Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

My Hero Academia teve um episódio muito apressado, mas também com bastante conteúdo. Enquanto a maioria dos animes enrolam o quanto conseguem todos os arcos possíveis, aqui eu diria que as coisas estão acontecendo até rápidas demais. Além de um novo vilão ser revelado, o Festival de Esportes avançou das quartas-de-final para as finais, o que prejudicou um pouco a experiência do anime.

Antes de tudo, era preciso resolver uma das decisões mais ousadas dessa segunda temporada até agora: o protagonista perdeu uma luta. Pode parecer nada, mas é muito difícil isso acontecer, principalmente nas quartas-de-final de um torneio. Mesmo que Ash perca as batalhas decisivas em Pokémon, Goku apanhe para Bills e Souma não vença todos os Shokugeki, todos esses casos são exceções se pensarmos nos animes em geral e como o protagonismo pode atrapalhar o desenvolvimento da história.

Um dos pontos mais discutidos na primeira parte desse episódio é que Izuku tem um problema que pode prejudicar sua carreira de herói, já que ele não pode enfrentar os vilões se ferindo daquele jeito. É comum os personagens terem um poder tão forte que não possam controlar, e o One For All não é diferente. Uma das soluções criadas é o fato de que Izuku não se fere quando ataca alguma pessoa diretamente, o que pode resolver o problema inicialmente. Outra coisa que pode ser pensada é nele treinar sua resistência, ou seja, se tornar tão forte fisicamente quanto All Might. Nesse episódio tivemos a revelação de que o maior herói de todos os tempos também nasceu sem poderes, e como ele não se fere como Izuku, essa pode ser a diferença entre os dois. Sem falar que na primeira temporada o início do treinamento era justamente esse.

( ͠° ͟ʖ ͡°)

Em relação a essa novidade que All Might contou, foi algo que realmente pegou todos de surpresa, mas que faz bastante sentido. Dessa forma, Izuku não se torna “O Escolhido” e também não ganhou os poderes por pena ou acaso. Na verdade, All Might o escolheu por serem iguais, e essa questão do legado no anime é algo muito bonito. Já imagino nosso protagonista se tornando o maior herói de todos os tempos e dividindo o One For All com algum garotinho que nasceu sem poderes.

Além disso, Todoroki e Endeavor se encontraram, e foi bem diferente dos seus últimos encontros. Ainda não existe uma aceitação completa de Todoroki pelos poderes que herdou do pai, mas ele finalmente entendeu que pode usar aquilo para o bem, pois faz parte dele. Imagino que o segundo maior herói não deve ficar satisfeito com isso e também não deve deixar barato. Será que veremos um lado mais sombrio de Endeavor ou ele vai aceitar o filho como ele é? De qualquer forma, uma luta entre os dois seria algo que gostaria de ver.

Mas e o Festival de Esportes? Aquele que começou como o primeiro arco dessa segunda temporada vai ter um fim inesperado pelo visto. Depois de Izuku ser eliminado, achei que as lutas teriam um potencial diferente, mostrando que não é preciso ter o protagonista para o anime ir bem, mas parece que foi praticamente o contrário. Elas foram tão rápidas que já chegamos na final, e os finalistas não foram nenhuma surpresa. Talvez os maiores otimistas pensariam que Iida se classificasse, mas com Todoroki no caminho era praticamente impossível.

Começamos com Iida e Shiozaki, que foi resolvido de uma maneira bem ao estilo Iida. Eu esperava muito mais dessa e de outras lutas, mas ver Iida empurrar a adversária para fora da arena foi bem brochante. O confronto entre os dois poderia ser muito mais interessante, mas parece que a pressa falou mais alto. O mesmo aconteceu na luta entre Tokoyami e Ashido. Tudo bem que o Dark Shadow teve um grande destaque até aqui, mas ser empurrada para fora, daquele jeito, não foi a melhor solução. Por fim, Kirishima e Bakugo tiveram uma ótima qualidade visual, mas também foi resolvida de forma simplista. Um dos momentos mais legais foi Tetsutetsu torcendo para o rival, o que mostra o quanto a luta foi interessante.

Isso foi muito ridículo.

Felizmente, as coisas melhoraram um pouco nas semi-finais. Iida e Todoroki, apesar de terminar rápido, fizeram uma ótima luta. Preciso destacar o efeito visual de distorção de espaço da individualidade de Iida, e do outro lado, a sagacidade de Todoroki no confronto, mesmo sem usar sua habilidade de fogo. Levando em conta o golpe que Iida acertou em cheio, acredito que se ele não continuasse com a ideia idiota de levar o adversário para fora da arena, talvez existisse uma pequena possibilidade de vencer Todoroki. Sinceramente, eu esperava muito mais dessa luta, mas com pouco tempo realmente não dá pra fazer muita coisa.

 

A outra semi-final também teve um raciocínio interessante. Bakugo praticamente entrou na arena com a vantagem, já que ele tinha a única fraqueza do Dark Shadow de Tokoyami. Novamente, as explosões foram o destaque visual, além de sempre ser legal ver Bakugo alterado contra o oponente. Mesmo assim, ainda acho que essas batalhas rápidas prejudicaram bastante o peso que a competição estava tendo até então.

Detalhe para o Dark Shadow chorando.

Como eu sou uma pessoa muito otimista, acredito que Todoroki e Bakugo possam fazer a final que todos nós queríamos. Não consigo pensar em como essa luta pode ser resolvida de forma rápida e desinteressante. De um lado temos um dos personagens mais equilibrados do anime, forte o suficiente para ter duas individualidades e dividido por negar aquela que foi herdada pelo pai. Eu sempre gostei da forma como os poderes e a personalidade de Todoroki são semelhantes, e essa é a hora dele aceitar o poder de fogo ou negá-lo pra sempre, pois não vejo ele vencendo Bakugo apenas com a habilidade de gelo.

Do outro lado temos um personagem explosivo tanto no poder quanto na personalidade, que tem grandes chances de se descontrolar na luta e perder por fazer alguma besteira. Mesmo assim, Bakugo é um adversário a altura de Todoroki, pois se Izuku o desequilibrou daquele jeito, ele pode fazer um estrago ainda maior. Por outro lado, se Bakugo levar a luta realmente à sério, terá chances reais de vencer Todoroki. O segredo dessa final será o equilíbrio.

Se pudesse chutar um resultado, seria um empate com a destruição de praticamente toda arena, mas agora também sabemos que outra possibilidade está aberta. Neste episódio fomos apresentados a um novo vilão: Stain, o assassino de heróis, que já demonstrou interesse de Tomura.

Você diria não a esse homem?

Esse definitivamente não é o inimigo que eu havia imaginado para My Hero Academia. Para um shonen com uma pegada as vezes infantil, um assassino de heróis muda bastante o tom da história. Para começar, parece que o irmão de Iida foi morto por ele, e Stain ainda pretende matar vários outros heróis, com excessão de All Might.

Dica para o Stain: Acerta na bochecha

Pelo que foi revelado até agora, podemos deduzir que ele sente aversão pelos heróis por terem toda fama e dinheiro, então diria que Stain é um ex-herói frustrado que decidiu matar todo mundo para acabar com a hipocrisia da humanidade. Também acho que no passado All Might deve tê-lo ajudado em alguma coisa, e por isso ele pretende poupá-lo.

Com essa nova informação que nos revelada, posso dizer, com minha experiência de animes shonen, que possivelmente nem teremos um vencedor do Festival de Esportes, e que Stain pode aparecer lá, afinal é onde os heróis mais poderosos estão. Inclusive, o desfecho da história pode ser uma redenção do vilão envolvendo All Might. Lembrando que tudo isso é uma suposição e posso estar enganado do mesmo jeito que pensei que Izuku e Bakugo fariam a final.

Eu iria preferir que Izuku nem se metesse nessa luta com Stain, até porque ele está muito machucado, mas seu senso de justiça deve falar mais alto, de novo. Espero que com isso surja uma forma dele usar os poderes sem se ferir.

É certo que um novo arco já está a caminho e que o tom do anime deve passar a ser mais sério daqui pra frente, principalmente se acontecerem mortes de verdade. Um vilão em um anime de heróis sempre é bom para movimentar a trama, e mesmo que o Festival de Esportes não esteja acontecendo da forma que esperava, ele foi uma ótima maneira de apresentar novos heróis e introduzir as rivalidades dessa segunda temporada.

Com os resultados de hoje, a tabela do torneio ficou desse jeito:

A grande final será entre Todoroki e Bakugo. Não me decepcionem!

  1. Matheus S. Gonçalves

    Também achei o episódio bem corrido, mas que conseguiu ser bom apesar da pressa.
    Esse novo vilão veio para dar uma cara nova ao anime, espero que ele seja um bom vilão e que não venha só ele. Mas alguns dos outros vilões já conhecidos.
    Cara, eles são fofos de mais.
    Izuku & Uraraka <3

    • Stain é um ótimo vilão. Ele tem seus valores e segue uma ideologia. Através do assassinato de heróis que ele julga hipócritas, ele gera uma transformação social positiva. O mãozinha continua sendo o vilão principal, mas Stain sem dúvida rouba a cena. Tava vendo o autor do post estranhando a violência e a inclusão de assassinatos, mas no mangá tem pessoas explodindo. Mais pra frente aparecem vilões muito melhores.

      • Sim, eu realmente estranhei esses assassinatos. Eu não li o mangá e acredito que ele possa ter uma pegada diferente, mas pelo que mostraram do anime até agora parecia que a história seria mais leve. Mesmo assim eu estou bem animado com essa mudança de tom e espero que me surpreenda.

Comentários