OLHA GENTE, ASAS, LIBERDADE, QUEM PENSARIA NISSO ?

Eu francamente não canso de me impressionar com o quão Ajin não consegue terminar suas próprias temáticas. :v Nesses dois episódios temos a introdução de duas situação problemas completamente paralelas entre si, mas que afetam de forma definitiva a progressão da história. A situação de Kaito na prisão (personagem que foi esquecido por mais de 10 episódios) e mais uma desventura de nosso óculos ambulante favorito, Tosaki (que nessa temporada está sendo mais espancado/ameaçado que o próprio Kei).

Curta o anime21 no facebook:

A base central do episódio 4 se encontra na existência do totalmente não Ajin (tipo, sério, o cara era tão Ajin que eu ri quando o episódio usou isso como uma revelação) Kotobuki. Um cara sem expressão nenhuma, com alto índice de raciocínio e que tem desprezo pelas pessoas que julga idiotas (ou seja, ele é o Kei 2.0), ao se deparar com essa existência tão familiar, acho que nada mais natural para Kaito lembrar de suas origens e tentar aplicar sua arte da conversa e amizade.

Lógico que de primeira mão isso não daria certo, conforme perdia lentamente a neutralidade com seus colegas de cela, Kaito foi de receber ameaças, ser espancado no 3 contra 1, até quase ser morto pelos companheiros de cela, enquanto o Ajin cagava baldes para toda a situação desde que ela não exigisse uma comoção grande o suficiente para ele ser descoberto (o que é algo bem displicente porque se fosse morto ele seria definitivamente descoberto), porém não levou muito tempo para que a estupidez de Kaito tocasse Kotobuki e ele finalmente cedesse a ideia de eventualmente ajudá-lo.

Foi nesse episódio possível também constatar nuances do comportamento de Kaito com relação a como ele vê sua amizade com Kei. Kaito entende que Kei o abandonou, mas também sabe que a razão disso ter acontecido é só porque ele atrapalharia mais que ajudaria, como o ser passivo que ele é, Kaito não só não deixa de se importar com seu amigo como está pronto para fugir e ajudá-lo quando julgar necessário.

Esse sentimento vem da noção que Kei tem sobre o que é a amizade, reforçada pelo fato de Kei ter sido seu primeiro e basicamente único (já que a irmã de Kei era “amiga”) amigo, o que permitiu que Kaito se moldasse para ser “o amigo do Kei” ou seja, a pessoa que está sempre disposta a ajudar quando a pessoa precisa, mas que está sempre disposta a recuar quando a pessoa não quer ajuda.

No núcleo mais vida ferrada do mister óculos, ele passa a ser investigado pelo suposto assassinato de Oguro (o cientista americano que ele sequestrou e está oferecendo seu auxílio no treinamento para o embate com Sato), e o FBI com seu misógino agente Douglas Almeida e sua secretária inconformada Carly Myers,interrogam-no e, após aparentemente o deixarem ir, encontram aquilo que obviamente terminaria por entregá-lo: a falta dos cigarros importados de Oguro (não sei porque diabos não substituíram os malditos cigarros, mas enfim…).

No fim das contas, Tosaki foi capturado e descobrimos que Carly é uma Ajin que, assim como Shimomura, tem o dever de proteger seu superior (só que no caso ela odeia ele enquanto a Shimomura é basicamente um ship ambulante com o Tosaki). Sinceramente, se eu tivesse que adivinhar, diria que Carly não teria dificuldades de trair o FBI se necessário e que sua ajuda viria bem a calhar contra Sato (pois afinal de contas ela derrotou o Kuro de Shimomura em instantes).

Mortos da semana

É incrível como choveu morte de gente aleatória sem o menor pudor.

Episódio 4

Iwasaki Keita- Chefe do laboratório de pesquisas e neurociência, morto em casa por um fantasma.

Kai Keiichi- Presidente de segurança da Forge, patrocinadora das pesquisas, morto por Sato em um ataque em um hotel de Minato-ku.

Li Naomi- Secretária de Kai, morreu com ele no hotel.

Episódio 5

Tadokoro Yoichi- Membro da Ciencia Matsutani, outra patrocinadora das pesquisas, morto por Sato.

Endo Kosaku- Outro membro da Ciencia Matsutani, morto por Sato junto com seu conterrâneo.

Diretor Yutani- Morto em uma explosão na indústria ferroviária Touyou que era outra patrocinadora do processo.

Ritori Mamorukin- Membro da indústria ferroviária Touyou que morreu na explosão.

James Campbell- Membro da indústria ferroviária Touyou que morreu na explosão.

Yoshinobu Takagi- Membro da indústria ferroviária Touyou que morreu na explosão.

Kashiwagi- Membro do Centro médico Meihan, morto enquanto viajava de trem bala (esse nem close ganhou, tadinho).

Mortos da semana: 10

Mortos que faltam para a segunda onda: 2/15

 

Revisado por Tuts

Gostou desse artigo? Compartilhe:

  1. O episódio 4 foi mais ao menos, só serviu para mostrar a porrada que o Kai levava, por se meter nos assuntos daquele ajin como um fantasma com asas e como é claro, a limpeza de gente importante que o Sato está a fazer com grande maestria.
    Agora o episódio 5, este sim muito bom, o Tosaki está em maus lençóis, o rapto que ele orquestrou do professor estava cheio de fugas, nem a Shimomura, consegue proteger o Tosaki . Só espero que a agente Carly Myers que é ajin mate o seu pareceiro, ele é um grande filho da mãe. O Tosaki parece que não vai ceder tão facilmente à tortura do FBI, afinal ele tem alguém importante para proteger. O episódio 6 parece que vai ser cheio de acção e alguns flashbacks da Shimomura, só espero que expliquem o porquê de ela ser a guarda costas do Tosaki.
    Como sempre um excelente artigo Iwan.

Deixe uma resposta