A palavra “adeus” tem um significado e um peso muito forte, pois mais do que significar separação, significa que nunca mais (ou dificilmente) iremos ver alguém ou algo. Ninguém aprende a dizer adeus, pois temos a sensação de que tudo é eterno enquanto durar, mas o “pra sempre” um dia acaba.

Felizmente esta série não deu um “adeus” aos espectadores, pois haverá um filme, então no máximo LLS se despede com um até breve.

O lugar onde tudo começou

No dia 19 de Julho de 2016 começava minha jornada com este show, ao iniciar os comentários da primeira temporada desse anime, e agora com muita alegria eu tenho o privilégio de encerrar esse ciclo que começou ano passado. A título de curiosidade, Love Live! Sunshine!! foi o primeiro anime que eu comentei aqui neste blog.

A jornada de Chika e cia não é em busca de um prêmio na competição mais importante no mundo das ídolos escolares, e sim encontrar o brilho próprio. Depois de chegarem longe, elas estavam no local onde milhares de meninas em idade escolar queriam estar. Além disso, nossas heroínas teriam que competir com outras garotas tão sonhadoras e obstinadas quanto elas.

Cada uma das personagens principais tinha seu próprio motivo para vencer, mas a determinação e a convicção eram as mesmas. Fracasso não era uma hipótese, pois elas sabiam do potencial de seus brilhos, e isso não pode ser confundido com arrogância, pois elas tinham consciência do enorme fardo de carregar os desejos das estudantes de uma escola feminina localizada numa pequena cidade. A líder Chika ficou com medo de não corresponder e fracassar novamente, entretanto o grupo é unido o suficiente para lhe oferecer suporte emocional. A cena da guerra de travesseiro no décimo segundo episódio pode parecer boba, mas foi uma excelente forma de distrair Chika para que ela não continuasse preocupada.

O título do Love Live! consolidou a bonita trajetória das Aqours, mas ainda faltavam algumas pendências. Por mais que todas as estudantes fossem obrigadas a se conformarem com o inevitável fechamento da escola, se despedir de fato dela é uma tarefa dolorosa. Cada uma das protagonistas se despediu do seu jeito, mas a tristeza se fazia presente em todas elas, mesmo que elas tenham tentado permanecer inabaláveis emocionalmente, entretanto, chorar não é sinal de fraqueza, e sim uma forma de demonstrar sentimentos quando não conseguimos nos expressar por palavras.

Como disse anteriormente, ninguém aprende a dizer adeus, afinal não é uma palavra que queremos repetir com frequência, mas infelizmente somos obrigados a dizer em vários momentos da vida. O momento de dizer adeus a um lugar que marcou a a vida de várias meninas de uma pacata cidade litorânea do Japão chegou.

É hora de dizer adeus

Foi bonito a forma como o episódio mostrou os sentimentos das personagens diante de uma escola vazia que outrora era cheia de vida. Toda a melancolia desse momento se fez presente em boa parte do episódio. O público certamente se emocionou como essa triste despedida da Escola Feminina Uranohoshi.

Por fim, o brilho que Chika tanto procurava estava diante dela o tempo todo, ou seja, estava dentro dela e de suas amigas. O que faltava era o brilho de cada uma se revelar de forma natural, o que veio acontecendo durante a jornada das Aqours. Vale ainda ressaltar que o número musical final do anime fez uma retrospectiva criativa de todos os números musicais passados desde a primeira temporada até a apresentação mais recente que ocorrera no final do penúltimo episódio.

Obrigado a todos que leram este artigo e até a próxima. Zura!

  1. ótimo texto.este final me emocionou demais,sentirei muita falta das aquors.Fico imaginando se terá uma próxima geração de idols em love live e,caso tenha,como elas serão.realmente é complicado dizer adeus mais é preciso.minha nota final pra este anime é:9/10

    • Flávio

      Primeiramente, desculpa pela imensa demora em responde-la. O final foi mesmo muito emocionante, e que venha o filme para fechar com chave de ouro a saga das Aqours.

Discussão