Essa é uma cena chave, talvez a grande cena chave do episódio final de Kuma Miko. Já faz mais de uma semana que o anime acabou, então quem se importa com spoilers não deve ter mais problemas a essa altura, não é?

Machi escutou sem que Yoshio soubesse o discurso dele sobre como a garota tinha uma obrigação, como sacerdotisa da vila, de se sacrificar por ela – e em tempos contemporâneos isso significa, segundo ele, se tornar uma idol mesmo que ela tenha fobia social severa. É um discurso forte e duro vindo de alguém em quem (apesar de tudo) ela confia. Ela é a sacerdotisa e mesmo nos dias atuais isso significa que ela é um sacrifício.

Depois que Yoshio e Hibiki partem, Machi se move até a grade do topo do prédio onde se encontra, e é esse quadro que destaco nesse mini-artigo. Melancólica porém resignada, Machi já entendeu seu destino, já o aceitou. Mesmo que não goste, está presa a ele, e essas grades representam isso muito bem. No final das contas ela, a caipira sacerdotisa de sua vila não pode mesmo fazer parte dessa cidade, e ao mesmo tempo está presa em um destino que a traz para dentro dela.

Olhe a expressão no rosto de Machi: a dolorosa resignação ao seu destino

Olhe a expressão no rosto de Machi: a dolorosa resignação ao seu destino

Consegui assistir todos os animes da semana pela primeira vez, que emoção! Nesse artigo comento brevemente 36 episódios de 33 animes que assisti, transmitidos entre 25 de março e 1º de maio (ou antes, no caso dos animes em que eu estava atrasado). Recuperei todos os atrasos, só resta agora esse um dia de atraso, né? Afinal essa coluna deveria ter sido publicada ontem.

Clique aqui e leia no OtakuPT a minha coluna Meu Anime #11!