Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Eu cheguei a questionar no artigo sobre os episódios 10 e 11 se depois daquela imensa avalanche que tantos danos diretos e colaterais causou o apoio à Ordem dos Cavaleiros Negros e ao Zero, continuaria igual (em uma legenda de imagem apenas, mas está lá dada a questão). E não demorou nada para vir a resposta: lógico que não poderia continuar igual!

Mas a reação veio de um lugar que eu não esperava, embora, admito, previsível. Os japoneses no geral ainda são “invisíveis” em Code Geass e o anime tem focado muito mais em seus personagens do que em sentimentos de massa. Nesse caso achei a escolha certeira, devo dizer.

Curta o anime21 no facebook:

Nina divertindo-se consigo mesma no escuro…

Ao invés de uma impessoal diminuição de estatísticas de aprovação ou popularidade, um parente de um personagem conhecido morreu por consequência das ações de Lelouch: nada menos que o pai da Shirley, a boba alegre do Conselho Estudantil que está apaixonada pelo alter-ego do Zero. E isso foi muito inteligente de várias formas.

Primeiro, mesmo que se revelasse uma diminuição de popularidade, isso é algo impessoal, não iria afetar Lelouch (e a Karen) de forma direta. O Lelouch eu tenho certeza que sequer se importaria de verdade senão do ponto de vista do marketing; não pega bem ser malvisto afinal de contas e ele trabalhou pela imagem de sua Ordem. Mas remorso? Nem um pouco. Em segundo, levando a tragédia para dentro do Conselho Estudantil o anime deu palanque para o Suzaku externar a sua própria opinião, na cara do Suzaku e da Karen, sem que eles pudessem sequer pensar em retrucar. Adicionalmente isso revelou um pouco da personalidade do próprio Suzaku e o colocou em um estado de espírito moralista ruim para um soldado. As consequências de um Suzaku nesse estado podem vir a qualquer momento. Em terceiro, de todos os membros do Conselho Estudantil a Shirley é a que tem o maior potencial de drama. Isso é auto-evidente por causa do amor que ela sente pelo Lelouch. Qualquer outro teria bem menos dúvida no final do episódio 13 quando caiu a máscara do Lelouch.

Mas em quarto, por último e mais importante: essa crise toda nasce do fato de que, por razões meramente políticas, Lelouch (e Karen) matou o pai da Shirley. Não teve nenhum motivo particular para matar ele em especial, de fato o Lelouch nem sabia que o havia batalhado, muito menos matado. Foi mero dano colateral. E ocorre que tanto Lelouch quanto Karen já foram vítimas de tragédias semelhantes antes. Lelouch perdeu a mãe e ficou com a irmã presa a uma cadeira de rodas. Karen perdeu o irmão. Lelouch e sua irmã ainda foram usados como sacrifícios uma segunda vez, quando enviados para o Japão. De fato, foram essas injustiças que o fizeram querer lutar em primeiro lugar. E foi essa injustiça que ele cometeu com a Shirley. O que ele fará? Dirá a ela para vir se vingar dele? E quando é que o ciclo de vingança termina? O anime fez exatamente essa pergunta, ainda que usando outras palavras.

Esse ponto provavelmente é o que difere Lelouch e Karen: ele luta por vingança. Ela, tudo indica, entrou para a resistência japonesa com seu irmão sem um motivo tão visceral assim, parece ter sido apenas por ideologia mesmo. E isso talvez explique porque ela está disposta a continuar lutando enquanto houver alguém que diga a ela que isso é o certo a se fazer. Convenientemente, ouvir de Karen que ela continuaria ao seu lado e que acredita que o que fazem é o certo ajudou Lelouch a superar sua própria dúvida, pelo menos por enquanto, ainda que ele próprio tenha discursado para ela sem convicção nenhuma nas palavras que saíam da própria boca.

Outros comentários soltos:

  • Eu já havia sacado que a Nina era lésbica, e nada contra a forma que ela escolheu de se masturbar. Quero dizer, se esfregar na quina da mesa é um clássico, né? Mas garota, por favor, procure fazer isso no seu quarto, não em um lugar onde qualquer um pode entrar a qualquer momento! E posso ter entendido errado, mas ela ficou com ciúme quando a presidente disse para a Shirley que gostava dela?
  • Falando em ciúmes, já é seguro dizer que a C.C gosta do Lelouch e sente ciúme dele.
  • Tem um cara esquisito de óculos escuro que deve se achar super cool rondando por perto da escola. Acho que ele tem algo a ver com a C.C.
  • Foi um pouco conveniente demais a forma como a foto do Lelouch caiu do celular da Shirley, dando mais uma pista para a Villetta. Mas ela já estava na pista certa antes, então não me incomodou tanto assim. Acabou servindo para aproximar as duas, o que levou a Villetta a usar a Shirley para chegar ao Lelouch/Zero, o que permitiu a bela deixa no final do episódio 13.
  • Um pouco mais conveniente demais foi um dos líderes da resistência de Kyoto ser um velho conhecido de Lelouch. Mas não era tão improvável assim, dada a posição que o príncipe britanniano tinha, afinal.
  • As inserções de propaganda da Pizza Hut já cansaram, né?

Comentários