Olá! Caro(a) Leitor(a), essa semana Saredo Tsubimito wa Ryuu to Odoru fazer algo que não fazia a tempos: entregar um bom episódio. Agora realmente houve um plot twist, algo impactante que muda o andar da carruagem e até que deixa certo ar de espera pela finalização da obra.

Para não perder o seu costume Saredo decidiu desperdiçar metade de seu episódio com cenas desinteressantes onde a comédia não emplaca. Foram mais ou menos 9 minutos de episódio dedicados a mostrar uma confraternização de Jushikis. O que dá para tirar de proveitoso ao plot central disso? Vejamos… Nada. Mas bem, conhecemos um pouco mais a natureza dessas pessoas conhecidas como jushikis.  

A confraternização.

A partir dos 10 minutos aí é que começa a redenção da obra. Primeiramente mostra a prima do cardeal Mouldeen. E através dos discursos entre ela, Gayus e Gigina foi possível entender o que realmente acontece na cidade. Enquanto minha visão apontava para algo como os lados políticos disputando para tentar que alguém assumisse o poder, por de baixo dos panos apenas acontecia exatamente ao contrário. Na verdade, o partido dragônico cooperava com o partido de Dochetta, deixando com que ele assumisse o poder e pegando como recompensas matérias primas.  

A prima do Cardeal Mouldeen.

Posteriormente vimos a cerimônia de coroação de Dochetta, e o Cardeal e sua prima assistindo apenas de camarote. Tudo parecia correr bem para eles até que uma tentativa de assassinato paralisou a todos… Quem seria o responsável por isso? O grande Levvi Remedius, ou Zhuo Luo.  

Exatamente isso, o plano da festa noturna feito por Zhuo Luo foi apenas uma distração para que ele pudesse atacar o seu verdadeiro foco sem nenhum problema. Todos os amantes de xadrez sabem que o ataque perfeito para vencer é aquele que atinja o Rei de forma providencial, mesmo que isso custe algumas peças. Aquele tal plano bobo o qual mencionei no artigo passado, se tornou um ótimo plano, pois a primeira parte foi apenas uma distração. 

O ataque responsável pela morte de Dochetta.

Podemos agora dar o destaque merecido a mente brilhante de Levvi Remedius que conseguiu enganar a todos, inclusive a Gayus.  

Os motivos do plano de Zhuo Luo já eram mais do que conhecidos: realizar o pedido de Naricia, que consiste em se vingar daqueles que ameaçam as vidas do povo de Urmun. Matando o grande ditador Dochetta, aquele responsável por todos os problemas que ocorreram foi uma vingança mais do que digna.  

Agora o ponto que fica é se essa atitude de Zhuo vai ser providencial. Pois a uma probabilidade de que outros ditadores tomem a mesma atitude. Ou então o próprio cardeal Mouldeen pode ser aquele a assumir o regime político da cidade. Se isso acontecer meio que tornaria um círculo vicioso, onde Zhuo continuaria a matar todos os representantes políticos que assumissem, um ideal com um fundo bom, porém com uma realização no ponto de vista ético turvado.  

Bem, todas as consequências acarretadas pelo ato de Zhuo serão melhor explorados no próximo episódio.  

Essa foi a análise de Saredo Tsubimito wa Ryuu to Odoru episódio 11. Onde a obra conseguiu dar um certo tom de redenção, entregando cenas e reviravoltas realmente interessantes. O tempo da comedia continua pífio, mas isso já nem é questão mais já que foi do início ao fim ruim. Como redator fico até um pouco feliz com tal cenário animador que esse anime voltou a passar, e a espera pelo o último episódio já não é mais uma tortura.  

Bom, semana que vêm será o último episódio, então obrigado por acompanhar mais um artigo, e até a próxima… 

Falta 1 semana para o fim da dança com Dragões.

Discussão