Que episódio, meus amigos! Este confronto entre Souma e Hayama foi tudo que eu esperava e mais um pouco. Talvez seja emoção por ter acabado de assistir, mas diria que é um dos melhores episódios de todo o anime. Se eu pudesse, dava seis estrelas. Mas vamos falar um pouco os motivos para este episódio ser tão especial assim.

Depois do que ele viu, eu também ficaria

Apesar do duelo só começar na segunda metade do episódio, a primeira parte foi muito importante para entendermos o que levou Hayama a ir para o lado negro. Eu mesmo, quando vi ele com aquele cabelo comprido e asas de morcego, achei que iria se tornar um dos vilões desse arco, mas agora entendemos melhor essa história.

O motivo dele ter entrado para a Elite dos Dez é a Jun, como o próprio Hayama diz. A construção dele como um vilão foi tão boa que nem passou pela minha cabeça que o pai da Erina poderia ter forçado ele a trabalhar para a Central, e isso faz muito sentido. Com todos os grupos de pesquisa e até o dormitório Kyokusei com o risco de serem fechados, o laboratório de pesquisa da Jun também teria o mesmo destino e o vilão ainda ganharia um forte aliado.

Com isso, a figura do Hayama voltou a ser o que era antes e cheguei até a pensar em torcer por ele nesse confronto, principalmente por entender seus motivos. De um lado, se Hayama perder, o Grupo de Pesquisas Shiomi não vai voltar a funcionar, mas do outro, Souma pode ser expulso da Tootsuki. São duas apostas arriscadas, onde a vitória de ambos seria justa, e é por isso que eu acredito que não deve ter vencedores. Mas só saberemos disso no próximo episódio.

Esse sorriso precisa ser protegido!

Vale lembrar que enquanto eles dois estão se enfrentando, os outros rebeldes estão competindo com membros da Elite dos Dez. Se o anime for realmente justo e seguir a lógica, como citado neste episódio, nem todo mundo vai derrotar seus oponentes, o que até acho bom, pois a temporada ganhará mais peso e riscos de verdade acontecerão.

Mas voltando ao principal confronto da temporada, posso dizer que ele foi uma luta de verdade. É comum que shonens tenham combates entre os personagens e o mesmo quase acontece em Shokugeki no Souma, mas este episódio se superou. Enquanto Souma e Hayama preparavam os pratos, víamos os dois lutando, andando na corda bamba e enfrentando um urso. É claro, nada disso era de verdade, mas funcionou perfeitamente para dar mais emoção ao embate.

Outro destaque é a trilha sonora, que desta vez foi bem diferenciada, deixando as explicações mais ricas e interessantes, como no momento em que se fala da Índia e toca uma música indiana. Não é a primeira vez que isso acontece de forma temática, mas aqui a emoção e a dramaticidade ficaram ainda mais evidentes.

Mas nada disso teria o impacto que teve se não fosse pelo histórico entre eles dois. Hayama é conhecido desde o início por seus pratos com aromas de alta qualidade e quando enfrentou Souma, nosso protagonista não levou a melhor, o que é bem difícil de acontecer. Agora, além de ter a chance da revanche, Souma pode vencer Hayama na sua especialidade, se tornando um desafio e tanto.

É bem interessante ver Souma ter agradecido seu adversário por ter perdido, mostrando o valor das derrotas, pois com elas que nós aprendemos. É uma boa lição que o anime passa, enquanto na maioria das obras sempre temos o protagonista vencendo todos os adversários possíveis sem nenhum problema. Aqui, a derrota tem um impacto, inicialmente de frustração, mas a longo prazo de aprendizado.

Não sei se isso é uma coisa boa

Coincidência ou não, os dois acabaram preparando pratos semelhantes. De um lado está o “urso frito”, com direito ao tempero cajun. Do outro, está o menchikatsu melhorado. Os dois cheirosos.

Felizmente, desta vez o juízes não foram selecionados pela Central para aprovar Hayama de cara, o que perderia toda a graça de tudo que foi dito aqui neste artigo. Tivemos a primeira aparição do pai de Alice, que se mostrou uma pessoa séria inicialmente, mas que no fim é só um pai e marido coruja. Além disso, não poderia faltar duas garotinhas para serem usadas como fan-service na hora de experimentar os pratos. Tudo seguindo como o planejado.

Utilidade pública

Se eu pudesse destacar um ponto negativo deste episódio, seria o fato dele acabar exatamente no momento em que Hayama apresentaria seu prato. Tá aí um anime que sabe brincar com nossos sentimentos e nos deixar com gostinho de “quero mais”. Além da decisão, de acordo com a prévia, o próximo episódio já deve incluir outro duelo, dessa vez envolvendo Alice e Hisako contra algum membro da Elite dos Dez.

Assim como este, o próximo episódio nos reserva muitas emoções. Infelizmente, não acho que vai superar o que foi proporcionado aqui, mas isso prova que o nível desta temporada não está decepcionando. Foi um episódio de dar água na boca.

[Insira coro celestial aqui]

Discussão