Olá, gente! Aqui quem vos escreve sou eu, Tamao-chan, e trago o último artigo de Fuuka.

Bem, este episódio deu de bandeja o final mais óbvio que poderíamos ter nesta temporada. Já que Fuuka não foi atropelada pelo caminhão, ela decidiu seguir um caminho totalmente diferente, que foi tentar carreira solo. Mas convenhamos que ela sabia exatamente porque fez isso, e Yuu tentou com suas próprias forças trazer a cantora para a sua banda. A música dele fez sucesso com seus amigos, mas e com Fuuka?

Bom, este episódio foi bom em determinadas partes. Não foi bem um final aberto, como achei que seria, porém acho que poderia ter sido melhor.

  • Todos da banda gostaram da música do Yuu. Tocaram a parte instrumental e tudo. Mas Fuuka ainda não está entre eles, e o protagonista disse que a traria de volta custasse o que custasse.
  • Fuuka ainda está na dúvida se quer voltar para a banda ou não, e até coloca a mãe dela no balaio para dar desculpas e conversar.
  • Fuuka já se deu conta de seus próprios sentimentos, mas e o Yuu? Será que ele vai ficar nessa indecisão para sempre? Não é possível, né, já que ele dispensou a amiga chata de infância, vulgo Koyuki.
  • Mas aí vem a parte mais “tensa” do anime, já que todos precisavam se encontrar no mesmo lugar que tocaram na última vez e Fuuka não está entre eles. Como eles tocarão sem a vocalista ali? Yuu foi correndo até a casa dela para tentar puxá-la, porém a mesma não estava, de acordo com Suzuka.
  • E aí Yuu teve uma visão tipo da “Raven” e conseguiu ver onde a menina estava por causa de um vento oportuno (vamos lembrar do significado do nome da Fuuka = vento de verão). E não é que deu certo? Bom, é meio óbvio, já que ela fica eternamente em pé no mesmo lugar, parecendo um ornamento. Só que, desta vez, ao invés de uma música nova ou um tapão na cara com a Fuuka chamando-o de tarado, ele resolveu se declarar, e ela fez o mesmo, se tornando uma cena catita.
  • Por fim, a cantora decide voltar com Yuu para a banda, e cantam as músicas que haviam programado em seu repertório, inclusive a música nova do protagonista, mesmo a cantora não tendo ensaiado nada, e mandaram muito bem. Fuuka desfaz o contrato com o produtor musical (que me esqueci o nome pela 87389472398ª vez. Acho que é Mogami alguma coisa).
  • Koyuki continua fazendo muito sucesso e lançando álbuns. Ela precisa superar agora o fato de seu amado Yuu ter uma namorada agora que teve um final diferente que o mangá propunha (porém não sei de mais nada o que acontece depois).

E aqui chegamos ao final que deu certo. Poderia ter mais partes de drama, porém mais episódios poderiam se tornar um martírio para quem assiste. O final foi fechado, como eu havia dito antes, e os personagens terminaram felizes para sempre, até mesmo largando as coisas que não tinham certeza que queriam continuar. Outra coisa que me impressionou foi a falta de ecchi desnecessário que nos outros episódios tinham. No início, achei que não fosse atrapalhar, porém chegou uma hora que se tornou insuportável, principalmente no penúltimo episódio. Mas o que importa é que Fuuka acabou, e para mim poderia ter sido muito melhor.

Muito obrigada para quem acompanhou os meus artigos deste anime, e os aguardo nos próximos da temporada que está por vir 🙂

  1. Fuuka assim como Masamune só me fizeram passar raiva em suas segundas metade.
    Quando o protagonista dispensou a Best girl fiquei com raiva, mas ai percebi que ela é boa demais pra ele, antes ele ficar com a chata da Fuuka que eles se merecem.
    Fair Wind foi a segunda música mais linda do anime.
    Koyuki vai formar a banda Rabitts oque me deixou feliz.
    No fim um anime esquecivel e que vai Flopar assim como Masamune.
    5,10(ruim mesmo).

    • Tamao-chan

      Olha, para mim o anime só não teve o pior final porque foi fechado para o que aconteceu no mangá(ou pelo menos o que fiquei sabendo).
      Achei que teve uma cena bem “As Visões da Raven”, o que pareceu bem óbvio, assim como estava sendo desde o início do episódio.
      Eu não gostei muito da Koyuki, mas também a Fuuka se tornou meio chata depois que descobriu os seus verdadeiros sentimentos(até antes mesmo, com aqueles ciúmes meio loucos que ela estava tendo e a fez sair da banda momentaneamente e seguir a carreira a solo).
      A música do Yuu, a Fair Wind, também achei muito bonita, assim como a For You. A Fuuka tem uma voz totalmente potente, o que ajuda a trazer impacto para as composições.
      Enfim, eu daria um 7. É uma nota alta para este último episódio, mas é o que posso dar sem ser maldosa. lol

Discussão