Essa semana Saredo Tsubimito wa Ryuu to Odoru finalizou seu maior ponto de tensão, e resolveu alguns dos seus mistérios. Mesmo assim não saiu do básico e entregou algo apenas suficiente. 

A primeira parte do episódio foi a ida até a torre do relógio, ponto onde estava marcado para ser o grande final da festa noturna. Muitos jushkistas ofensivos morreram, falar a verdade todos morreram, e só sobraram os principais da trama, no caso a equipe composta por: Gayus, Gigina, Igye, Jabeira e Largorkhin.  

Essa equipe sobrevivente venceu um dos grandes magashutikis a partir de mais uma leitura de luta de Gayus. Não há muito o que se destacar aqui, a batalha foi bem mediana, os traços são bons, o fundo sonoro bem médio e a coreografia da batalha bem simples também.  

A luta.

Passados esses momentos de batalha e ação, o principal mistério da trama foi resolvido, afinal Levvi está morto ou vivo? A partir de alguns flashbacks vimos a situação complicada que ele enfrentou junto de Naricia. E por fim ele a comeu… sim literalmente comeu sua amada, e com esse ato o Levvi antigo morreu, aquele tolo e fraco como ele mesmo se intitula. É interessante ressaltar que em meu artigo passado comentei sobre a aparência de Zhuo Ling ser próxima a de Levvi, ou seja, não foi nenhuma reviravolta essa revelação de que, Zhuo Ling era Levvi só que uma espécie de uma nova versão.  

O que sobrou de Naricia.

Levvi também conheceu o cardeal Mouldeen que, o intitulou como um grande gênio, porém alguém tão entregue ao chells que já havia perdido sua humanidade.

O plano de Levvi( ou devo chamar de Zhuo?) embora bem arquitetado não foi palha para Gayus e Gigina. Algumas lutas ali outras por lá, e acabou resultando que nossos protagonistas conseguiram parar a bomba que ia em direção a ilha de Rahzel. Posteriormente a isso, Gayus resolveu tomar uma atitude boa com relação a Jiv. 

O futuro da obra com certeza vai ser explorar todos os pontos políticos que foram expostos, e também duvido muito que Levvi se dará por vencido. Ou seja, os últimos episódios prometem ser movimentados.

Esse parágrafo vou dedicar a provável criticas pelo meu posicionamento a Saredo. A obra é péssima? Não. Porém, esse anime é aquilo e pronto, não é nada além, meramente se tem o que falar, pois nada inspira criação. Podem dizer que agora houve plot twist, ou algo assim por conta que Levvi não estava morto, mas que emoção tevê isso? Para mim nenhuma, então não caracterizo esse acontecimento como reviravolta, já que não abarcou nada, nenhuma emoção. Era algo apenas óbvio que Saredo jogou uma trilha sonora para tentar tornar algo interessante. Resumindo, a obra não é horrível, ela apenas é suficiente, algo que não merece ser lembrado por ser ruim, tão pouco por ser bom.    

Essa foi a análise de Saredo Tsubimito wa Ryuu to Odoru episódio 10. O anime não inspira, ou instiga muito a se falar, as cenas não são marcantes e nada chama lá alguma atenção no futuro da obra. Enfim, Saredo que era minha grande aposta da temporada, não chegou nem perto de se tornar uma obra boa.  

Que termine logo a dança com dragões (onde dragões não aparecem).

Discussão