Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Depois de falar sobre Haikyuu, agora vem a vez do Haikyuu 2… dos episódios 1 ao 8!

Depois de perderem pro Oikawa, a segunda temporada, pelo menos no começo, é focada no desenvolvimento dos personagens. Enfim, não vou ficar falando o que rolou em cada episódio porque eu espero que vocês tenham assistido, e sim esse artigo tem spoiler até o episódio 8 do anime.

Em geral Haikyuu 2 começa nos mostrando quem realmente é Ushijima, ele é aquela pessoa que se acha por ser muito bom e é arrogante, e o pior que ele tem motivo pra se gabar e falar que os outros são piores que ele. Ele pode ter aparecido só no episódio 1, porém ele mostra o porquê dele ser o número 3 do Japão, treinando com pessoas da faculdade, representar o japão no U-18, considerar Aoba Jousai como um time de segunda categoria, e assim vai a lista. Obviamente nosso amigo Hinata fica bravo em saber disso e tenta mostrar pra ele quem ele realmente é, pulando alto pra carai feito um coelho. No final, Ushiwaka percebe que Hinata pode ser um oponente formidável.

Curta o anime21 no facebook:

ushiwaka

Quem animou isso ta de parabéns, ficou bem engraçado.

Outros aspectos que Haikyuu 2 apresenta é como o vovô Ukai parece ser “Deus”. Nas minha aulas de literatura, aprendo coisas como características de uma boa história e uma delas é “Deus” ou godlike people. O personagem que é considerado assim, é aquele que literalmente traz coisas boas para o público alvo dele, ou guia pessoas para o bem. Geralmente esse tipo de análise é melhor em obras que tem lutas como Bleach, Fairy Tail, etc… porque na maioria dos casos junto de um “Deus” vem um “Demônio”, que traz o caos e tenta destruir/matar o deus. Mas como Haikyuu é uma obra da paz, uma figura como um demônio não é válida. Mas voltando ao assunto de provar meu argumento que o Ukai se encaixar na categoria godlike. Karasuno só foi considerada uma escola forte quando Ukai era técnico. Prova é que depois que ele saiu a escola perdeu credibilidade, sendo conhecida como os corvos que não conseguiam voar. Ele também deixava a sua marca nas pessoas que se envolvia(tantos nos jogadores do time dele, ou técnicos de outras escolas) e o conhecimento em geral dele de vôlei. Quando o jovem Ukai pede ajuda do avô para procurar soluções. Ukai rapidamente encontra uma solução para Hinata e o ajuda a desenvolver a teoria do zero tempo.

ukai

O maior ponto até agora no anime foi o desenvolvimento de Hinata x Kageyama. Quando Karasuno joga os amistosos, Hinata percebe que as jogadas rápidas que ele fazia com Kageyama não eram o suficientes. E fora que ele conheceu e sabe o quão forte Ushijima é, dando mais motivos para ele querer evoluir. No começo percebemos que Hinata tenta convencer Kageyama que ele não vai bater na bola de olhos fechados, falando que quando ele bate na bola de olho aberto ele consegue ver a vista do outro lado da quadra e marca o ponto. Kageyama acha que isso é encheção de linguiça e já recusa o Hinata falando que ele não precisa disso, a única coisa que ele precisa fazer é bater a bola como ele sempre fez que as coisas vão melhorar. E como resultado temos um problema com a dupla de ouro que acaba ficando um pouco maior causando que o equilibrio do time se quebre, no fim eles acabam brigando. Até esse ponto percebemos que as personalidades do Hinata e do Kageyama estão em conflito. Hinata quer evoluir, mas Kageyama não confia nele e acaba optando por uma opção mais segura devido a falta de tempo pro próximo torneio. Com o passar do tempo, todo mundo concorda com Kageyama, mas com a ajuda do vovô Ukai, tanto o técnico como o Kageyama veem novas possibilidades.

Pra finalizar, comentar sobre o último episódio porque eu deveria comentar semanalmente os episódios. Nesse último episódio sabemos o porquê do Tsukishima ser assim, a pessoa que não se motiva com nada e sem objetivo. Enquanto eu via o episódio o que eu pessoalmente achei legal foi como o autor usou as estações do ano. No verão/primavera o anime mostra que o irmão do Tsuki está no ápice dele, porém quando ele entra no time de vôlei de Karasuno no outono. De novo, repetindo o que eu aprendi na aula de literatura é que as estações do ano tem um significado, sendo primavera a época que as coisas felizes acontecem, verão quando as coisas boas estão no seu ápice, outono a estação onde as pessoas começam a ficar tristes e inverno como a morte ou o fundo do poço da vida da pessoa. O que foi interessante disso é que se você usar isso você meio que percebe antecipadamente o que ta rolando. O flashback do Tsukishima é legal, pessoalmente, acho que essa história é bem comum hoje. Se esforçar e acabar não sendo bom o suficiente, o que gera como resultado a chance de desapontar as outras pessoas. Medo de desapontar as pessoas pode ser o motivo número 1 do Tsukishima ser como é. O jeito que Tsuki vive é resultado disso, ele não quer que ninguém crie expectativas dele e por isso ele vive sem nenhum objetivo, sem se esforçar, ele basicamente vive pra evitar expectativas.

Quando o irmão do Tsuki decide entrar pra Karasuno.

Quando o irmão do Tsuki decide entrar pra Karasuno.

Comentários