Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Opa! Tudo bom com vocês? Estamos na reta final de muitos animes da temporada de Verão 2017, e não é diferente com Gamers. Já estamos no décimo primeiro episódio e as coisas já estão caminhando para a reta final. Nesse episódio quase que algumas verdades foram reveladas, então até onde será que isso vai se prolongar? E aí, bora lá?

Ultimamente eu estava muito indecisa sobre pra quem eu deveria torcer. Hoshinomori ou Tendou? Em certo momento eu percebi que torcia para a Tendou, e depois percebi que a Hoshinomori era uma boa opção também, o que complicou tudo. Eu simplesmente não sei se consigo escolher com 100% de certeza. Mas o episódio não foi apenas sobre isso.

Há alguns episódios os personagens vêm falando muito sobre tentar entender ou desvendar o que realmente acontece. Mas dessa vez o Uehara e a Tendou mostraram estar bem sérios quanto a isso. Eu não coloquei muita fé no plano deles, para ser sincera. Quer dizer, se formos colocar na balança, geralmente eles desistem quando começam a entender errado algumas coisas. Mas me lembrei que desde o episódio anterior essas coisas começaram a mudar um pouco mais, como o Uehara correndo atrás da Aguri quando ela entendeu errado uma situação. Eles aos poucos estão percebendo que de nada adianta ficar simulando e remoendo situações imaginárias sem dar um passo para descobrir a verdade. E é claro que é exatamente isso que nós espectadores queremos. Então o plano dessa vez foi bem mais sutil: um encontro duplo.

Claro que não ia ficar por isso, certo? Afinal, onde entraria a Hoshinomori nessa história? E aí encontramos a função da sua querida irmã Konoha. Ela obviamente é a pessoa que vai fazer a Hoshinomori entrar na história, eles querendo ou não. Mas o mais importante feito da Konoha, é o quanto ela faz a Hoshinomori pensar no que ela sente e finalmente dar um passo, mesmo estando atrasada em reação à Tendou.

Eu achei muito bom pra Hoshinomori ela ter ido ao parque também. Pela primiera vez no anime ela tomou um passo por conta própria em direção à sua felicidade. Claro, ainda não foi o suficiente mas ela tentou. Isso particularmente me fez ficar em dúvida novamente sobre pra quem torcer. Ela realmente mostrou estar disposta a lutar em sério pelo Amano. Se vai dar certo não sabemos, mas no final eu acabo colocando mais fé na Tendou.

Sobre o Amano, eu às vezes fico bem confusa sobre ele. Ora ele é tapado e ora ele toma a iniciativa para fazer algo realmente importante. Ora ele não consegue falar o que realmente gostaria, e ora ele simplesmente muda tudo pra melhor com apenas algumas palavras. Mas a sinceridade dele é o que faz tudo isso acontecer. Ele muitas vezes faz com que paremos pra analisar o quanto todos evoluíram apenas por conta de um “oi” que mudou muito da vida dele. Esse na verdade acaba sendo um dos motivos de eu torcer um pouquinho mais pra Tendou, afinal, por conta dela (claro que não só dela) a vida de todos eles tem mudado.

Eu cheguei num ponto onde simplesmente fico feliz com os mal entendidos. Claro que às vezes ainda me irritam, e às vezes me fazem rir, mas se não fosse por eles os laços entre todos seria muito mais fino. Todos esses mal entendidos estão fazendo com que eles percebam quem e o que é realmente importante na vida deles, ou seja, os mal entendidos estão fazendo eles valorizarem o que têm e lutarem por isso.

Esse foi um episódio muito bom, pude olhar para certos personagens com olhos diferentes e compreendi um pouco mais sobre algumas coisas. E vocês? Ainda não desisti de pedir sobre um foco no clube de games e as personagens secundárias, até porque a esperança é a última que morre, não é mesmo? Espero vocês na próxima! Bye :3

  1. O cara já tem uma namorada, não existe escolha, todas essas situações poderiam ser resolvidas com 3 minutos de conversa. Mas TODOS os personagens são tão tapados que ninguém teve essa ideia.
    Único personagem que usa parcialmente o cérebro é a irmã da Hoshinomori, só que ela é INSUPORTÁVEL. Cara, o garoto tem namorada e ela fica atirando a irmã em cima dele. Ainda bem que só tem mais um Ep. O final do ep salvou um pouco.

    • Fábio
      Fábio "Mexicano" Godoy

      Ora, você tem namorada/namorado? Acha que, se ele/ela estiver te traindo, basta chegar e perguntar “ei, você tá me traindo?”?? Conversar não é tão fácil e não resolve tudo como num passe de mágica. E algumas pessoas ainda por cima, por diversas razões, têm mais dificuldade em conversar do que outras – é o caso de todos os envolvidos em Gamers, em maior ou menor grau.

      Claro que a situação é sim muito exagerada apesar de tudo, mas esse é um dos ingredientes do humor. Gamers é muito mais uma comédia do que um romance, não se irrite se os relacionamentos amorosos do anime não andam porque esse não é o foco do anime mesmo.

      E acho que a Chiaki tem uma irmã maravilhosa. Nem todo mundo tem irmãos tão dispostos e que vão tão longe assim para os ajudar. Claro que ela apoia a irmã, queria que fosse diferente? Não é como se a Tendou fosse “dona” do Keita. A qualquer momento, é ele quem decide com quem irá se relacionar – mas ei, se a Chiaki sequer se apresentar como candidata viável, ele nunca vai cogitar escolhê-la, né? É com isso que a Konoha está tentando ajudar a irmã.

      Não sei se a Lissa concorda com tudo o que eu disse, mas é assim que eu vejo, hehe.

      Obrigado pela visita e pelo comentário!

Comentários