Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

O episódio 9 de Trickster, ao meu ver, não foi dos melhores. Neste episódio, tivemos a conclusão do acontecimento envolvendo a independência do conjunto habitacional do irmão de Hanasaki e o início de um novo “problema” envolvendo novamente Hanasaki.

Curta o anime21 no facebook:

Como eu havia suspeitado no episódio passado, o telefonema que Akeshi recebeu no final do episódio 8 realmente foi feito pela polícia, no caso, mais especificamente por parte da Nakamura.

Antes de Akeshi e o seu grupo chegarem até o condomínio ocupado, a polícia já havia tentado invadir duas vezes, mas falharam. Após a chegada do grupo, Akeshi colocou seu plano em prática. Sem a polícia do local saber e com a ajuda de Kobayashi, Akeshi logo conseguiu invadir o local graças ao seu plano.

O plano de Akeshi consistia em usar Kobayashi como “escudo humano”. Sob ordem de Akeshi, o garoto imortal invadiu o local ocupado e facilmente conseguiu se proteger do sistema de segurança. Após isso, Kobayashi foi até o gerador de energia do condomínio e o destruiu, desativando o sistema de segurança de todo o local. Sendo assim, Akeshi facilmente e em segurança conseguiu entrar naquela zona “independente”.

Com a invasão, uma grande confusão se formou, fazendo todos (ou quase todos) cidadãos daquele conjunto habitacional fugirem com medo. Em meio a tudo isso, é confirmado algo que teorizei no último artigo, todas as armas utilizadas para a segurança daquele local foram realmente um presente do Vinte Faces.

A suposta “mãe” de Haru, na verdade, não é sua mãe biológica, mas sim uma velha que o alimentou quando ele estava faminto. Esta mesma mulher, não queria ajudar ninguém, sua real intenção era enriquecer com toda aquela situação e fugir logo em seguida.

Após uma sucessão de acontecimentos, ela foi presa e o irmão de Hanasaki acabou frente a frente com Akeshi. No fim, Nakamura foi obrigada a atirar em Haru para que ele não matasse Hanasaki.

Após a conclusão (clichê e ruim) do caso envolvendo Haru, Hanasaki se revoltou contra Akeshi, pois ele sabia onde o Haru estava, mas para proteger Hanasaki, manteu isto em segredo. Por conta desta pirraça, Hanasaki foi banido do Clube de Garotos Detetives por um tempo.

É interessante notar como Kobayashi já entrosado com este seu novo “trabalho”, pois sob as ordens de Akeshi, ele completou sua missão de invasão perfeitamente. Aliás, com o decorrer do episódio, Kobayashi participa de várias outras missões e facilmente consegue concluí-las.

Hanasaki, em segredo, vai até o escritório e acaba dando de cara com Inoue e Kobayashi. Ao saber que o garoto imortal estava indo bem, Hanasaki teve outro ataque de pirraça e de forma extremamente mesquinha “humilhou” Kobayashi. Após isso, em total desespero, saiu correndo sem rumo, até que acabou se encontrando com o Vinte Faces.

O Vinte Faces muito provavelmente ajudou aquele conjunto habitacional ocupado para que tudo aquilo se tornasse um enorme confusão. Com Haru em mãos, obviamente Hanasaki seria atingido. Sendo assim, querendo ou não, Akeshi também será atingido, mesmo que futuramente. Tudo isso foi planejado por Vintes Faces para chegar até este ponto. Isso é um fato bastante interessante e legal que foi promovido nos últimos episódios de Trickster. Além do mais, Hanasaki, de forma totalmente clichê, irá se aliar ao Vinte Faces buscando vingança.

O episódio foi muito movimentado, mas apenas a parte final foi agradável, pois de resto, tudo foi muito óbvio e talvez até mesmo clichê.

 

  1. Kobayashi está agindo cada vez mais de forma útil para o Clube de Garotos Detetives. Além de tais realizações práticas, vemos nosso protagonista sendo demasiado desagradável… O estado patético de Haru torna difícil pensar nele como o jovem talentoso apresentado na semana passada, e Hanasaki envolve-se em sua tolice, agindo infantilmente e resultando no que vimos. O que resta é ver até onde Hanasaki irá em busca de sua “vingança” contra Akechi.

    Fora isto, ótimo post. Até!

Comentários