Bom dia!

Nas primeiras impressões da temporada anterior, Symphogear AXZ, eu escrevi sobre como essa é uma franquia legal pois dá para começar a assistir por qualquer temporada que tá tudo bem.

É sempre bom assistir a primeira temporada antes, mas depois dá para assistir o G, GX ou AXZ sem grandes traumas. É mais divertido se assistir tudo, claro, e há continuidade entre as temporadas, mas não é fundamental para a experiência de curtir um bom anime de garota mágica com muita porrada e muita música.

Sobre essa quinta temporada, Symphogear XV, não posso dizer o mesmo. Eu totalmente recomendo que assista antes as demais temporadas, ou pelo menos leia um guia ou resumo (não é tão complicado).

E me parece normal que seja assim, porque essa temporada está com jeito de que será a última.

 

O caixão de um Anunnaki

 

Como de costume na franquia, essa temporada já começa com as garotas em ação frenética. Dessa vez, elas enfrentam o que dizem ser um caixão, e que se parece com uma tartaruga robô dourada gigante, no meio da Antártica.

É uma batalha mais dura do que as que há no começo de outras temporadas, exceto a primeira, por motivos óbvios: ninguém morreu. Mas bem que chegaram perto! Com um ataque poderoso, que fez Elfnein tremer em seu console, as seis guerreiras foram congeladas e desmaiaram.

Enquanto escrevo sobre a luta, destaco que Symphogear atingiu o pináculo de sua animação nessa temporada. A transformação da Hibiki está mais bonita e caprichada do que nunca, e o episódio não se esquivou de mostrar todas as garotas usando seus golpes especiais.

 

 

Os inimigos dessa temporada parecem ser mais uma célula dos Illuminati Bávaros, pertencentes portanto ao mesmo grupo que confrontou as portadoras de Symphogear em AXZ, fazendo de XV uma continuação mais amarrada a sua antecessora do que qualquer outra temporada.

Bom, faz sentido, AXZ foi a primeira temporada a encerrar com “Continua”.

Aparentemente os Illuminati Bávaros continuam separados e desintegrados ao redor do mundo após a derrota de seu líder em AXZ, mas isso não os impede de realizar ataques enquanto são caçados pelas agências de inteligência internacionais.

Se a célula que apareceu nesse episódio está articulada com outras é algo que ainda se vai descobrir, mas eu apostaria que não.

O maior ponto de especulação, porém, não é esse. A mulher que parece ser a líder delas diz que, diferente de Adam, que quereria destruir o caixão tartaruga (lembrando que Adam queria derrotar os Anunnaki antes que eles chegassem à Terra), elas querem “usá-lo”. Seus planos são, pois, diferentes.

Que outros planos sejam esses é um mistério, mas deve seguir a tônica de sempre de Symphogear: querem obter algum tipo de poder a qualquer custo, cometendo atrocidades para tanto, e esse poder pode em tese ser utilizado tanto à favor da humanidade quanto de forma absolutamente egoísta. As guerreiras inimigas estão sendo enganadas, achando que os objetivos de sua líder (que pode ou não ser essa que já apareceu) são nobres, apenas para serem traídas ou descartadas da metade para o final do anime.

Mas que tipo de poder será que podem obter “usando” o caixão? Aquela múmia Anunnaki irá despertar? Querem usar os Anunnaki? Ok, não dá para ter a menor ideia por enquanto.

A resposta, porém, talvez esteja enterrada nas temporadas anteriores. Como eu escrevi, não dá para entrar em XV de para-quedas, sem ter assistido o que veio antes.

 

 

O anime já começa com a cena da Nastassja à caminho da Lua, remetendo ao final de Symphogear G. E, claro, não faltam referências à AXZ. As mais óbvias, além dos Illuminati Bávaros, são a Tiki, cujo corpo foi recuperado pela SONG e estava sendo estudado, e as memórias da Hibiki, conforme ela se lembra, enquanto está congelada, das palavras finais de Adam quando ela o derrotou.

Enquanto isso, Estados Unidos (a contragosto) e Japão assinam um acordo para explorar a Lua, ligada aos Anunnaki e fonte da Maldição de Balal. Os americanos só fizeram porcaria em Symphogear desde a primeira temporada, isso não vai prestar.

O que realmente me preocupa, porém, é a sensação de que aquela cena do primeiro episódio da primeira temporada parece que finalmente irá se concretizar.

 

Elas devem eventualmente enfrentar os Anunnaki, e não consigo imaginar inimigos mais poderosos para justificar uma nova temporada, então essa tem que ser a última. Sendo essa a última, as death flags começaram a se erguer sobre a cabeça da Hibiki.

Ela teve, em uma cena de flashback, um longo encontro com Miku, sua melhor amiga. A Miku a fez uma pergunta terrível, que Hibiki congelou ao escutar mesmo sabendo que era só brincadeira:

O que a Hibiki faria se a Miku estivesse causando prejuízo a outras pessoas?

Isso remete ao dilema que a Hibiki proferiu no final do AXZ: se alguém está fazendo uma maldade, ela não hesita em usar seus punhos. Mas e se for alguém que acredita que está fazendo o que é certo, sendo o prejuízo a outrem mero efeito colateral?

A Hibiki está passando por grave crise de consciência desde que Saint-Germain e suas companheiras morreram. Adam é o primeiro vilão que ela mata desde a primeira temporada, e enquanto morria ele disse a Hibiki como, resumidamente, ela havia condenado a humanidade ao desespero por acreditar em seus ideais e levá-los às últimas consequências.

 

Hibiki se lembra das palavras finais de Adam

 

Para piorar, ainda no final de AXZ, descobriram que a Miku tem a mesma capacidade que a Hibiki de servir de receptáculo para o poder divino porque ambas foram atingidas pela luz do Shenshoujin em Symphogear G.

Consegue já imaginar quantas coisas erradas podem acontecer para que a Hibiki acabe se sacrificando pela Miku?

Claro que ela não precisaria morrer, mas apenas salvar a amiga, como já fez antes. Mas se essa for a última temporada e se a cena de abertura da primeira temporada for se tornar real, talvez esse seja o começo do fim para a Hibiki.

 

Hibiki é feliz como uma garota normal

 

  1. Avatar

    Opa! Tenho que ver mesmo as Temporadas Anteriores!
    Mas não quero que a Minha Fofa Favorita dar a sua vida pelo mundo,pois amei Ela! Na Verdade Amo todas essas Garotas Carismáticas!

    Agora,as Novas Vilãs até que curti o visual,em especial a Vanessa q tem um look q lembra até a Fujiko do Lupin,kkk

    Quem sabe no Próximo Symphogear LIVE eles estejam planejando mais uma temporada….é só especulação

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Olá Anthoni, tudo certinho?

      Repensando aqui, na real a Hibiki sempre tem um drama forte em toda temporada, então ela ter drama de novo dessa vez não é novidade.

      Mas sobre continuação, realmente acho difícil imaginar uma continuação, com personagens vivos ou mortos, se elas enfrentarem os Anunnaki. O que pode vir depois da raça divina que governou a humanidade no passado??

      Obrigado pela visita e pelo comentário! 😃

  2. Avatar

    Ué, mas essa cena da Hibiki no túmulo já aconteceu, e inclusive foi no final da primeira temporada. Depois que as transformistas destruíram o pedaço da Lua usando a Canção Soberba, elas desapareceram por dias e todos pensaram que elas tinham morrido no processo. Porém nos últimos minutos do ep é revelado que as mesmas conseguiram sobreviver.

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Olá Lien, tudo certinho?

      Tem razão. Faz tanto tempo que assisti, e me lembro muito melhor do G e do AXZ, que foram mais importantes para a definição da lore de Symphogear no geral, então me esqueci que chegou a ter essa cena na primeira temporada.

      Em todo caso, está com cara de última temporada. O que acha?

      Obrigado pela visita e pelo comentário!

Deixe uma resposta para Lien Kaito | #MeuMêsChegou (@Lien_Kaito) Cancelar resposta