[sc:review nota=4]

No episódio anterior quando apareceu o Maruba esbravejando no monitor feito um pateta eu pensei que a missão toda dele seria uma patetice, mesmo que tivesse contratado alguém pra fazer seu serviço sujo. Bom, e ele contratou: a própria Teiwaz com quem a Tekkadan planeja fazer negócio. Isso foi inesperado pois achei que o anime fosse enrolar mais para introduzir a Teiwaz. Foi um bom episódio de ação que mostrou mais uma vez do que essas crianças são capazes quando são encurraladas.

Eles foram tratados como animais, e em algumas situações se comportam como animais. Quanto mais ameaçados, mais perigosos eles são. Não que pessoas de verdade não sejam assim também, mas esse é um comportamento que costumamos atribuir apenas à animais selvagens, não é? As garotas da nave do Naze têm lá suas peculiaridades, não são exatamente pessoas normais com todos os neurônios no lugar, mas em batalha se comportam de forma “profissional”. Foi com essa postura (que se revelou arrogante no final) que a nave da Turbine (a divisão de transporte da Teiwaz) enfrentou a Tekkadan. De fato, eles são mais experientes e estavam em vantagem, mas eles esperavam que os garotos fossem se entregar assim que a superioridade da Turbine ficasse evidente. Terrível engano: a Tekkadan lutou cada vez mais aguerrida quanto mais pressionada. Essa capacidade de dar pouco valor à própria vida mais as habilidades fora do normal de seus membros garantiram a vitória no final.

Eu acho que ela forma um bom par com o Akihiro (LOL)

Eu acho que ela forma um bom par com o Akihiro (LOL)

Mas a coisa toda foi um pouco idiota, não foi? O Maruba estava chorando suas mágoas em um bar da vida quando o Naze o encontrou e prometeu que resolveria todos os seus problemas. Em troca de todas as posses da CGS. Ele resolveu, e quando foi conferir as posses da CGS … elas não existiam. Eu suponho que o processo de transferência do patrimônio da CGS para a Tekkadan tenha sido legal, senão o Orga não teria feito questão de manter o contador e demitir legalmente todos os adultos que quiseram ir embora. Sendo assim, com que direito o Naze reclamava os bens “roubados”? Claro, a Teiwaz é uma máfia, isso já foi bem estabelecido no episódio anterior, mas máfia por máfia, ele não faria melhor extorquindo ainda mais o Maruba? Quero dizer, era muito mais fácil, o velhote já tava ali do lado dele. E além do dinheiro do cofre da CGS que ele esvaziou antes de fugir, ele com certeza deveria ter bens pessoais também. Mesmo assim, Naze preferiu se lançar em uma missão de caça à Tekkadan. Ah vá, tudo bem, cada um pratica o esporte radical que prefere, não é? E nada estava impedindo ele de extorquir o Maruba também depois. Enfim, é passável.

Akihiro não se rendeu, já estava arrebentado e desarmado quando se mantinha de alguma forma agarrado a outros dois mobile suits. Orga e mais um monte de garotos arriscaram a vida abordando a nave inimiga em alta velocidade. A Kudelia fez questão de assistir tudo de camarote, da ponte de comando da nave – e arrastou a Atra junto, que também estava preocupada. O Mikazuki pela primeira vez enfrentou um oponente superior – mas não sei se a garota era mesmo superior ao Mikazuki ou se a desvantagem dele decorreu tão somente do fato de seu Gundam ainda não estar completamente consertado. O fato é que mesmo assim ele não desistiu, conseguiu com uma manobra inteligente prender seu mobile suit ao dela com um cabo e não soltou mais, mesmo que isso só o tornasse ainda mais vulnerável. Os dois estavam à beira de se matar quando Orga e Naze encerraram a batalha. Todos os danos considerados, os dois mobile suits da Tekkadan parecem que ficarão imprestáveis por um bom tempo.

O estado final do Barbatos depois da batalha é mais ou menos esse daí, só que pior

O estado final do Barbatos depois da batalha é mais ou menos esse daí, só que pior

Lembra-se de como no episódio três o Eugene e o Biscuit, em cenas diferentes, atuaram como conselheiros do Orga? O Eugene defendia o “mal” (entregar a Kudelia para a Gjallarhorn) enquanto o Biscuit defendia o “bem” (não entregar e lutar). Pois nesse episódio eles trocaram de papel. O Eugene defendeu o “bem” (não se renderem para a Teiwaz e lutar) enquanto o Biscuit não chegou a dizer com todas as letras, mas estava claro que sua opção era pelo “mal” (renderem-se para a Teiwaz). É apenas uma curiosidade que serve para deixar os personagens da Tekkadan menos vinculados à clichês. Que chato seria se sempre soubéssemos quem emitiria qual tipo de opinião, não é?

Discussão