Bakugo foi sequestrado pelos vilões, mas as coisas não vão continuar assim por muito tempo. Apesar do desentendimento no último episódio – que lembrou bastante a HQ Guerra Civil da Marvel – os alunos decidiram organizar uma operação secreta de resgate. Começamos oficialmente o “Sasuke Retrieval Arc” de My Hero Academia.

Como é?

Tudo levava a crer que teríamos uma divisão de grupos em My Hero Academia. Um estaria a favor de ir até o esconderijo dos vilões e resgatar Bakugo; o outro deixaria esse trabalho para heróis profissionais. No fim, isso foi resolvido bem mais rápido do que imaginava e uma equipe específica começou a missão: Izuku, Todoroki, Kirishima, Yaoyorozu e, acredite se quiser, Iida.

Comparando o time dos alunos com os heróis profissionais, acho melhor deixar com quem entende do assunto

Achei muito bem planejado a forma como os alunos se posicionaram sobre o assunto, pois partiu de suas próprias experiências e do que já conhecemos sobre Bakugo. Se esse arco estivesse acontecendo ainda na primeira temporada, sem passarmos pelo Festival Esportivo ou o confronto com Stein, por exemplo, não teríamos base suficiente sobre a opinião de cada um.

Uma das posições mais interessantes foi a de Iida, que se considera contra a ideia pelo que passou com o irmão na temporada passada, quando ele próprio foi imprudente. Portanto, ele está tentando evitar que outras pessoas sejam imprudentes como ele no passado. Ao mesmo tempo, sua personalidade faz com que ele aceite a decisão e se junte à equipe, mas agindo de forma vigilante. Essa foi a mesma decisão tomada por Yaoyorozu, que não necessariamente precisaria se unir ao grupo, só entregar o rastreador.

Se tem alguém que eu senti falta nessa operação secreta foi Uraraka. O óbvio seria ela apoiar Izuku, mas sua fala faz bastante sentido. Porém, no lugar dela, eu ainda tentaria ajudar Bakugo mesmo que ele não quisesse.

Não foi dessa vez, Uraraka

Outro ponto importante neste episódio é a situação de Izuku depois de ser imprudente ao usar seus poderes. Parecia que isso ia deixar de ser um problema depois do treinamento com Gran Torino, mas parece que não. Agora, o próprio médico disse ao Izuku que se ele usasse os poderes mais duas ou três vezes, teria que viver sem usar os braços. Do jeito que conhecemos o nosso protagonista, com certeza ele vai usar seus poderes mais algumas vezes, mas no fim vai dar tudo certo, até porque se ele perder os braços acaba o anime.

Mesmo com tanta tensão e perigo no ar, o episódio ainda conseguiu uma brecha para nos dar um pouco de alívio cômico. Felizmente, ele funcionou muito bem e veio em boa hora. Aposto que os disfarces não vão durar muito tempo, mas eles já foram muito bem utilizados para nos fazer rir.

Por fim, tivemos Shigaraki tentando persuadir Bakugo a se tornar um vilão. Em um certo momento, até achei que ele iria ceder, principalmente pelos argumentos usados por Shigaraki. Ainda bem que ele tem uma personalidade forte e não foi convencido logo. Por outro lado, fomos lembrados de que ele também é um ídolo do All Might, assim como Izuku, mas não foi escolhido para herdar os poderes do herói. Nesse caso, se ele não pode ter o One For All, existe um certo All For One que pode fazer com que ele mude de lado. Ou será que não?

Vencer é meu sobrenome (literalmente)

Neste episódio, Izuku mencionou algumas vezes sobre um incidente que estaria por vir. Em um primeiro momento, achei que seria a falta de confiança da população em relação à U.A., mas com certeza deve ser algo maior que isso. Parece que será algo de grandes proporções e que não vai acabar bem para os heróis. Será que está relacionado ao All Might e seu encontro com All For One? Bakugo ainda pode se tornar um vilão? Só vamos descobrir nos próximos episódios.

Tá aí uma coisa que não se vê todo dia

PLUS ULTRA!

Discussão