Nesta seção de Zona de Atrito (que também pode ser chamada de episódio), trataremos de um gênero bastante comum, que alguns não veem com bons olhos, sendo que muitas vezes recebe o certificado de “chato”, com o argumento básico de que é constituído por animes nos quais nada acontece. Esse gênero é o slice of life, ou fatia de vida. O slice of life, como o nome já evidencia, é um gênero que tem como foco o cotidiano. Ou seja, acompanha a vida – dramas e peripécias – de uma personagem, um grupo de amigos/amigas ou de uma comunidade. O slice of life pode se sustentar (ou tentar) sozinho como gênero ou trabalhar ao lado de outros, de estirpes distintas, como o drama, a comédia e mesmo a magia. Em foco, teremos os animes Non Non Biyori (slice of life, comédia e vida escolar) e Flying Witch (slice of life e magia), que têm como local eleito para suas “narrativas” o interior, possuem meninas como protagonistas e, certa medida, são odes a uma passagem de tempo em que prevalece o bucólico, e as relações humanas, a natureza e a memória (principalmente a que construímos para eternizar uma fase ou um encontro) são regidas pelo equilíbrio entre ação e contemplação.

Ler o artigo →

Mais uma edição atrasada da coluna e eu realmente quase não consegui assistir anime nenhum essa semana. A coisa está tensa, mas estão aí os comentários do pouco que assisti e por favor comente tudo o que você viu, conforme eu for recuperando o tempo perdido eu respondo!

Clique aqui e leia minha coluna no OtakuPT!

Consegui assistir todos os animes da semana pela primeira vez, que emoção! Nesse artigo comento brevemente 36 episódios de 33 animes que assisti, transmitidos entre 25 de março e 1º de maio (ou antes, no caso dos animes em que eu estava atrasado). Recuperei todos os atrasos, só resta agora esse um dia de atraso, né? Afinal essa coluna deveria ter sido publicada ontem.

Clique aqui e leia no OtakuPT a minha coluna Meu Anime #11!