Essa semana, Kakuriyo no Yadomeshi entregou seu melhor episódio desde o seu início, dando foco no desenvolvimento dos sentimentos de nossa protagonista com o Rei Tenji, além de explorar mais a empreitada de Aoi como cozinheira no reino oculto.

O começo do episódio foi mais ou menos o que mencionei em meu artigo passado, uma bronca recaiu sobre Aoi e Genji, principalmente com relação à falta de lucros da Dama da noite. Mas, para surpresa (ou não, afinal todos nessa história parecem conhecer o Shiro) o administrador de finanças do Tenji também conhecia o avô de nossa protagonista e assim como grande maioria não tinha boas recordações sobre ele. Essa prensa que Aoi tomou, serviu para fazê-la entender que as suas formas de pensamento comercial eram um tanto quanto erradas, com isso precisava pensar em formas melhores para seu restaurante deslanchar.

O contador de finanças do Tenji.

Às vezes a porta se abre de onde menos se espera, e foi basicamente isso que ocorreu. A dama do gelo, que começou sendo inimiga de Aoi, agora tem se mostrado alguém diferente com relação a ela e lhe trouxe uma oportunidade de trabalho. Essa oportunidade talvez não fosse das melhores, só que se tratando de nossa protagonista a bondade vem em primeiro lugar, mesmo sendo um trabalho aparentemente sem retornos, ela resolveu entrar de cabeça e com alegria em busca de agradar o escritor para o qual tinha que preparar os pratos. Assim, Aoi mergulhou na busca por uma forma de agradar aquele cliente tão exigente.

Passado esses primeiros momentos de pensamento de Aoi com seu trabalho, ela viu o Tenji indo a um lugar diferente e foi com ele. Águas termais no Reino Oculto. Em meus artigos sempre utilizo um parágrafo final para ressaltar o quanto o amor é um sentimento imprescindível, que todos estão a mercê dele, que pode acontecer em qualquer lugar e com qualquer um. E Aoi aparentemente, está começando a se render aos encantos do Rei Ogro. Com uma troca de elogios e um bom tempo juntos fica um tanto quanto nítido que Aoi já sente algo pelo Rei.

Seria possível uma humana despertar esse sentimento por um ayakashi? Como disse, o amor é imprescindível, Aoi não está livre de se apaixonar pelo Rei Ogro, que vem sendo muito bondoso e mostrando ser alguém em que ela pode confiar para viver ao lado. Mas como é possível notar isso? A relação dos dois passou a ser mais próxima,e Aoi se envergonhou com os elogios, dizendo não ser digna daquilo, as feições dos dois entregam bastante isso. É uma obra que abrange o gênero de romance, então esse sentimento de nossa protagonista e o Rei Ogro deve ser mais explorado nos próximos episódios.

Tenji e Aoi indo as termais do Reino Oculto.

Além de todo esse desenvolvimento do sentimento entre os dois, Aoi ainda ganhou dicas preciosas e necessárias para tocar seu negócio. Ali na frente dela estava um dos mais bem-sucedidos comerciantes do Reino Oculto e ele lhe deu uma dica essencial: fundamentalmente Aoi tinha que ir com mais calma, valorizando seu potencial e agarrando qualquer oportunidade rara com unhas e dentes.

Por falar em oportunidade rara, citei a chance que a Dama do Gelo arranjou para Aoi. E foi daí que o improvável aconteceu, pois ela achou uma forma de agradar o escritor com sua comida, além de encantá-lo com sua história. O que o fez publicar no jornal a história de Aoi, a localização de seu restaurante e como a sua comida era agradável. Aí estava à oportunidade, mas antes disso se consumar a deusa de negócios prósperos apareceu para Aoi, lhe disse algumas palavras, agradou-se da comida e deixou apenas a chama para o negócio de Aoi melhorar.

Ela conseguiu agradar o escritor.

Na parte final do episódio tivemos a consolidação do restaurante de Aoi, o comércio de nossa protagonista passou a ficar completamente lotado após dezenas de pessoas lerem o artigo do escritor no jornal.Isso rendeu a ela elogios até do exigente contador de finanças e deixou o Rei Ogro muito contente com a realização. Para finalizar sua crescente com chave de ouro, Aoi ganhou agora uma grande oportunidade de por em prova a sua culinária, pois foi convidada a fazer uma refeição para a família imperial, essa é a grande chance de consolidar a Dama da noite e o trabalho de Aoi de vez.

Foi a partir dessa reportagem que o restaurante de Aoi passou a ser reconhecido.

Como último ponto do artigo de hoje, é nítido que Genji fica incomodado com a aproximação de Aoi com o mestre Tenji e na endinging ele aparece com o rosto triste,um tanto envergonhado, quase que desolado. Isso é muito característico de alguém que não conseguiu confessar seus sentimentos. Neste ponto surge o grande“porém” da história, será que acontecerá um harém invertido nessa obra? Citei nos artigos iniciais que ele podia ser a grande reviravolta no enredo de Kakuriyo e realmente vai se traçando um caminho que pode desaguar nisso.

Bom, essa foi a análise do episódio 7 de Kakuriyo no Yadomeshi, um anime relaxante e que consegue conquistar o público com sua trama de slice of lifee uma protagonista humana desbravando o reino dos ayakashis.

Nunca se sabe de onde pode surgir o amor, da pessoa do lado ou de alguém que vimos pela primeira vez, até mesmo esse sentimento pode se atrelar a um ayakashi. Das profundezas do ainda misterioso mundo para os humanos, chamado de reino oculto, pode surgir um dos mais verdadeiros sentimentos…

Discussão