Opa! Tudo bom com vocês?

A nova temporada de animes já começou, e entre algumas continuações de animes que vão lançar, teremos a segunda temporada de Overlord. Dado este fato, por que não aproveitar e trazer pra vocês uma review da primeira temporada, certo? Quem sabe eu consigo te ajudar a decidir assistir ou não.

Bora lá?

Overlord é um anime no qual um famoso jogo online chamado Yggdrasil está prestes a acabar. Porém, o protagonista Momonga decide passar os últimos minutos do jogo logado. E quando se dá conta, Momonga fica preso em seu corpo esqueleto e é transferido para outro mundo. O mundo ao seu redor continua a mudar, com os NPCs começando a sentir emoções, e um reino totalmente desconhecido fora de sua fortaleza.

Não sei você, mas eu conheço dois animes um tanto parecidos com a temática de Overlord: Sword Art Online e Log Horizon. Mas Overlord não se apega necessariamente a fatos como a sobrevivência do personagem no mundo do jogo, ou na conquista de algo, isso porque Momonga simplesmente procura conhecer o mundo ao seu redor e procura por aliados de Yggdrasil.

Mas vamos aos prós e contras. O lado positivo de Overlord é como ele consegue inovar certos pontos dessa temática, mas não se anime demais, não é tão inovador, pois como eu disse, “certos pontos” (ainda sim eu considero ser um ponto positivo). Algo que eu acho muito legal em Overlord é que geralmente o protagonista preso no jogo começa do zero, procurando evoluir para sobreviver ou alcançar algo. Já em Overlord, esse conceito é quebrado quando Momonga, que era o melhor jogador de Yggdrasil, não perde nenhuma de suas habilidades, começando a se acostumar num mundo diferente do que conhecia já sendo o full power da vida.

O lado negativo de Overlord, é que nos é apresentado um mundo com diversas possibilidades de personagens, locais, magias, organizações, e tantas outras coisas que podem gerar até mesmo uma série de 50 episódios. Entretanto, Overlord é um anime de 13 episódios e isso traz a tona uma questão um tanto divergente de quem assiste: há quem ache o desenvolvimento muito rápido, e há quem ache o desenvolvimento muito lento, isso fora quem acredita que os dois estejam presentes na animação (faço parte desse grupo).

Porém, vale lembrar que teremos uma segunda temporada agora nesse mês, então quem sabe a gente não vê uma progressão no ritmo da história, não é?


Se você é o tipo de pessoa que curte personagens presos em mundos online, não se importa com uma aparência peculiar para o protagonista, curte um shounen moderado, e protagonistas full power, você vai amar Overlord.

Agora, se você curte um anime totalmente focado no shounen, já está de saco cheio de gente presa em jogo, não consegue se acostumar com personagens diferentes demais, e prefere acompanhar o crescimento do zero da personagem, é bem provável que você não consiga acompanhar o anime inteiro.

E se depois de ler tudo isso você decidiu dar uma chance para Overlord, quem sabe você não consegue acompanhar a tempo a nova temporada, não é mesmo?

Espero ter te ajudado e até uma próxima! Bye :3

  1. Foi muito útil sim a resenha sobre overlod, eu mesmo vou assistir as aventuras do caveirão momonga, que me lembra o Elias de mahou tsukai, mais eu quero ver mesmo é aquela demonia gata que é a assistente do momonga, estou apaixonado por ela, já!

Discussão