Opa! Tudo bom com vocês?

De todos os episódios até então, esse episódio em minha opinião foi um dos piores. Apesar das devidas exceções, não foi um episódio com grande conteúdo e comédia, diferente dos outros que conseguiram ter tais coisas por características distintas em cada um.

O episódio 5 pra mim pode ser algo resumido em “enrolação”.

O episódio inteiro girou em torno de um mal entendido que não necessariamente foi engraçado, que no final das contas serviu para introduzir uma nova personagem.

Claro que, dadas as circunstâncias, o episódio ainda sim teve partes engraçadas e “interessantes”, como os diálogos entre o Hirotaka e a Narumi e toda a questão do mal entendido com o irmão do Hirotaka no início. A participação do Kabakura e da Hana também foi engraçada e como sempre importante no episódio, cada vez mais eles vêm trazendo à tona tópicos importantes na história. Mas se tirarmos isso, o episódio realmente teve um enredo mais “simplório” comparado aos outros.


Uma coisa que se tornou mais clara para mim neste episódio, é o quão irritante e cansativo tem se tornano ouvir a Naru dizer que “acha que namora o Hirotaka”. Tudo bem, devemos olhar para o lado da história no qual nem houve um pedido explícito também, mas de qualquer forma os dois assumem o namoro. Ou seja, não há nenhum mal entendido quanto à essa parte. Entretanto, toda essa questão da Naru dizer que “acha” que gosta do Hirotaka, só traz mais dúvida sobre ela gostar ou não dele para mim. É como se ela só estivesse com ele por conveniência, uma vez que ela sempre teve medo de ser deixada por seus namorados por ser uma otaku, e ele verdadeiramente fosse o único a possuir sentimentos amorosos por ela.

Frases como essas me fazem questionar se essa é realmente uma relação recíproca. Claro que, eu não duvido realmente que não haja sentimento mútuo nisso, mas chegou uma hora em que eu comecei a tentar entender qual é a do “acho” na frase “sou namorada do Hirotaka”. Eu quero vê-los como um casal de namorados, e não amigos.

Realmente espero que essa questão entre a Naru e o Hirotaka avance mais com o passar do tempo, afinal, é super importante e positivo ter um relacionamento baseado na amizade, porém quando esse relacionamento não vai além dessa base e não evolui, é difícil sair da relação “amizade” e ir para o “namoro”.


Quanto ao irmão do Hirotaka, eu confesso que imaginei o episódio inteiro que ele se fazia de gentil ou algo assim, mas no final, ele é (até que se prove o contrário) um garoto de coração gentil e que se preocupa com o irmão, mas me questiono qual será a função dele no desenrolar da história a partir daqui.


E é isso, vejo vocês na próxima! Bye :3

  1. Olááá Peoples!!! Nessa eu tenho de concordar com a Lissa foi bem encheção de linguiça esse episódio…Fora os momentos Kaba Hana já citados (alias o mal entendido do irmão do Hirotaka foi um plus), mas essa indefinição do casal principal da trama já tá dando nos nervos…Assim como os personagens masculinos que não trocam a gravata nunca!!! Devem estar todas ensebadas (bleargh!!!) a do Hiro de Calorie Mate e a do Kaba de cerveja Suntory…

  2. Este episódio foi bem mais ao menos. Não desgostei dele, mas tenho que concordar com a Lissa e com o James, que este episódio pode ser resumido, como quase pura enrolação (ou o famoso, encher linguiça).
    Tal como o James referiu, as melhores partes do episódio foram protagonizadas pela Hanako e pelo Kabakura.
    O irmão do Hirokata quase que me enganou, pensava que haveria o risco de acontecer um triângulo amoroso, mas ainda bem que não era nada disso.
    Sem mais nada para comentar, mais um excelente artigo de Wotaku Lissa.

Discussão