Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

A cada novo episódio desse anime nos divertimos e relaxamos com a tentativa dos personagens de fomentar o turismo na pequena cidade onde vivem. A tentativa da vez é usar a culinária local como meio de atrair turistas, mas não é só isso, pois os pratos típicos também colaboram para mostrar uma identidade do povo que mora na pequena cidade de Manoyama.

Curta o anime21 no facebook:

Essa invenção não é tão tecnológica como imaginávamos

Shiori resolveu seus problemas no começo do episódio (nos primeiros cinco minutos) ao criar uma exposição onde uma comida local seria destaque, além de liderar o projeto. Eu já esperava que não haveria grandes conflitos nesse arco que foi conduzido de forma bem leve durante todo esse episódio.

A Shiori foi capaz de criar um somem (um tipo de macarrão japonês) especial para a competição usando um outro ingrediente tradicional da cidade de Manoyama que foi o kombu, houve até uma explicação interessante de como esse ingrediente chegou na cidade, sendo introduzido na culinária local. Embora ela não tenha ganhado o concurso o seu prato foi bem avaliado e passou a ser adotado em vários lugares.

Depois de conseguir o apoio dos comerciantes, o Conselho de Turismo tinha que fazer  com que o evento desse certo, e foi isso que aconteceu, pois houve receptividade entre os moradores devido ter sido uma ótima opção para se divertirem e comerem bem.

A iniciativa de Yoshino de se juntar ao inventor Doku para criar algo muito impactante não produziu o resultado esperado, portanto servindo mais como um momento engraçado desse episódio. Enquanto a protagonista não pensa antes de agir, temos a Shiori que pensa demais nas coisas, mas foi uma boa líder ao assumir o projeto que o Conselho de Turismo estava realizando.

Acho que a Ririko não entendeu a indireta

Para quem esperava que pudesse ter algum conflito amoroso envolvendo Shiori, sua irmã e o chef, pode ter se decepcionado, pois não foi isso que aconteceu. O mal-entendido no qual as meninas achavam que a Shiori estivesse interessado no Kumano foi resolvido de forma muito simples. Ainda falando em mal-entendidos, o encontro entre o cozinheiro e a Sayuri não aconteceu por causa de um calendário atrasado.

Normalmente, depois de um evento bem-sucedido as meninas celebram juntas, e essas cenas mostram a união e química entre as personagens. A essa altura da história elas já confiam quase completamente uma na outra e isso é muito importante nas realizações de seus trabalhos.

Esse foi mais um episódio divertido de Sakura Quest que se mantem num ritmo calmo, porém certo, sem ser apressado demais ou extremamente lento. Espero que vocês, leitores, tenham gostado do episódio 9 desse anime, e também tenham gostado do artigo.

Até a próxima!

  1. O que falar deste episódio de Sakura Quest, sinceramente o episódio ficou-se pelo agradável e divertido, sem nada de importante acontecer ao longo do episódio.
    Gostei da ideia do conselho turismo em fazer uma competição de comidas, onde o júri do mesmo, seria a população local. Acho que não é novidade nenhuma, que eu sou meio fã da Shiori, fiquei encantado com ela neste episódio. Quem diria que ela própria iria iria criar um novo tipo de macarrão (neste caso o sommen), com kombu, um produto abundante naquela cidade. Eu já sabia que um romance entre a Shiori e o Kumano era inviável, desde de já que o Kumano só tinha olhos para a Sayuri. Achei o motivo do desencontro da Sayuri bem verdadeiro, quem nunca trocou as datas, de acontecimentos importantes que atire a primeira pedra. Ainda bem, que o Kumano e a Sayiru se entenderam, eles fazem um belo par (aquele final onde a Sayuri diz que se interessou no Kumano, desde que tinha provado as rabanadas (french toast) dele na aula de economia doméstica foi bem bonita, foi sinal que ela não se importava com as aparências).
    A parte da competição foi bem bonita, em destaque ao grupo das mães, que estiveram muito bem. Achei bem engraçado a indirecta que a Erika (este nome é o mesmo nome de uma marcha militar alemã da segunda guerra mundial) disse para a Ririko, sobre os peitos pequenos da Ririko (se bem que a Erika é criança, não havia maldade nas palavras dela). Por falar em Erika, o interesse romântico dela em relação ao irmão da Maki está cada vez mais evidente, o problema mesmo é a diferença de idades entre os dois.
    Agora a parte mais engraçada e louca do episódio, a parte da super máquina de sommen do Deku. Eu antes desta parte, já estava curioso o porquê da Yoshino estar de biquini quando ia testar a máquina do Doku na oficina dela, mas nunca pensei que fosse ser uma máquina que dava macarrão. As cenas da Yoshino e a máquina de macarrão do Doku, fizeram com eu risse muito. Tive até um pouco de vergonha alheia da Yoshino nessa parte. O que interessa é que a competição acabou bem.
    Como sempre, mais um excelente artigo de Sakura Quest Flávio.

Comentários