Bom dia!

Rina está viva! Aya e Tsuyuno estão vivas também. De fato, todas as garotas mágicas estão vivas. Bom, exceto três anônimas que morreram nesse episódio no que é a maior reviravolta do anime nesse meio de temporada.

Não é como se eu esperasse que a Rina fosse morrer, quero dizer, seria estúpido ela morrer sem acordar depois de tudo. Narrativamente, seria frustrante demais. Mesmo assim poderia ter havido alguma tensão entre o final do episódio anterior e os sete primeiros minutos do episódio dessa semana, quando finalmente ficou claro que a nova garota mágica, Kosame, estava lá para curá-la. Você sentiu a tensão? O episódio a construiu de forma competente, não há dúvida.

Rina morre?

O episódio anterior termina com a Kosame sacando um estilete ao lado da cama da Rina. O dessa semana repete parte dessa cena e vai um pouco além: mostra um corte e depois sangue espirrando. Entra a abertura, depois a cena da Nijimin e do Kaname (falo sobre ela adiante), e só depois dos seis minutos retorna para o hospital – mostra a Aya e a Tsuyuno, depois o médico conversando com os pais da protagonista. Ficou tenso esse tempo todo pensando no que aconteceu com a Rina? Foi feito para você ficar. Volta o foco para a Kosame, mas repete a cena inteira, desde antes de entrar no quarto da Rina. E a garota parece mais maluca quanto mais vezes a revemos. Tensão. Barulho de estilete. Um corte. Sangue. Quase sete minutos e só então a revelação: ela cortou o próprio pulso. Ufa!

A direção desses dois episódios foi incrível para construir esse suspense todo, por menos provável que fosse a morte da Rina agora. Só que tudo foi em vão. Quero dizer, não necessariamente, para você talvez tenha funcionado, mas quem prestou atenção na nova abertura, que entrou já no episódio anterior, pôde ver a Kosame cortando o seu pulso com sua varinha-estilete. Quem prestou atenção na nova animação de abertura já sabia que ela iria cortar o próprio pulso, e não furar a Rina ou feri-la de qualquer forma. Uma bola fora gigante que nublou um pouco o trabalho de direção e storyboard de Mahou Shoujo Site, que está entre os melhores da temporada. Paciência.

O spoiler que a abertura nova deu já no episódio anterior

Mas já que falei da abertura nova, farei mais alguns comentários sobre ela também. Tanto na versão antiga quanto na nova da animação há uma sequência que mostra as principais garotas mágicas usando seus poderes (e a Aya em seu quarto). Rina, Tsuyuno, Nijimin, um close-up de um olho cansado (Kaname, irmão da Aya? a própria Aya?), e a Aya, na abertura antiga. Rina, Sarina, Nijimin, a silhueta do investigador que está seguindo o rastro das mortes das garotas mágicas, e a Aya, na nova abertura. Mais do que a troca da Tsuyuno pela Sarina e do misterioso olho cansado pelo investigador, é notável que na versão anterior havia correntes cercando a Aya, e na nova há correntes cercando todas exceto a Aya. A protagonista se livrou de algo que a prendia com o final do primeiro arco? E algo novo passou a espreitar todos os demais, exceto ela, por algum motivo?

Outro detalhe indica que a Aya realmente atravessou algo, provavelmente para a melhor: havia o predomínio de cores vermelhas na abertura antiga, e agora mudou para azul. E o final da abertura indica que a Aya talvez seja mesmo especial: a nova abertura termina com um folha (ou pétala) em forma de coração caindo sobre a água, e ela flutua. No fundo da água vários símbolos de outras garotas mágicas. O coração, sabemos, é o símbolo da Aya. Mas bem, no fundo isso é mais curiosidade do que qualquer outra coisa. O que importa de verdade é a história e a execução. A execução está incrível (com exceção do spoiler que o próprio anime revelou estreando sua abertura nova de forma precoce, como já escrevi acima). E a história continua muito boa, embora esse episódio em particular tenha sido apenas morno.

Entende-se, foi um episódio de transição e de revelações afinal. A ação mais emocionante do episódio foi, acredito sinceramente, a interação entre a Nijimin e o Kaname (e indiretamente, o stalker da idol). Sem dúvida é conveniente demais que ela se apaixone por ele e isso acabe salvando a pele da Aya (pelo menos por enquanto), mas não parece de todo inverossímil. O Kaname foi construído como uma pessoa externamente perfeita, e isso inclui sua aparência e seu trato social. A Nijimin, por outro lado, era uma idol até poucos dias atrás, teve pouco ou nenhum contato com homens ou garotos – a quase totalidade dos contatos que teve deve ter sido com fãs. Mesmo na escola todos a reverenciavam como fãs. O Kaname, por outro lado, é capaz de tratá-la de igual para igual. Conveniente foi, sem dúvida. Mas verossímil, apesar de tudo.

As expressões da Nijimin foram o ponto alto do episódio!

E sem dúvida salvar a pele da Aya (e da Tsuyuno, já que provavelmente as duas continuarão grudadas quase o tempo todo) será apenas o efeito inicial. Inteligente como ele é, o Kaname já está ligou coisa com coisa e está seguindo as pistas certas para descobrir a verdade sobre as garotas mágicas. O que alguém como ele seria capaz de fazer se conseguisse botar a mão em varinhas mágicas? Aliás, homens podem usá-las também? Aposto que Mahou Shoujo Site ainda irá nos contar isso. Assim, em um primeiro momento a Nijimin se apaixonar pelo Kaname mantém o status quo, mas a médio prazo (ou talvez curto mesmo) isso representa mais um risco para a protagonista.

Mas a grande reviravolta do episódio não foi essa, né? E o grande infodump também: existem vários Mahou Shoujos Sites, cada um com um Administrador diferente, e todos eles são basicamente iguais, funcionam da mesma forma e trazem a mesma mensagem sinistra sobre a Tempestade. Se já soava estranho que um site pudesse ter um “backdoor” tão ridículo quanto um link em um ponto clicável não indicado na tela e uma senha tão óbvia quanto “tempest” (que vem a ser exatamente o grande evento misterioso revelado na tela anterior, acessada via “backdoor”), agora está praticamente confirmado que tudo isso não passa de manipulação. É uma isca para fazer as garotas se matarem.

Vários sites, vários Administradores – todos parecem saídos de um filme de terror

Houvesse só um Administrador e não fosse ele próprio quem estivesse recrutando as Magical Hunters e revelando o “backdoor” do site, pareceria amador que uma informação dessa estivesse tão prontamente acessível mas seria possível. Uma pessoa ou poucas pessoas eventualmente cometem erros crassos. Mas um número indefinidamente grande de pessoas? Claro que é uma isca. E funcionava bem enquanto apenas uma ou outra garota mágica descobria e, psicologicamente instável que todas elas são, saísse por aí matando sem nem pensar direito. No momento que várias garotas se reuniram para avaliar isso, e através de investigação descobriram a existência de vários Administradores, o truque parou de funcionar.

E o que é aquela garota dentro do que parece um campo de força que apareceu no final do episódio, hein? E todos aqueles cadáveres que formam uma trilha até ela? E como as garotas mágicas poderão lidar com o contra-ataque dos Administradores? Mesmo que as varinhas funcionem contra eles (e funcionam, a primeira cena do primeiro episódio mostra a Nana paralisada enquanto o tempo está parado por efeito da varinha-celular da Tsuyuno), o que garante que eles possam ser capturados, feridos, ameaçados ou mortos por elas? Ainda nem sabemos o que eles são. Certamente pareceram bastante poderosos nesse episódio. Talvez Aya e companhia tenham apenas pulado da frigideira para o fogo.

Discussão