Bom dia!

E bem-vindo ao Café com Anime! O projeto no qual eu, Gato de Ulthar do Dissidência Pop,o Diego do É Só Um Desenho, e o Vinícius Marino do Finisgeekis conversamos sobre os episódios de alguns animes e publicamos artigos transcrevendo nossos bate-papos.

Nessa temporada, o Dissidência Pop está publicando nossos bate-papos sobre Mahou Shoujo Site, o Finisgeekis continua publicando os bate-papos de Sakura Cardcaptor: Clear Card, o É Só Um Desenho publica os bate-papos de Sword Art Online Alternative: Gun Gale Online e Legend of The Galactic Heroes: Die Neue These, e o Anime21 publica os bate-papos de Hisone to Masotan!

Nessa edição excepcionalmente conversamos sobre dois episódios: o 7 e o 8.

Episódio 7

Fábio "Mexicano":
Vou começar sintético: esse ministro é definitivamente maligno, hein? Bom, não tenho certeza, isso ainda é um slice of life da Mari Okada, mas ele até muda de voz para uma muito mais sinistra, hahaha! E se a gente ainda não sabe o que exatamente ele pretende fazer, a gente sabe o primeiro passo para ele conseguir chegar lá: manipular os corações das garotas! Que horror… mas não sei se vai ter sequência no próximo episódio. Quero dizer, terminou com a mulher lá falando que a chance de qualquer uma delas se apaixonar era zero, então sei lá, né.
Vinícius Marino:
Para mim ficou bem claro que aquela “consultora amorosa” é uma idiota. A base está fervilhando de amores. Até a Hoshino começou a se abrir com o capitão fanfarrão…

Amei as confusões amorosas, por sinal. Não sou um fã particular de histórias de romance, mas gente, se esse episódio não foi uma delícia de assistir. Dois momentos roubaram a cena: a Kitsunagai tentando descobrir a comida favorita das pilotos e a Hitomi assediando sexualmente o brucutu. ]Aliás, Hitomi é a musa da base aérea, não é? Eu já tinha dito que achava ela linda. Pelo visto, não só eu 😀

Gato de Ulthar:
Vou dizer que este foi meu episódio favorito. Foi estupidamente hilário! Toda essa trama rocambolesca do ministro em causar relacionamentos amorosos e depois destruí-los para impedir que as garotas encontrem a realização amorosa e acabem abandonando os dragões, como aconteceu com ex-piloto do Maso-tan, foi simplesmente genial em sua execução. Foi uma sequência incrível de atuações das personagens, mostrando como fazer algo realmente bem feito.

Falando na minha personagem favorita, Liliko Kinutsugai, com sua dublagem maravilhosa e única, foi a que mais brilhou na minha opinião. Quem diria que ela era uma otaku? Aquele truque de manipulá-la para pesquisar sobre os interesses das garotas foi tão infantil, e até um ponto ridículo, mas ficou super divertido e gostoso de assistir. E quem ainda diria que ela era viciada no mangá Kingdom? Não é sempre que vimos uma referência dessas. Isso sem falar no encerramento cantado por ela, digno de nota também.

E como disse o Vinicius, a Hitomi também foi maravilhosa, principalmente na parte da sedução do grandalhão. A Hoshino também ficou muito simpática ao competir com o malandrão na esteira. E não podemos esquecer da Hisone, achei super fofo o relacionamento que se formou entre ela e o carinha que cuida do Maso-tan. Eu tenho minhas dúvidas se ele terá coragem de magoá-la.

Simplesmente foram todas impecáveis. Ótimo episódio.

Diego:
Honestamente, o pessoal da base achando que o cara lá sente algo a mais pela Hisone foi meio estranho. Depois desse episódio é até possível ele ter desenvolvido algum sentimento maior por ela, mas antes disso não vi nenhum indício de algo do tipo. Foi meio saído do nada…

Mas tirando isso, o episódio foi mesmo excelente, e super divertido de assistir. Acho que adicionaria a Hisone bêbada aos dois exemplos do Vinícios, como ainda outra ótima cena do anime 😛 E gostei do assunto aparentemente ter sido encerrado nesse episódio – para todas, os dragões são seus únicos amores… por agora (é meio evidente os ships que o próprio anime está construindo rs).

Agora, sobre esse ministro… Não acho que ele seja do mal, pelo menos não por enquanto. Os meios dele são certamente problemáticos, mas ele parece acreditar que algo bem ruim vai acontecer com o Japão caso esse tal festival não aconteça. Espero mais informações nisso logo.

Fábio "Mexicano":
O tema do episódio e dos comentários aqui é: Romance.

Hisone e Okonogi: Eu tenho a impressão que desde o primeiro episódio o anime está tentando juntar esses dois. Ele parecia bastante impressionado com ela desde sempre, e esse episódio deu destaque a isso. Se as demais pessoas da base perceberam? Não sei, e nem importa. De um jeito ou de outro eles vivem juntos por força de seus trabalhos, isso todo mundo com certeza percebe, e pessoas têm essa mania besta de querer juntar casais que elas veem sempre juntos e acham que “combinam”.

Hoshino e Zaito: Eu ainda acho ele um babaca e quero que dê errado. Mas né, não está errado quem avalie que a Hoshino foi grosseira com ele também. É compreensível que ela aja assim (e merecido em algumas situações), mas grosseiro do mesmo jeito. Ela nem queria ouvir ele, conhecer ele, e parece que pode estar começando a mudar de ideia agora que o conhece. No mundo real acho que não rolaria nada e apenas se tornariam amigos, no mundo mágico do anime eu não me arrisco.

Hitomi e Onaga: Bom …. isso:

Isso:

E isso:

Por onde querem começar? 😃

Vinícius Marino:
O Zaito me parece um tipo de personagem comum em comédias românticas: um “tsundere invertido”, que começa como um babaca/chauvinista, mas eventualmente descobre seu lado mais doce. O seus desdém para com a Hoshino me soa muito como insegurança própria. Não descarto que ele possa melhorar como pessoa com um pouco de amor… e uma mulher decidida para colocá-lo nos trilhos. A Hoshino, como o Fábio colocou, também é desnecessariamente agressiva. Ok, ela tem motivos, mas a triste verdade é que na vida ninguém se preocupa com seus “motivos”. Todo mundo carrega seu próprio fardo, e ninguém gosta de levar patada. É bem possível que ela tenha exacerbado sua solidão (ou mesmo o antagonismo de seus companheiros) com ações como as que demonstrou para com o Zaito e as outras pilotos.
Diego:
Eu realmente não tenho muito o que acrescentar nesse ponto. Como eu disse já está bem claro os ships que o anime está querendo formar, e eu não duvido nada que todos eles deem certo. Inclusive, talvez de uma forma a provar que o tal ministro está errado, e que as garotas podem sim se apaixonar e pilotarem seus dragões.
Gato de Ulthar:
Não sou guru nem nada, mas acho que o rapaz do dragão não irá sacanear a Hisone, ele parece muito gente boa para isso. O erro do ministro foi pensar de que esses assuntos do coração são humanamente manipuláveis. Até certo ponto podem ser mesmo, mas o coração, ele tem razões que a própria razão desconfia.

Eu shipo muito mais a Liliko com o mangá Kingdom!

Fábio "Mexicano":
A forma como todo mundo menosprezou a Liliko me faz, por um lado, querer que ela prove que eles estavam todos errados e se apaixone de verdade por alguém e seja correspondida. Por outro lado, não me agrada o discurso de que para sermos pessoas completas precisamos de um relacionamento romântico estável, então eu também ficaria feliz se a Liliko passasse ao largo de tudo isso e no final fosse tão feliz e completa quanto as demais. Mas suponho que a razão prática dos dragões e do evento misterioso que o ministro está planejando possam ser bem menos maniqueístas.
Vinícius Marino:
Já eu sou partidário da visão oposta: acho que no longo prazo só se é feliz a dois ❤️ Romantismo barato a parte, concordo que seria interessante se a Liliko seguisse firme na sua relação possessiva com Kingdom 😝
Diego:
Diversidade é bom até para a coisa não ficar muito previsível. Se uma ou duas delas terminarem sem ninguém seria bem interessante. Agora, sobre o ministro, é como eu coloquei: ele aparentemente acredita que o tal de festival é importante para salvar (?) o Japão.
Gato de Ulthar:
Acho que a Liliko não precisa ficar com ninguém, mas o ministro foi um pilantra pro enganá-la com um capítulo falso de Kingdom! Ela é legal do jeito que é (e com sua dublagem fantástica).

Vocês viram que o Ministro foi bastante pressionado para que o projeto dê certo, visto que gastará um montante gigantesco de ienes. Então, dá para deduzir que seja um projeto vital para o Japão.

Fábio "Mexicano":
Eu não tenho certeza de que seja um projeto vital para o Japão, para sua defesa, existência, ou qualquer coisa assim. Desde o começo dragões não parecem assim tão vitais. Parecem já ter sido, mas não são mais. Mas sim, o ministro acredita que o ritual que envolve os dragões é de alguma forma importante para o futuro do Japão. Especulações?
Gato de Ulthar:
Acho que é vital de alguma forma, não lembro o montante gasto, mas são alguns bilhões de ienes se não me engano. Se fosse uma estrepolia apenas em prol dos dragões ou das meninas, nenhum governo gastaria essa quantia. Talvez, talvez, com o ritual completo possa gerar alguma nova fonte de poder para o Japão.
Fábio "Mexicano":
É mais de um trilhão de ienes.
Gato de Ulthar:
É bastante coisa, mesmo que o iene não valha muito, acho que isso dá mais de 8 bilhões de dólares.
Diego:
Eu acho que seja algo vital para o Japão, mas eu não sei se quero que seja algo vital. Enquanto o anime precisa justificar muito bem esse tremendo gasto por parte dos militares, eu realmente não vejo essa série se tornando algum tipo de história de estilo “salvem o mundo” ou coisa que o valha. Estou curioso pelo que vem pela frente, mas também um tanto quanto apreensivo.
Vinícius Marino:
Na certa, o Ministro quer “salvar o Japão” das baixíssimas taxas de natalidade estimulando tensão sexual na base aérea. 😂 Só que neste caso ele estaria fomentando o surgimento de casais, né? Não armando para que se desfizessem. É, esquece. Não faz sentido…
Diego:
Só se ele quiser híbridos de humanos com dragões… aposto que já tem hentais disso, agora 😖
Fábio "Mexicano":
Não necessariamente híbridos, mas pode sim ter a ver com a reprodução dos dragões. Eles já são velhos, será que são imortais?
Gato de Ulthar:
Como será que eles se reproduzem? Seriam assexuados? Botam um ovo sem sexo, como os namekuseijins?
Fábio "Mexicano":
Se precisam das garotas, não devem ser assexuados.
Gato de Ulthar:
Isso não me faz pensar coisas boas…
Diego:
Talvez só precisem das garotas pra chocarem os ovos 😛
Gato de Ulthar:
Tomara que os ovos não sejam muito grandes.
Vinícius Marino:
Se não me engano, répteis têm fertilização externa, não é mesmo? A fêmea bota os ovos e os machos vão lá e… depositam o sêmen por cima. Ou estou confundindo com outros bichos?
Diego:
Eu acho que esses são os peixes 😐
Gato de Ulthar:
Bom, acho que é bem variado até no mundo dos répteis, já que tem algumas espécies de cobra que ficam “grávidas” e parem os filhotes.

Episódio 8

Fábio "Mexicano":
Eu achei que o episódio 8 fosse ser mais sequência direta do 7, mas… bom, não é totalmente não relacionado também e juntar dois episódios em um Café vai permitir recuperar o atraso por causa da sessão anterior. O que acharam do episódio 8?
Gato de Ulthar:
Muito bom!

Bem,agora sabemos o que é a missão delas, transportar um dragão gigante de um lugar para outro, se ele não for transportado direito, se perderá e destruirá o Japão, então é uma questão de segurança nacional. Tivemos muitas coisas bacanas nesse episódio, gostei de ver como as meninas e os dragões se uniram para aguentarem os três dias do treinamento. O discurso da Hisone também veio muito bem a calhar, ao dizer que não abandonaria o Maso-tan.

Mas nem tudo são flores né? Lembra que especulamos que elas seriam as mikos do ritual? E não são, foram trazidas colegiais para servirem de sacerdotisas! E acho que peguei o fio da meada! O Ministro ainda não contou tudo para elas, e essas garotas, além de servirem como sacerdotisas, executarão uma missão mais ignóbil, de ajudar a quebrar os corações das nossas amadas pilotos, como já ficou claro no finalzinho do episódio e no preview do próximo, além da cara de pesar da Sada-san.

Estou realmente ansioso pelo próximo episódio.

Vinícius Marino:
Coloque ansioso nisso! Acho que entendi porque o Netflix decidiu “sequestrar” esse anime. De fato, é super indicado para se assistir em binge. Não é qualquer série que consegue revelar tanto de uma só vez e ainda guardar cartas na mangá. Gostei de ver a posição da velhinha do iogurte finalmente revelada e também o bom humor com que o anime lidou com sua lore confusa. Hisomaso continua não se levando a sério, o que só favorece sua trama no nível pessoal. Elocubrações pseudo-intelectuais à la Evangelion não têm espaço aqui. Esta é a história das pilotos, nada menos, nada mais, e o roteiro não pede desculpas quanto a isso.
Diego:
Antes de mais nada: mudaram a abertura! 😮

Agora, sobre o episódio em si: curti bastante também! A missão definitiva delas é bem interessante, conseguindo se justificar muito bem em importância, mas também no tom do anime. E pela imagem da abertura (acima) esse outro dragão não é só “grande”: ele é praticamente uma cidadela em tamanho!

Agora, a chegada das miko foi bem interessante. E pelo visto a Sada não gostou muito da ideia. Será que as Miko são mesmo necessárias? Ou talvez sejam algo mais ritualístico que não realmente sirva de muita coisa? Será que ela realmente prevê que elas estão ali para destruir os corações das meninas? Mas vou dizer: ainda mais me impressionou que o Haru pelo visto estava trabalhando ali de infiltrado.

Vinícius Marino:
Vai ver ela, também, teve o coração destruído por uma miko…
Fábio "Mexicano":
É, então, agora é minha vez de falar o que pensei, né? Desenvolvimento de personagem, ou, como bem colocou o Vinicius, “trama no nível pessoal”. Acho que esse episódio foi bem mais fraco nisso. Na verdade, quase não teve nada. Teve a Hisone dizendo que quer fazer as coisas junto com o Masotan, e tomando uma bronca da velha Sada dizendo que isso implica em confiar no dragão, do jeito que elas estavam fazendo até então elas não estavam fazendo junto, mas fazendo sozinhas. Ok, lição aprendida. Fora isso, teve mais insinuações românticas entre Hisone e Okonogi, e entre Hoshino e Zaito. Esses ships são pra valer; se vão navegar a gente ainda não sabe.

Mas é compreensível que um episódio que precisou despejar lore tenha desviado o foco dos personagens. Ainda falta coisa que a gente precisa descobrir, mas o que foi revelado aqui é suficiente para que o anime se equilibre entre revelar o lore e desenvolver personagem a partir de agora, acredito. De forma alguma foi um episódio ruim. Foi um episódio ótimo, não foi o melhor mas continuou sendo muito bom.

Eu só esperava que o anime fosse continuar de onde parou no episódio anterior. Aquela história de fazer as garotas se apaixonarem parece ter sido deixada totalmente em segundo plano aqui. Sim, tem dois casais em diferentes fases do flerte pré-cortejo, mas eles parecem estar desassistidos. Fiquei sob a impressão que realmente acreditaram no relatório final daquela sargento no episódio anterior e ficou por isso mesmo. Bom, até o Iiboshi trazer mikos colegiais, é claro, mas isso soa totalmente como plano B, e não como continuação do que foi feito antes – fora que ainda está para ser provado que elas realmente estão lá por esse motivo, secundário que seja.

Vinícius Marino:
Eu fico um pouco irritado com a solenidade com que “desenvolvimento de personagem” é invocado na mídia otaku. Dizer que uma trama é “pessoal” nada tem a ver com “desenvolver” personagens. É plenamente possível vestir os sapatos de uma pessoa que não vai a lugar nenhum. É isto que Hisomaso faz e que continuou a fazer neste episódio.

Essa não é uma história de intrigas e reviravoltas contada do “topo”. É a história de quatro garotas presas no estômago de um dragão, lutando para não dormir. É sobre a crise de fé e auto-confiança que elas enfrentam para cumprir seu dever. É sobre a sua postura diante de uma obrigação arbitrária (e quantas obrigações do nosso próprio dia a dia não parecem arbitrárias?).

Reparem na cena em que o ministro vomita os detalhes da missão. A tomada não enquadra seu powerpoint. A imagem é escurecida e desbotada, tal como a nonsense que sai da sua boca. Mais importante, ele está sempre na frente da tela. É isto que as pilotos vêem: um homem. Não uma missão celestial para salvar o Japão. Não um imperativo de roteiro. Eles vêem seu chefe, dando-lhes uma ordem.

Elas poderiam estar debaixo da terra cavando o novo Eurotúnel. Podiam estar presas em submarinos por três dias a fio. Podiam estar atrás de uma pilha de relatórios num escritório qualquer. Ou dirigindo um half-track alemão e comendo batatas do futuro que não faria diferença.

O Matsurigoto é irrelevante.

Fábio "Mexicano":
Sim, é irrelevante, e eu entendi isso perfeitamente, por isso nem me importei de não ter entendido direito – elas não entenderam também! Mas não estou dizendo que o episódio foi ruim, longe disso. Foi muito bom. Acima da média de qualquer coisa dessa temporada. Mas eu o achei não tão bom quanto os anteriores. Desculpa, é tique meu ficar comparando assim porque eu escrevo sobre episódio e avalio cada um.
Diego:
Vou ter de ir na contra-mão do Fábio: acho que foi o episódio que mais gostei até agora. Sanou muitas das dúvidas que estavam no ar enquanto que ao mesmo tempo levantou ainda outras, um excelente ponto de virada para a série. Ao mesmo tempo que foi simplesmente divertido ver a interação de todos. Há de se admitir: HisoMaso tem um elenco bem forte de personagens, e consegue prender a atenção do espectador exatamente neles.
Gato de Ulthar:
Chamar de melhor episódio? Em quem sentido? O episódio de antes foi o mais engraçado, o da semana retrasada o mais emotivo, e este foi o que mais nos mostrou conteúdo. De qual eu teria gostado mais, não sei, todos foram bons em sua maneira. E concordo com o Vinicius, o festival pouco importa, o que mais importa é as meninas fazerem o que tem que fazer e como vão lidar com isso.[
Fábio "Mexicano":
Bom, melhor ou pior não importa. O desenvolvimento principal do episódio parece ter sido confiança, não é? As garotas gostam muito de seus dragões, mas não confiavam neles o suficiente para dormir, sentiam a necessidade de estar no controle o tempo todo, e isso estava atrapalhando a missão. Não ajudou muito a velha Sada vir com aquela conversa típica de sabedoria oriental sobre “pilotar em seus sonhos”, e ela precisou ir até lá e gritar com as garotas para que elas entendessem.
Vinícius Marino:
Também, com uma dica dessas quem dera né? Já imaginou se as garotas sonham que estão caindo? 😝 Na certa a Liliko vai sonhar que está no Kingdom e seu dragão vai, sei lá. Começar a cavalgar. Erguer as asas feito um estandarte
Diego:
Pior que eu achei que realmente era necessário elas sonharem que estavam pilotando. Mas no fim é só dormirem e deixarem os dragões tomarem o comando. Péssimo conselho, de fato 😛 (embora a resolução me fez pensar: não era pra ser impossível pros dragões voarem sem alguém dentro pilotando?)
Fábio "Mexicano":
(acho que eles são apenas domesticados, condicionados a isso – não faz nenhum sentido biológico que seja assim, afinal de contas; não que esse seja um anime que se apegue muito a isso, como sabemos, mas enfim)

(inclusive a Sada estava voando do lado de fora no sonho que elas tiveram, que provavelmente representou algo que de fato aconteceu – e sem tecnologia contemporânea voar dentro é impossível porque elas nunca teriam como ver o lado de fora)

Diego:
(Até ai, em que ponto alguém teve a brilhante ideia de que colocar as garotas dentro dos dragões era melhor que deixar elas do lado de fora? Parece o tipo de desenvolvimento que não faria o menor sentido, só podendo ser explicado com um “sempre foi assim”)
Fábio "Mexicano":
(A atmosfera naquela altitude é um lugar bem perigoso, sem falar em velocidade, risco de queda, etc)

(Mas sim, a epifania de pilotar DENTRO do dragão deve ter sido algo muito doido)

Diego:
(Imagine uma reunião, alguém levanta e diz “e se fizéssemos o dragão engolir a piloto pra ela pilotar lá de dentro?”)
Fábio "Mexicano":
(Consigo imaginar com mais facilidade uma pilota engolida acidentalmente – com um celular na mão, talvez? – e depois regurgitada, conversando com um maluco que está por dentro do desenvolvimento de novos capacetes para pilotos de aviões de verdade com displays de informação embutido)

E a gente desviou bastante 😛 Bom, ninguém tem falta do que falar agora, sobre o anime ou sobre essa especulação doida 😛

Gato de Ulthar:
Não acho que seja uma ideia ruim fazer as garotas serem engolidas por dragões, é até mais conveniente do que manter elas do lado de fora, além disso, se a tecnologia permite isso, porque não usar?
Fábio "Mexicano":
Ei, comentem aí o que esperam dos casais do anime. ❤️ ou 💔?
Vinícius Marino:
Espero pelo menos um 💔, porque sem lágrimas não há drama. Se fosse eu, faria isso com o casal mais provável da série (Hisone e Okonogi, talvez?) De resto, aposto no ❤️ porque amor triunfa sobre tudo.
Gato de Ulthar:
Quero muito ❤️ ❤️ ❤️ ❤️ ❤️ ❤️ ❤️ ❤

Mas depois de alguns 💔 💔 💔

Acho que o amor triunfará de certa forma, mas elas irão sofrer bastante antes.

Diego:
Eu espero diversos casais ao final da história. Mas talvez a Hisone acabe sozinha, ficando apenas junto do Masotan e se tornando uma espécie de sucessora da Sada.
Fábio "Mexicano":
A Hisone vai virar vendedora de Yakult? 😃
Diego:
Parece um ótimo trabalho pra ela 😃
Vinícius Marino:
Plenamente possível vender Yakult e ter muito ❤️ ❤️ ❤️ ❤️ ❤️
Fábio "Mexicano":
Ok, todo mundo tá doido pra ver essas garotas ficando com o coração todo doki-doki (e dando uns amassos). Algum comentário específico sobre os personagens e suas relações…? Começar com o mais difícil, Hoshino e Zaito?
Gato de Ulthar:
O Zaito está conseguindo amaciar a Hoshino, bastou ele mudar um pouquinho de atitude com ela, ser um tantinho mais gentil, não chamá-la mais pelo apelido. Não sei até que ponto ele está sendo sincero, ou é apenas um truque de sedutor. Só sei que a Hoshino está se derretendo feito óleo de coco no verão.

(Para quem não sabe, o óleo de coco no inverno é um sólido)

Fábio "Mexicano":
(Não sou muito conhecedor de cocos)
Diego:
Foi só ele não ser um babaca que começou a atrair a simpatia da garota, incrível não? 😛

Quem poderia imaginar algo assim? 😃

Gato de Ulthar:
Muitas garotas são assim, dava para ver que a Hoshino sempre focou na carreira e nunca teve tempo para amar. Além disso, quase 100% dos homens nas forças armadas são escrotos. Provavelmente ela só se deparou com caras assim, quando alguém demonstra um carinho por ela, ela fica toda boba. Não dá para culpá-la.
Vinícius Marino:
Leio isso e imediatamente me lembro do meu amigo que foi da Força Aérea. E que não podia ser mais diferente do Zaito 😝 Mas ok, essa história não é sobre ele. Sobre esses dois pombinhos em particular, reafirmo o que eu já disse: acho que a paquera será uma oportunidade para ambos melhorarem como pessoa. Ele deve se tornar menos cafajeste (mas não menos irreverente ou sem noção). Ela deve se abrir mais às pessoas, e se tornar o tipo de amiga que a Hisone, a Hitomi e a Liliko agradecerão ter. O que, se não ficou claro, quer dizer que eu acho que os dois darão certo.
Fábio "Mexicano":
Gostei da abordagem do Vinicius. Sabemos que as garotas têm problemas (todo mundo tem), principalmente de socialização, e estamos ok com isso, torcendo por elas inclusive. Bom, o Zaito e todos os demais personagens também têm seus problemas, não é? A gente ficou com raiva dele porque o anime meio que foi feito para dar raiva dele mesmo, é uma questão de ponto de vista. Mas ele pode melhorar de forma legítima também, tanto quanto a Hoshino. Se for algo honesto, bem feito, como tudo no anime até agora, vai ser muito legal de se ver.

E seus pensamentos sobre Hisone e Okonogi? O Vinicius já adiantou que tá torcendo contra… 😃

Vinícius Marino:
Acho que a relação de ambos será fragilizada pela vinda daquela Miko atirada. E pela suposta participação solene que o Okonogi terá no ritual. Assim, não é que eu esteja torcendo contra, mas esses dois têm tudo para dar certo. Então eu prevejo – e até desejo – que tenham alguns percalços até que role beijo. (Se bem que, considerando o quanto a Hisone gosta de beijar o Masotan, pode ser que isto aconteça antes do que imaginemos 😝)
Gato de Ulthar:
Sigo na minha teoria de que outra função das mikos é ajudar a ferrar com o coração das meninas. Assim sendo, ela será uma pedra no sapato do relacionamento bonitinho entre a Hisone e o Okonogi. Mas, como eu disse acima, o amor triunfará.
Diego:
Eu não sei o que pensar. Poderia ser até interessante se a relação dos dois ficasse apenas na amizade. Mas acho que vão terminar juntos mesmo.
Fábio "Mexicano":
Talvez fique só na amizade mesmo. Afinal de contas, por tudo o que sabemos, a Hisone nasceu para vender Yakult, né? 😃

Bom, encerro aqui essa longa discussão que envolveu dois episódios. Até a próxima!

Discussão