Seguindo a Batalha de Shokugekis, desta vez tivemos foco no confronto entre Jurio e Isshiki, que teve início no episódio passado. Por um lado, estou feliz que o anime esteja contando todos os detalhes dos duelos, desenvolvendo não só os pratos, mas também a relação entre seus personagens. Por outro lado, não sei como vão finalizar esse arco a tempo.

Para quem esperava um confronto simples entre Jurio e Isshiki – como eu – pôde se surpreender com o plano de fundo dos personagens. Por exemplo, foi revelada a relação entre Nene e Isshiki neste episódio, algo que sequer foi mencionado antes. Porém, Jurio realmente foi apenas um membro da Elite dos Dez que entrou para completar o time, sem apresentar nenhuma característica marcante de fato ou que o colocasse no mesmo nível que os outros personagens. Até porque já temos representantes de peso na culinária italiana, os irmãos Aldini.

A vitória de Isshiki foi bem interessante de acompanhar, não pelo seu adversário, mas pelo dormitório Kyokusei. Como foi mostrado na primeira temporada, Isshiki sempre agiu como o senpai de todos, e apoia os membros em suas atividades. Portanto, seu Shokugeki serviu para colocar em prática tudo que os alunos estavam fazendo, o que poderia dar muito errado ou dar muito certo, como foi o caso.

Esse fator Kyokusei veio em boa hora para esta disputa, fazendo total sentido pela personalidade do personagem e tornando o confronto ainda mais interessante por haver um risco. Ele também foi totalmente baseado na confiança de Isshiki em relação aos outros membros do dormitório. Foi possível dar um certo protagonismo para eles, mesmo que não tenham participado ativamente. É uma ótima forma de mostrar do que são capazes sem que cada um passe por um Shokugeki.

Além disso, também foi um momento oportuno para que o personagem voltasse a brilhar, depois de tanto tempo sem ter seu devido destaque. Como sabemos, ele era um membro da Elite dos Dez e estava lá por algum motivo. Também foi um dos poucos momentos em que vimos Isshiki com sua personalidade séria.

Qualquer um se surpreenderia

Vale também destacar quem foram os juízes do episódio: membros de uma organização chamada W.G.O, que avalia restaurantes do mundo todo com estrelas. Felizmente, eles não favoreceram a Capital como vinha acontecendo nas primeiras fases, e também é uma boa forma de mostrar para essas pessoas que uma boa culinária não precisa ser refinada como Azami defende. O mais importante da participação deles, como sempre, foi o fan service:

De quebra, também tivemos o desenvolvimento da relação entre Isshiki e Nene que, curiosamente, se conheciam desde a infância e nunca falaram sobre isso. Apesar de que teremos mais detalhes no próximo episódio – aparentemente – já sabemos que Nene tinha ciúmes de Isshiki por ele ter um talento inato para tudo enquanto ela precisava se esforçar para chegar no mesmo nível. É aqui que chegamos em um ponto crucial desse Desafio de Shokugekis.

Apesar de Souma continuar fazendo aquela cara de auto-confiança e tudo indicar que ele vai vencer, ainda tenho um pé atrás sobre isso. Este seria um ótimo momento para Nene mostrar do que é capaz, principalmente depois de Isshiki dizer com tanta confiança que ela iria perder. O anime praticamente iria mostrar que o esforço dela não serviu para nada.

De qualquer forma, acho difícil nosso protagonista perder um duelo, ainda mais nesse que será decisivo – apesar de ainda haver um confronto entre Shouko e Tousuke. Mas é aí que outro fator importante entra em ação: segundo a prévia do próximo episódio de Shokugeki no Souma, ele será o último. Se o anime realmente terminar com 12 episódios, teremos tempo de definir os vencedores de 2 shokugekis? E como ficaria o Desafio de Shokugekis, já que cinco pessoas nem chegaram a preparar nada?

“Linha final”? Me explica isso aí direito, Megumi

Tudo indica que esta temporada não vai acabar com uma conclusão, mas existem formas disso acontecer. Uma delas é terminar dramaticamente, com a derrota de Souma, como se tudo tivesse acabado. Se pensarmos mais simples – e mais óbvio – talvez possa terminar com ele vencendo, mas anunciando uma continuação em breve.

Outra possibilidade é que o Desafio de Shokugekis não tenha exatamente um vencedor. Há diversos casos de animes em que os torneios não terminam por conta de alguma interferência externa, como no Exame Chunin, de Naruto. A última opção – e a que eu menos gosto – é que o anime termine todo o Desafio de Shokugekis em um único episódio de forma acelerada.

Todas as teorias que citei acima são apenas baseadas no anime, mas se você já leu o mangá, sabe como o arco vai acabar. Mesmo que seja uma ótima temporada até aqui, gostaria de um final digno e que não seja rushado. Infelizmente, teremos que esperar a até a próxima semana para descobrir.

Discussão