Bom dia!

Parece haver um consenso de que Megalo Box seja, sem exageros, “um clássico instantâneo”. Calma, gente! O anime é realmente ótimo, e quando eu for publicar a resenha farei um apanhado mais completo sobre ele do que nesse artigo apenas sobre seu final, mas Megalo Box não é sequer o melhor anime desse ano. Já passamos da metade e quantos outros animes foram categorizados como “clássicos”? Pois é.

Calma! São só dois caras se esmurrando. E com um final feliz que faz os títulos de todos os episódios e as várias vezes em que foi dito e mostrado o Joe urinando sangue parecerem apenas uma isca. Quase um golpe.

Ler o artigo →

Bom dia!

Que virada inesperada dos fatos, hein? Eu não esperava isso do Yuri. Mas, se eu for honesto, a verdade é que eu não esperava nada dele. Não no sentido metafórico de esperar pouco, mas no sentido literal de não saber o que esperar. Um pouco mais de Yuri antes não teria feito mal.

Ler o artigo →

Bom dia!

O artigo sobre o episódio anterior também trazia uma questão em seu título: “Pelo que você luta?”. A resposta era simples: para ser alguém. O Joe literalmente não tem nome. Ele escolheu o próprio nome. Antes do Megalonia ele não tinha agência sobre a sua vida também: lutar é o que ele faz para viver e ele é um excelente lutador, mas os resultados de suas lutas eram pré-determinados. A ele só cabia obedecer. Joe luta, pois, para ser alguém.

Mas quem ele quer ser?

Ler o artigo →

Bom dia!

Por que Joe luta, afinal? O que o motiva, qual a força motriz por trás de sua determinação em quebrar a cara dos outros no soco em um ringue, enquanto se arrisca a ter ele próprio a sua cara quebrada?

Ele é só um Zé Ninguém, um Average Joe – a inspiração de seu nome. No mundo em que vive, isso é o mesmo que ser um cachorro que revira o lixo para sobreviver – um vira lata. Ou Junk Dog, seu antigo pseudônimo profissional.

O que alguém como ele está tentando fazer ou provar? Com as cartas colocadas na mesa dessa forma a resposta parece fácil, mas…

Ler o artigo →

Bom dia!

Joe está no Megalonia. Alguém tinha alguma dúvida disso? A única dúvida lícita era se ele iria até o fim sem gear ou se acabaria adquirindo um por opção ou imposição no meio do caminho. A Yukiko chegou a provocar o Nanbu dizendo que o Megalonia é só para lutadores que usam gear. Mas da forma como os eventos ocorreram, colocando o Joe contra o Mikio em uma luta classificatória para a última vaga do Megalonia, esse deixou de ser um problema.

Problemas maiores se apresentaram, porém…

Ler o artigo →

Bom dia!

Mikio quer a empresa, não a fama de ser um grande boxeador. Eu achei que isso já estava suficientemente claro no episódio anterior, mas nesse não restou dúvidas. Assim sendo, por que ele não contrata um boxeador, como a Yukiko, que tem o Yuri? Como qualquer desenvolvedor de tecnologia sensato faria.

Aliás, ele é polivalente. O cara é um gênio, a empresa realmente deveria ser dele. Mikio desenvolve sozinho tanto o seu exosqueleto quanto o software de inteligência artificial que o move, luta megalobox, acredita ser um administrador à altura da Shirato, o que provavelmente é verdade, e ainda conspira nas horas livres para tirar o Joe do ringue e puxar o tapete a irmã.

Se ele fosse menos babaca, quando eu crescer eu iria querer ser que nem ele.

Ler o artigo →

Bom dia!

A que ponto chegamos. Bom, não posso responder isso por todo mundo, mas eu cheguei ao ponto em que gosto tanto de Megalo Box que não consigo achar ruim nem um episódio que me frustrou. Está certo, ele foi feito para terminar em um tom frustrante, mas não foi por isso.

A conta é bem simples: Existe qualquer chance do Joe não chegar ao Megalonia e lutar novamente contra o Yuri? Se o anime não quiser terminar frustrando todos os seus fãs, não. Há quantos episódios o conflito que há dentro da Shirato é desenvolvido? Desde quando conhecemos o Mikio?

Ler o artigo →

Bom dia!

Infelizmente, como o Kakeru informou em seu artigo sobre Legend of The Galactic Heroes, o CrossSylvia precisou afastar-se da equipe por razões pessoais. Desejamos o melhor para ele, sua falta será sentida, e tanto para honrar sua breve participação no Anime21 bem como para não deixar na mão os leitores que acompanhavam com ele seus animes incríveis, demos um jeito de continuar a cobertura de ambos.

Lá em Galactic Heroes, o Kakeru. E aqui em Megalo Box, eu, que já havia escrito as primeiras impressões do anime inclusive.

Ler o artigo →

Falta pouquíssimo tempo para a primeira luta da fase classificatória do Megalonia e Joe está sem gear. Sem tempo e sem dinheiro para conseguir um novo equipamento, Nanbu acaba pondo em prática uma ideia extremamente arriscada: fazer seu pupilo subir ao ringue sem o gear. Em último lugar na Associação Oficial de Megalobox, completamente desconhecido e sem nada a perder, JD se prepara para enfrentar seu primeiro adversário apostando não apenas seu futuro como megaloboxer, mas também a própria vida e a dos seus amigos. O mundo parece estar a prestes a esmagar de vez mais um zé-ninguém.

Ler o artigo →

De posse do seu cartão de cidadão, JD, ou melhor, Joe, finalmente pôde ser registrado na Associação Oficial de Megalobox. Tudo perfeito, não fosse por um pequeno detalhe: ele está em último lugar dentre todos os lutadores inscritos, faltam apenas 3 meses para o início do Megalonia e apenas os lutadores melhor ranqueados participarão do torneio. Joe precisa melhorar seu condicionamento físico e sua técnica, customizar seu gear e conseguir atrair adversários melhor colocados que aceitem lutar contra um zé-ninguém que até pouco tempo se sujeitava a ser humilhado num ringue ilegal para mal ter onde cair morto. Ele precisa vencer 5 adversários em sequência se quiser continuar sonhando em desafiar Yuri novamente. Tudo parecer conspirar contra si, mas Joe é obstinado e não se dará por vencido facilmente.

Ler o artigo →