Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

O protagonista da ação nesse episódio é Zapp, o mais maloqueiro dos membros da Libra. Bom, o único maloqueiro. Mas a história dele foi só um pretexto e uma forma bastante indireta de contar o que se passa com a White e seu irmão. E a forma como Kekkai Sensen fez isso foi genial. O protagonista da série, Leonardo, apareceu pouco e não se encontrou com sua paquera nesse episódio. O único momento em que ele saltou à frente foi para dar uma informação que logo a seguir seria mais uma dica fundamental para ajudar a desvendar o mistério dos irmãos loiros.


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


O episódio é sobre um vampiro que entrou na cidade por um portal (vindo da Índia, aparentemente) perseguido por outra criatura sobrenatural que se revelaria o mestre do Zapp e criador do estilo de técnica de sangue que ele usa. Raju Jugei Shizuyoshi é um monstro e um mestre lendário que passa décadas desaparecido treinando, e seus treinos são tão brutais que ele perde partes do corpo neles (mas não se importa com isso porque usa sua técnica de sangue para compensar a ausência de membros). E impõe treinamentos brutais a seus discípulos também, é lógico. E mesmo ele tem dificuldade em dominar o vampiro, embora em momento algum pareça ter estado em perigo. Até que ele finalmente consegue reduzi-lo a uma espécie de ovo com seis olhos, que mesmo assim é terrivelmente perigoso e mortal para quem chegue perto. Antes disso, o começo do episódio se dedicou a mostrar Zapp em uma rotina cafajeste de encher a cara, ir para a cama com uma garota, acordar acabado no dia seguinte pela manhã e encher a barriga em um fast-food qualquer. Depois de derrotar o vampiro (com a ajuda de membros da Libra, que o fustigaram com ataques incessantes que o forçaram a ficar se regenerando sem parar) o mestre Jugei se vira para seu discípulo e através dele mesmo (porque Jugei não consegue vocalizar fonemas humanos) diz o quanto seu discípulo é um fracasso e quanto seu estilo de vida é errado. Determinado e levá-lo embora para treinar, os membros da Libra o interpelam em defesa de Zapp e o mestre dá a ele um teste: deveria furar todos os seis olhos do ovo ao mesmo tempo para que ele se tornasse inofensivo. Como já disse, o ovo é incrivelmente poderoso e perigoso e as chances eram grandes que Zapp acabasse no hospital ou mesmo morto – sem conseguir nada. Graças a um truque de Chain, que finge estar atendendo a um telefonema de uma amiga sua de quem Zapp estava a fim, ele consegue derrotar o ovo sem derramar uma gota de suor. Seu mestre fica impressionado, o reconhece como seu melhor discípulo, e Leonardo não consegue de forma alguma identificar o vampiro dentro do ovo. Eles descobrem com o mestre Jugei que aquela era só parte do vampiro, e uma parte que não possuía o coração, daí Leonardo não conseguir ver nada.

No começo e no fim, cenas dos irmãos White e Black conversando e um flashback de quando tudo começou para eles. A abertura do buraco em Nova Iorque foi uma surpresa tanto para humanos quanto para os seres das trevas, e um grupo de conjuradores de ambos lados o selou antes que algo ainda mais catastrófico acontecesse aos dois mundos e a névoa é a manifestação física desse selo. Os pais de White e Black eram conjuradores (e eles tinham nomes de verdade, não Preto e Branca), mas um dia morreram, e não ficou claro, mas suponho que tenha sido no mesmo fenômeno que em seguida, de forma idêntica ao que aconteceu com Leonardo e sua irmã, uma entidade muito mais poderosa que eles os forçou a fazer uma escolha. No caso de Leonardo e Michella, o garoto estava assustado demais e a irmã tomou a decisão que fez ele receber os olhos divinos. Com White e Black foi a garota quem estava assustada demais e Black tomou a decisão, absorvendo ele próprio a criatura das trevas que estava diante deles. Leonardo e White são os irmãos covardes. Black diz a sua irmã que eles eram, como dizia sua mãe, dois em um. E agora com as informações desse episódio e dos anteriores é que as coisas começam a ficar interessantes.

Primeiro confirmar a aposta que fiz no episódio passado: Black possui um vampiro dentro de si, da mesma forma como Hummer e Brody compartilham um corpo. Essa me parecia a hipótese provável porque Black, quando se comportava como irmão da White, não parecia capaz de nada que fizesse mal direto ou potencial a ela ou ao Leonardo, o que provavelmente faria mal a White também, de forma indireta. Quando vampiro, contudo, olhava com desprezo para a cidade e, como um dos Treze Grandes, mancomunava com outros que também só querem ver tudo pegar fogo. Black não parecia estar apenas fingindo que agia como irmão, ele parecia sincero. E esse episódio vem para dizer que eu estava certo: são duas criaturas em um só corpo, com objetivos distintos. E sim, ele se fundiu com o vampiro para proteger a irmã, como eu havia proposto também. Agora vou começar as minhas novas apostas, vou especular loucamente!

Se eu entendi, os pais de White e Black morreram antes deles serem abordados por aquela criatura, então não podia ser a isso que a mãe deles se referia quando os chamou de dois em um. Ou há mais algum segredo místico que os une, ou é apenas coisa de mãe, do tipo “vocês são irmãos, se ajudem”. Não obstante, o Black é dois em um. E ele mais do que insinua que a White também, e do mesmo vampiro que ele! Como pode? Ora, acabo de ver nesse episódio “como pode”: um pedaço de um vampiro pode agir de forma independente do corpo principal. E suponho que o pedaço tenha se separado do corpo principal enquanto entrava no corpo de Black, já que a apavorada White tinha um revólver em mãos e, suspeito, deva tê-lo usado para atirar no monstro. Que se partiu, invadindo o corpo dela também, e lógico que não morreu. Se a parte age ainda obedecendo ordens do corpo principal ou não ainda está para ser demonstrado, mas eu aposto que embora haja algum tipo de vínculo, as partes podem atuar de forma independente. Assim, White tem, como o irmão, um vampiro dentro de si, mas no caso dela é só uma parte sem coração, razão pela qual Leonardo nunca pôde vê-la como uma vampira, como ele já viu Black. White está curada (isso é revelado nesse episódio também) mas seu irmão a mantém no hospital, porque talvez ele tenha alguma barreira ou algo do tipo que evite a manifestação do poder vampírico latente dentro dela. Aposto que ela só não foge da cidade de uma vez por causa do irmão (para não abandoná-lo, protegê-lo, algo assim). Mas ela está cansada do hospital, está cansada das brumas da Hellsalém’s Lot, ela só quer ir embora, e está, de forma consciente ou inconsciente, usando o poder vampírico para alguma coisa. Talvez seja para derrubar ou ajudar a derrubar a barreira que envolve a cidade, o que faz dela potencialmente a maior vilã da série. Que Leonardo, o protagonista sem poder nenhum, vai ter que derrotar.

Comentários