Não sei mais se realmente é verdade que “quanto mais drama, melhor”, mas continuo aqui, ansiosa para o próximo episódio. Não consigo ver mais nenhum sentimento bom de verdade em ninguém em Kuzu no Honkai. A cada episódio que passa, fica mais claro ainda que a maioria ali só está conseguindo se machucar com as ações que está realizando, mesmo que não tenha percebido que isso está acontecendo.

O anime continua a me prender nessa história, porém não tenho nenhuma perspectiva feliz para os personagens, acho que tudo vai terminar de uma forma bem dramática, com bastante sofrimento, mas isso é apenas um chute meu, ainda falta um pouco até descobrirmos como isso realmente acaba.

Foi interessante ver um pouco do lado da Akane ali. Para mim ela parece uma pessoa doente, que sabe que faz algo não muito bom, mas que não sabe como sair disso, apesar de que na verdade ela nem quer sair dessa situação toda. Achei bem curioso ver os pensamentos dela em relação a si mesma.

Porque?

Aquele encontro com o outro “aluno” dela tornou tudo mais surpreendente ainda. Eu não esperava que ele fosse aparecer ali, muito menos que ele fosse dizer que ela era uma puta assim, na cara dela. Ela de fato se encaixa nesse termo, se pensarmos que ela literalmente se deita com qualquer um, simplesmente pelo prazer, sendo esse não somente sexual, como é o caso do Kanai. Ela ficou com ele pelo simples prazer de ser desejada por alguém que era desejado por outra pessoa. Para mim ela detestou ter se deitado com ele, tanto que decidiu que não valia mais a pena continuar com aquilo.

No fundo eu penso que a palavra “puta” é um pouco forte para isso. Tenho uma preferência por chama-la de vaca. Ela tem todo o direito de dormir com quantos caras quiser, por qualquer razão que for, porém isso não anula, para mim, o fato de que ela é uma pessoa idiota por fazer o que faz.

Ela queria ficar.

Eu sinto pena por ela ser assim. Acredito que no fundo, por mais segura de si que ela aparente ser, eu a considero uma pessoa muito insegura. Ela precisa dos outros ali, atrás dela, para se sentir bem. Devemos colocar em questão o ponto onde ela pensou que parecia ela ser a pessoa correndo atrás do professor, por isso achou melhor acabar com tudo, que estava cansada. Ela necessita dessa atenção, de se sentir desejada por alguém que signifique algo, como um adolescente popular – no caso do Mugi – ou o grande amor de alguém, não de se sentir humilhada de certa forma, correndo atrás de alguém.

Ela precisa ter algo que as pessoas querem, apenas para sentir que outras pessoas queriam estar no lugar dela, se sentir como algo desejado, como foi o caso da sua amiga de infância. O problema, para mim, é que isso não está levando ela a nada. Ela consegue os caras bonitos e tudo mais, mas no final ela acaba parecendo uma pessoa totalmente solitária. Ela não tem ninguém que esteja realmente ali por ela, porque ela sempre se convenceu de que nunca quis alguém assim.

Ainda existe tempo para aprender algo diferente.

Ela acreditou que precisava apenas da atenção para se sentir bem com quem era, porém acho que a reação do Kanai, ao descobrir quem ela era de verdade, a fez pensar um pouco mais sobre isso. Pareceu, pelo menos para mim, que ela se sentiu bastante tocada com aquele ato. Acho que ela precisa de alguém ali por ela e passei a pensar até que, talvez, os dois pudessem realmente ter um relacionamento e que é um pouco provável que ela consiga mudar esse seu jeito.

Claro que o Kanai pareceu um grande trouxa pra mim. Ele é o cara bobo/legal, que geralmente é quem as meninas deixam de lado, mas nesse momento ele está se fazendo de trouxa, mas afinal, como o amor nos deixa? Exatamente desse jeito. Isso acontece. Deixamos de lado o nosso orgulho, apenas para nos sentir bem estando ao lado da pessoa que gostamos. Ele quer muito ficar com ela, então não se importa em aceitar os termos para isso.

MUITO!

O mesmo acontece com o Mugi, que conhece muito bem a sua querida professora, mas continua ali, tentando fazer algo acontecer, porém sem sucesso algum. Com certeza isso ainda vai trazer infelicidade para ele – e pro Kanai também – mas acho que Kuzu no Honkai se trata exatamente disso: de gostar das pessoas e de todo o sofrimento que vem junto com isso. Esse anime veio para nos mostrar que nem toda história é o conto de fadas que encontramos nos livros mais clichês, que todo mundo sempre sonhou.

Foi um episódio cheio de cenas de sexo. Acho que isso tem sido mais constante do que nos primeiros, mas, para mim, estamos vendo todo lado podre, decadente, ou, até mesmo, deprimente do sexualismo. É triste e nem sempre satisfatório. Eu definitivamente não espero um final feliz, porque não acho que a ideia do anime é realmente mostrar um final feliz, e sim a realidade que todo mundo prefere ignorar, onde muitas vezes acabamos frustrados por não acontecer como queríamos, ou sonhávamos.

Até semana que vem!

  1. Este anime, este anime, a cada episódio que passa, fico cada vez mais sem saber o que dizer. Este episódio foi quase todo, ele sobre a Akane. Eu não a considero uma “puta” nem “vaca”, a necessidade dela de ser o foco das atenções e de ter sexo a toda a hora, já é uma parafilia,na maioria das vezes. A Akane dorme, com a maioria dos homens que lhe passem à frente, mas ela tem preferência por homens mais novos, na sua maioria adolescentes e aqui está a parafilia e o lado ninfomaníaco dela a trabalhar em conjunto. Ela quando vai para a cama, com um adolescente, além de sentir o prazer da atenção que este lhe dá, caso este fosse comprometido, ela sentiria o prazer de destruir uma relação. Nesta situação ela ganha duas vezes ao mesmo tempo. Gostei de ver o outro lado dela, em que ela se questiona a ela mesma, por ser assim. Ela já era assim, mesmo antes de ter a primeira relação sexual, com aquele senpai que era dois anos mais velho que ela. Este é que despertou e libertou a podridão que já estava a crescer dentro da Akane. Eu já não a vejo como vilã da história, o Mugi só está com ela por estar iludido, por aquilo que chamamos de amor. Como a Hanabi, disse à uns episódios, o amor cegas as pessoas, neste caso o Mugi e o Kanai estão no mesmo barco, no que toca à Akane. Aquela cena do parque, onde o garoto com quem a Akane tinha dormido, lhe chamou de puta em plena rua, apanhou-me um pouco desprevenido. A Akane nem se deu ao trabalho de desmentir, ela sabe que é verdade e como já estava farta do Kanai sensei, ela aproveitou a deixa, para acabar com o Kanai sensei, isto é, se alguma vez houve algo entre os dois. Ela pelos vistos, nem gostou de dormir com ele, aquilo foi só mesmo para provocar dor na Hanabi, mais nada. Como tu bem disseste Isabela, o Kanai sensei é um trouxa, mas como tu bem disseste, o amor é cego e o Kanai não vê nada de mal, nas coisas que a Akane faz. Ele até se deu ao trabalho de parar a Akane, quando esta estava a ir embora. Acho que pela primeira vez a Akane se mostrou surpreendida e tocada, pela acção de outra pessoa, seria interessante se os dois ficassem juntos, já que ela precisa de alguém que a ame e ele quer ficar ao pé da pessoa amada, basta juntar o útil ao agradável. Mas o Kanai sensei, deixou-me, neste episódio deixou-me a pensar. Ele apresenta vários sintomas de ser sociopata. Note-se quando o garoto que tinha chamado a Akane de puta e lhe advertiu que a Akane o iria trair, ele não demonstrou sinais de nervosismo, nem com a ofensa nem com o aviso. Além que ele aparenta não possuir malícia, ele percebeu muito bem, o que o garoto tinha chamado à Akane, à primeira, ele fez-se foi de desentendido. Até um corno manso, fica furioso, quando alguém chama a sua mulher de puta ou desfrutável. E aquele riso que ele tem na cara em todos os momentos, posso estar enganado, mas o Kanai sensei é um sociopata. Ele ou Mugi ainda vão protagonizar uma tragédia neste anime.
    Em relação ao Mugi, acho-o estranho, a Hanabi já resolveu a o problema que a afligia, e o Mugi já podia ter feito o mesmo, se ele não tivesse caído na teia da Akane. Ele está super iludido com a Akane, ele já conhece a natureza dela e essa mesma natureza excita-o, o Mugi com esta parafília, parece um anormal e pervertido. Aquilo que ele sente pela Akane, já não é amor e sim obsessão. Ele sabe que está a ser manipulado pela Akane, mas ainda assim deixa-se tentar pelos encantos da carne da Akane. O Mugi não passa de um omocha (brinquedo), nas mãos da Akane. Mesmo com aquele pedido de um encontro super forçado, dele para a Akane, só demonstra o nível de obsessão que ele tem por ela, ele falou neste encontro umas 3 vezes no decorrer do episódio. A Akane já lhe dá sexo, ele também não pode abusar da sorte. Se bem que a Akane, depois daquela explosão do Mugi no final do episódio, parecia contente com o pedido e aceitou-o.
    Como sempre, mais um excelente artigo de Kuzu no Honkai Isabella.

  2. Uffa!! Que susto…Atrasou mas chegou e é isso o mais importante!! Peoples!! Boa tarde aos dois lados do Atlantico e vamos a mais um ritual de expurgação de sofrimento que é assistir Kuzu, mas a gente não larga de jeito nenhum!!!
    Apesar de ser mais uma resenha maravilhosa da Isabellita, vamos lá…
    A Ninfomaniaca Vulcanica Messalina Malvina Bitch e tudo o mais…Chegou o dia dela!! Melhor chegou o episodio que nos faz entender ela um pouco mais…E incrivel, mas vc (eu cheguei por alguns segundos) chega até a ter uma simpatia por ela depois de exposta suas motivações para ser o que é…E vc vê que não foi um trauma, uma vingança, um mal entendido (coisas que deixa vc mais confortavel para analise do comportamento vilanesco) foi apenas a manifestação além da idade de um sentimento infantil de superioridade do tipo “eu quero todos os brinquedos da sala!”. Em gente normal, isso é resolvido com uma conversinha com os pais e algumas broncas no caso da Akane parece-me que não houve nem conversa nem bronca. Pq se acha uma pessoa excepcional, mas como dito “um dia a conta chega” e a nossa vilãzinha está balançando porque qual a finalidade disso tudo? Qual o futuro disso? Notem que nesse episodio ela citou algo como “futuro” até quando minha felicidade terá de ser baseada na infelicidade dos outros? E nas entrelinhas acho que algo como a possibilidade de solidão no futuro entrou na cabecinha torta dela. O Mugi por linhas tortas acho que já sacou, mas como é um menino ainda não finalizou direito esse pensamento. Falarei do Mugi mais adiante…

    Continuando com a nossa “vilãzinha”, bem foi desmascarada em publico na frente do Narumi…Na cabecinha pequena e torta da “bitch” estava tudo certo “eu já estava para mandar o Narumi passear mesmo…E…” o que surpreendeu é que a “bitch” nem para mentir e salvar a sua pouca auto-estima e fazer uma cena hipocrita de donzela injuriada falsa ela fez! Surpreendeu tambem a calma a fleugma dela na situação como se já soubesse o desfecho de toda a quizumba (adoraria saber como os Portugueses se referem a quizumba, minha avó se refereria a essas situações como “arranjos de puta pobre”) esperando que o Narumi fizesse uma cena ou já sabendo que ele é parvo iria dizer ou fazer nada e tranquilinha nossa vilãzinha iria se refestelar com um aluninho (já pensando no Mugi né? “Bitch” safada!). Mas…

    O Narumi resolveu ser um ponto fora da curva! Adoro ver vilões desconcertados (mais do que ver eliminados por sinal)!!! Aquilo foi o pinaculo da abnegação, do altruismo, de humanidade, de amor de todas as coisas boas que existem sobre a terra!!! Ele estabeleceu as regras de um novo jogo sem saber que o jogava…Porque para ele, ela a “bitch”, é mais do que um brinquedinho sexual, um passatempo…Ela foi a eleita por ele e ponto! E por mais que ela seja uma pessoa pouco recomendável em termos psico-sociais ele vai adiante. Imagino que seja a mesma situação de se apaixonar por uma supermodelo só que viciada em crack, mas quando vc a olha no rosto e vê o rosto de um anjo não tem como escapar.
    Tem de ser um ser humano muuito superior para relevar tudo aquilo que ele ouviu na cara…E a nossa “bitch” ficou balançada se ela vai mudar? Aí é outra história…
    Mas que ela nunca teve isso de ninguem isso não teve mesmo…Narumi nós o saudamos pelo ser humano que vc é!!!

    E o Mugi? Está lá tentando e tentando encontrar uma razão para tudo isso e não está vendo uma saída. Racionalizando, calculando e…Sempre conclui que vai dar com os “burros n’agua”…Seus “insights” são muito elucidativos, como: “como homem o que devo? Sexo ou sentimento?” Ele sabe que sentimento e afeto que ele urge por te-los da “bitch” não vai ter nenhum…Aí vem o dilema com a Hanabi: o entendimento, sua inteligência e sagacidade. Com a Moca: o amor gratuito sem questionamentos. E já percebe que sua batalha é totalmente perdida e foi desde o começo…Mas no seu calculo ele sabe que se tudo está perdido para a Akane tem as duas…

    Bem é isso peoples…Está sofrido está doído, mas não largamos e apontando para a reta final desse desesperador (que tanto gostamos) anime…K-San é com você!

    • Concordo com tudo o que escreveste James, menos a parte do Narumi. Nenhum homem, mesmo sendo corno, ou iludido pelo amor, fica calmo, quando outro homem, insinua que a sua amada é uma pega, rameira etc. Ele parece-me que é um valente sociopata, aquele jeito dele já começa a ficar estranho.

      • Grande K-San!!! Adorei os sinonimos de “bitch” aí do outro lado do Atlantico!!! Uma “pega” foi otimo vou acrescentar no meu vocabulário aqui deste lado!
        Mas voltando ao Narumi, ele é um ser gentil e pacifico (concordo até demais!) vimos como ele se comportou com a Hanabi. E um pouco antes de se declarar a “pega” (hahahaha! me acabo em risos com essa) mostrou que ele não é de confrontos e muito menos de criar e administrar conflitos. Sim, ele não é nada assertivo ou agressivo. Mas a condição de sociopata ainda vamos ter de ver o final desse anime de “sofrência” para que se confirme uma ou outra condição. Eu ainda aposto que o Narumi ainda é um ser humano bom (pacato demais também)…Mas como dito a comparação é como namorar uma supermodelo gentil boa gente, viciada em crack, cocaina e bebada , mas quando vc olha para o seu rosto vê um anjo e quando você está com ela o mundo ao seu redor é feito de arco iris e coisas que te deixam feliz. Mas a “pega” está começando a balançar…

  3. E presenciamos um fato rarissimo dos dois lados do Atlantico colocamos os comentários no exato mesmo tempo!!! Isso é um feito para o Anime21!!! Dá-lhe K-San!!!

Discussão