Essa semana, Nanatsu no Taizai: Imashime no Fukkatsu entregou um episódio bem conveniente ao seu gênero, que é Battle Shonen, onde as regras do torneio de luta foram apresentadas e as duplas que o disputarão, formadas. Além disso, tivemos uma grande demonstração de poder advinda dos dois mandamentos organizadores do torneio.

Em meu artigo passado, havia teorizado sobre o mandamento de cabelo vermelho, fazendo a alusão de que ele poderia ser o primeiro Rei Fada que sempre é citado por conta de seu grande poder. E realmente essa teoria se concretizou. Ao usar a sua lança espiritual e ao fazer a revelação a King, esse mandamento realmente foi o primeiro Rei Fada que buscou entrar no grupo dos dez mandamentos em busca de mais poder. Vimos também, com a apresentação desse mandamento, o par de asas que King não tem e que devem dar ainda mais poder a Gloxínia. Essa é a chave para um grande aumento de poder para nosso querido pecado da preguiça. Ansioso para vê-lo ganhar suas grandes e resplendorosas asas.

Gloxínia.

Após isso, vimos a grande fragilidade de Escanor sem a presença do Sol. Além de ser pisado por Gowther e dizer que sua própria presença era despercebida, ele acabou sendo atacado por Gloxínia sem nenhuma chance de defesa, e morreria se o mesmo mandamento não tivesse feito uma grande demonstração de seu poder. Sua lança espiritual em uma de suas configurações é capaz de curar os ferimentos das pessoas, um poder que se assemelha bastante ao de Elizabeth. Com isso, só fica mais nítido que Escanor sem o seu combustível natural é apenas um homenzinho indefeso, que nada se parece com aquele monstro que se torna com a luz do Sol. Nosso pecado do orgulho também mostrou naqueles que acreditava serem seus últimos suspiros, os sentimentos que nutre por Merlin. Sinceramente, aguardo muito o reencontro dos dois.

Configuração que cura.

Já nas cenas seguintes a regra do torneio foi apresentada, o qual deverá ser disputado em duplas. Vou enumerar as 5 duplas que considero serem as mais fortes e que possuem as maiores chances de vencer o torneio, tendo o direito de fazer o pedido ao antigo Rei Fada.

Ban, o pecado da ganância e Meliodas, o pecado da Ira: essa dupla, a meu ver, se não é a mais forte, está entre as duas que podem ser nomeadas assim. Ban já mostrou como seu poder é perigoso quando enfrentou Galand e Merascylla com sua habilidade; quanto mais forte seu adversário é mais forte ele se torna, assim sendo, é um grande trunfo. Já nosso capitão Meliodas, após ter recuperado seu poder demoníaco total, também já demonstrou que é muito forte, ou seja, essa dupla é bastante desbalanceada e promete muito.

Escanor, o pecado do Orgulho e Hawk: essa dupla é a grande aposta, pois neste exato momento ela é a mais fraca, mas com o passar do tempo pode se tornar a mais forte. Bom, isso tudo depende do tempo em que essa luta vai se passar, pelo seguinte motivo: com a luz do Sol, Escanor vira o mais forte entre os guerreiros ali, isso o próprio Meliodas já falou. Ou seja, com a luz do Sol essa está entre as duas duplas mais fortes, porém, sem ela são os mais fracos. Então cabe a eles enrolar o tempo até a condição “natural” de sua vitória aparecer.

King, o pecado da preguiça e Diane, o pecado da Inveja: essa dupla possui os pecados que têm o maior potencial de aumentar seus poderes. Como já citei nesse artigo, King pode vir a adquirir suas asas, ficando assim muito mais forte, e lutando ao lado de seu amor provavelmente lutará com toda a sua força para protegê-la e, indo ao seu máximo poderá desenvolver ainda mais seus poderes e ganhar suas asas (ou então a reação total usada por Meliodas em episódios passados fazer efeito e assim ele também ganhar as asas). Já nossa linda gigante está sem memórias e por conta disso não está nem com a sua máxima força antiga, porém suas memórias podem voltar estando ao lado de King, além de quê, aquela dança ensinada por Matrona pode vir a calhar e ela mostrar um grande aumento de poder.

Gowther, o pecado da luxúria e Jericho, cavaleira sagrada: um pecado capital e uma cavaleira sagrada por si só já seria uma grande dupla, com um potencial bem acentuado, porém, nos últimos episódios muito vem se falando do passado de Gowther, de que ele era o décimo mandamento e que seus poderes eram sem igual, só que devido sua própria maldição estava sem memórias. Por conta de tudo que vem ficando acerca de Gowther, não duvidaria que nesse torneio ele despertasse seus poderes esquecidos. De que maneira? Essa é uma grande pergunta, a qual a resposta não se tem com nenhuma certeza. Então, a condição dessa dupla se baseia muito no que o pecado da luxúria pode aprontar.

Gilthunder, cavaleiro sagrado e Gilfrost, mago: no lugar dessa dupla poderia estar qualquer outra das que restaram, ou pelo menos algumas delas. Porém, coloquei essa dupla aqui pois o poder de Gilfrost ganhou certo foco, então provavelmente ele não está ali apenas por figuração e deverá dar trabalho para a dupla que for enfrentá-lo. Já Gilthunder é um cavaleiro sagrado, cujos poderes nós já conhecemos, talvez aumente um pouco mais sua força com esse torneio, mas não o vejo chegando muito longe. A condição dessa dupla não é de vitória, mas sim dar trabalho para as duplas mais fortes.

Posteriormente no episódio, aconteceu o primeiro embate de duplas, que foi Elizabeth e Elaine contra uma dupla de assassinos. Nossas damas, ou melhor dizendo, as damas de Meliodas e Ban, mostraram um poder bastante interessante (elas poderiam estar no lugar de Gilthunder e Gilfrost, na lista acima). Elas venceram de forma relativamente fácil seus adversários, que eram humanos e não tinham um poder alto. As duas não têm muitas táticas de batalha, por isso não as vejo entre as 5 mais fortes, contudo podem surpreender, já que Elizabeth tem em seu poder de cura um grande trunfo e Elaine é a grande Princesa Fada, também sendo detentora de poderes bem interessantes.

A luta a seguir foi a de Ban e Meliodas contra duas criaturas de Gloxínia. Essa batalha foi bem cômica, pois nossos pecados capitais derrotaram seus adversários de uma forma que eles nem perceberam; esses dois estão em um patamar muito alto.

Depois a luta foi entre a dupla King e Diane contra os servos de Dolor. Dessa luta deu para ver do que o nosso pecado da preguiça será capaz em prol de defender sua amada, além de quê, ele tomou coragem para falar a ela sobre seus sentimentos. A batalha em si estava um tanto quanto complicada, prevejo nossos dois pecados passando por muitos problemas para conseguir eliminar seus adversários. Isso também ficou bem claro na preview, toda a dificuldade que Diane e King irão ter em sua batalha.

Esse parágrafo é para esclarecer um pouco sobre o que algumas pessoas me falaram em torno da falta de sentido desse torneio, já que Meliodas e outros pecados poderiam sim, com todo o seu poder, enfrentar logo de cara os dois mandamentos, considerando que o objetivo principal é esse, derrotar todos os mandamentos. Mas o anime é um Battle Shonen, sendo assim, valoriza muito preencher o desenrolar de sua história com batalhas em forma de torneio. Ban e Meliodas já disseram que será algo divertido, algo bem característico de personagens do gênero, além de quê, o prêmio: todo e qualquer desejo poderá ser realizado, só será dado ao vencedor, ou seja, há um objetivo em enfrentar todas as batalhas para terminar como vencedor no torneio.

Essa foi a análise do episódio 17 de Nanatsu no Taizai: Imashime no Fukkatsu, um episódio muito bom, recheado de pontos interessantes a serem discutidos e que dão uma grande curiosidade acerca do que virá nos próximos capítulos da aventura de nossos pecados capitais.

Discussão