Mangamo é um novo aplicativo de mangás com mais de 300 títulos e lançamentos diários com tradução em inglês. Você pode baixar o app na Play Store, tendo 30 dias de teste gratuito antes de pagar uma mensalidade no valor de 16,90. O app é uma alternativa ao MANGA Plus da Shueisha, mas diferente deste, conta com muitos títulos da Kodansha (tenho até a impressão de que só tem títulos dela), editora por trás da maior rival da Shounen Jump, a Shounen Magazine.

Baixei o app, comecei a usá-lo com o período de teste gratuito e posso escrever que gostei da interface e da plataforma como um todo, ela é bem organizada e conta com uma grande biblioteca, tendo também boa tradução (li apenas um capítulo para testar, mas imagino que o padrão de qualidade seja o dele) e ótima resolução de imagem. Contudo, os problemas começam antes mesmo de se iniciar a leitura, ao menos se, diferente de mim, você não conseguir ler os capítulos em inglês.

Além disso, o tamanho da letra pode ser um empecilho, e mesmo que seja possível maximizar as páginas. a leitura na vertical é muito ruim, não a indico, pois as páginas não passam direito e fica um espaço negro a direita na tela do celular que impede a leitura da página toda. Também achei uma pena não ter como ler as páginas todas de uma vez na vertical, espero que em atualizações futuras melhorem os recursos para a leitura, pois se trata de mangá, um material adaptado ao smartphone, não produzido pensando nele, diferente do que ocorre com o webtoon.

Mas claro, antes mesmo desses detalhes técnicos de leitura e da barreira linguística vem o preço, o qual só não se equipara ao de um volume de mangá, porque a media hoje em dia já passou dos 20. Se você não tiver dinheiro sobrando, não ler confortavelmente em inglês e não tiver muito interesse nos títulos do catálogo, além de paciência para esperar que os capítulos mais recentes sejam disponibilizados (alguns mangás não tem todos os capítulos já lançados), talvez não valha a pena assinar em definitivo.

Entretanto, se você consegue ler em inglês e term o hábito de ler manga pelo celular ou quer construí-lo talvez valha a pena ao menos usufruir do período de teste gratuito. Além disso, um carro chefe do app é seu primeiro “mangá original”, uma adaptação do anime 2020 – Japão Submerso, animação original da Netflix dirigida pelo consagrado Masaaki Yuasa (The Tatami Galaxy, Ping Pong, Space Dandy, Keep Your Hands Off Eizouken!, entre outros).

Não parei para dar uma chance ao mangá, porque pretendo ver a animação primeiro, mas você pode fazer o caminho inverso se já tiver assistido e dar uma chance a versão em quadrinhos. Há inúmeras séries chamativas na plataforma como Ataque dos Titãs, Fire Force, Nanatsu no Taizai, entre outros sucesso da Kodansha, então se não for um colecionador de mangás convicto e, repito, ler bem em inglês, além de ter uma grana extra, talvez não seja má ideia dar uma chance.

Por fim, Mangamo é uma proposta interessante como alternativa ao MANGA Plus da Shueisha, mas que esbarra no valor da assinatura e também nas deficiências do próprio app (disponível tanto em Android, quanto em IOS), que já oferece um serviço de qualidade, mas pode melhorar em alguns pontos, principalmente no “frescor” dos capítulos de suas séries. A gente sabe que existem meios “alternativos” de ler o capítulo mais recente e que não é incomum o leitor optar por eles na falta de uma maior acessibilidade dos meios oficiais.

  1. Avatar

    Interessante conhecer mais um aplicativo para leitura de mangás. Eu particularmente já desisti de ler no celular, sempre acaba ficando desconfortável.

    O que eu tenho feito é tentar comprar alguns mangás e enquanto isso ir lendo Webtoons, que são maravilhosas por sinal.

Comentários