, seguido por muitos outros. Não acho que o anime vai acabar com ela ficando com algum deles, o que é bastante comum, ainda mais levando em consideração que o mangá ainda tem muitos capítulos. Mas isso significa então que todos eles vão ter bastante tempo para que aconteça uma disputa entre eles, e com todos os outros waifus dela, pelo coração de sua amada. Só não se esqueçam de levar em consideração o nome do anime, ela nunca, em momento algum desses onze episódios, quis beijar qualquer um deles, tudo o que ela queria, no fundo, era que eles se beijassem.

  1. É gente…Foi um pouco decepcionante…Mas…Até que foi legalzinho…Decepcionante pq tem certas coisas que nós ocidentais (devido ao nosso arcabouço de valores enterrados em nossas almas) não aceitamos (aceitar, a gente aceita, mas no fundo tem sempre uma luzinha vermelha lá no fundo dos nossos paineis cerebrais…) a Kae não tem consciência do seu empoderamento sexual devido a modificação causada no seu corpo. Ela não tem a minima ideia de que ela, se tornando bela, pode desejar algo que a satisfaça e seria fácil isso, muito fácil…Ela continua ser a mesma fanatica por BL, se excita sexualmente dele (alias foram os melhores momentos comédicos dela), mas não se vê usufruindo deste prazer diretamente e sempre se vê como uma terceira parte, se vê como platéia nunca como atriz participante direta. Por isso, pouco a pouco, ela vai deixando de ser um personagem relacionável e se tornando cada vez mais unidimensional. E personagens unidimensionais é isso aí, apenas mais uma série que vc acompanha só para saber como vai terminar. Não te obriga a assistir mais de uma vez…

    • Isabella

      O episódio em si foi legal sim, muito melhor do que outros anteriores, mas tá bem chato essa história toda de só focar nas tretas dos caras, ficar tudo voltado pra esse romancezinho que mais parece uma disputa idiota sem fim, e esquecer esse lado fanático da Kae (e da Shima também). A história parecia ter isso como o centro, mas agora na reta final só parece que a autora quis mudar um pouquinho uma história que todo mundo já conhece, o que acabou não sendo tão satisfatório assim, pelo menos não para mim. Ainda bem que você está aguentando isso tudo também, não me sinto tão sozinha nesse “mar de decepções”.

      Obrigada por acompanhar meus artigos ;D

  2. Este episódio para mim, nem sequer deveria ter existido. Do anime inteiro, este foi o episódio que menos gostei de ver, quando o acabei de ver, pensei para mim mesmo que tinha perdido 24 minutos da minha vida a ver esta porcaria.
    Eu acho que o anime desde do início nunca tentou fazer um esforço para melhorar, mas agora está demais, o anime usa e abusa dos clichès, já começa a ficar repetitivo, principalmente nas partes em que os garotos estão atrás da Kae, coisa que me desanima um pouco, já que este foi o primeiro anime deste género que considerei assistir até ao final e os meus receios e preconceitos com este género de anime, provaram que estavam certos.
    As únicas coisas que gostei no episódio foram a referência ao Shingeki no Kyojin, aquele jogo de cartas que me fez lembrar muito o jogo e anime de yu gi oh e por fim na parte final do episódio, onde mais uma vez descaradamente o Matsumi diz que gosta da Kae.
    Aquele irmão do Mutsumi é um perverso, aquele tipo de comportamento já demonstra algum tipo de psicopatia, aquilo que ele fez ao irmão mais novo não se faz a ninguém, eu acho que ele fez aquilo por cobiça e maldade mesmo.
    Como sempre mais um excelente artigo Isabella.

Comentários