Tão perto e tão distante

Essa é uma cena chave, talvez a grande cena chave do episódio final de Kuma Miko. Já faz mais de uma semana que o anime acabou, então quem se importa com spoilers não deve ter mais problemas a essa altura, não é?

Machi escutou sem que Yoshio soubesse o discurso dele sobre como a garota tinha uma obrigação, como sacerdotisa da vila, de se sacrificar por ela – e em tempos contemporâneos isso significa, segundo ele, se tornar uma idol mesmo que ela tenha fobia social severa. É um discurso forte e duro vindo de alguém em quem (apesar de tudo) ela confia. Ela é a sacerdotisa e mesmo nos dias atuais isso significa que ela é um sacrifício.

Depois que Yoshio e Hibiki partem, Machi se move até a grade do topo do prédio onde se encontra, e é esse quadro que destaco nesse mini-artigo. Melancólica porém resignada, Machi já entendeu seu destino, já o aceitou. Mesmo que não goste, está presa a ele, e essas grades representam isso muito bem. No final das contas ela, a caipira sacerdotisa de sua vila não pode mesmo fazer parte dessa cidade, e ao mesmo tempo está presa em um destino que a traz para dentro dela.

Olhe a expressão no rosto de Machi: a dolorosa resignação ao seu destino

Olhe a expressão no rosto de Machi: a dolorosa resignação ao seu destino