Toda semana eu começo um mangá novo que me chama a atenção por algum motivo (geralmente a capa é o chamariz inicial seguido pela sinopse). Mas Gokushufudou não foi o caso, pois acabou sendo uma recomendação de uma amiga que havia gostado muito e simplesmente leu tudo numa tacada só. Curioso com tal fato, tive que conferir com meus próprios olhos o porquê dessa obra ser tão recomendada e confesso que foi uma ótima decisão.

Ler o artigo →