Esse episódio foi uma experiência nova nessa temporada. Não apenas nos foi mostrado mais dos personagens, mas também os vimos avançando no roteiro de uma forma direta com Joe assumindo sua posição como auxiliar do Chefe, e assim fazendo pelo amigo, e pelos imigrantes, o que Nanbu havia feito por ele no passado.

Ler o artigo →

Finalmente presenciamos a opening de Megalo Box 2, e devo dizer, foi bem meia-boca. A música é bem legal, mas a maior parte do visual são cenas do primeiro episódio e da temporada passada.

Ao menos o começo tem uma cena do Nômade no pôr do sol, que além de bem bonita me lembrou a cena mais icônica da última opening de Ashita no Joe 2, com o protagonista caminhando ao pôr do sol.

Além de que os quadros minimalistas podem ser vistos como uma referencia aos quadros de vídeo game que também tinham uma composição minimalista na primeira opening de Ashita 2.

Ler o artigo →

“ – No deserto o viajante do amor
– Desesperado queria morrer
– Muito esgotado iria parar, mas um beija-flor cantou para ele
– Quando escutou sua canção ele escutou, no instante se sentiu feliz
– Sua bela música lhe deu energia e amor para viver
– Lalala lala lalala lala
– Agora quer seguir seu caminho
– Lalala lala lalala lala
– Já indo e o beija-flor foi cantando
– Não voltará. “

Ler o artigo →

Uma das principais funções da ficção é retratar a realidade na qual seu autor vive, para assim demonstrar ao público quais são as visões e opiniões do escritor sobre um determinado tema. É devido a esse aspecto em particular que um dos temas mais explorados na ficção é o “Coming of Age”, pois quase tão inevitável quanto a morte é o amadurecimento físico e psicológico de um indivíduo.

No mundo dos animes e mangás histórias sobre amadurecimento vêm aos montes e em vários formatos. Algumas são bem diretas sobre o tema que querem trabalhar como Solanin, enquanto outras o apresentam das formas mais distintas e peculiares possíveis, um bom exemplo desse caso seria o anime Fooly Cooly (FLCL). Mas dentre todas essas obras, uma cujas explorações desse tema são particularmente fascinantes é o mangá Beastars.

Ler o artigo →

Cenas de ação são uma faca de dois gumes na hora de analisar ficção. Por um lado, essas cenas por diversas vezes são as mais adoradas de uma obra, ao ponto de conseguirem monopolizar o interesse do público. Por outro, é muito comum que também sejam vistas apenas como algo que segura a audiência, ao ponto de terem seu valor reduzido, sendo consideradas nada mais que um espetáculo vazio.

Minha intenção com este artigo é demonstrar que cenas de ação não tem por que serem apenas um festival de sakuga, e demonstrar todo o potencial que elas possuem para caracterizar personagens e engrandecer a narrativa além de apenas progredi-la.

Ler o artigo →