Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Não, Murano. Ele pode até retornar para casa, e acredito que retornará, mas o Shinichi que você conheceu nunca mais irá voltar. Quem vai voltar eu ainda não sei, mas acho que você não está perdendo muito enquanto ele for uma máquina assassina dedicada à vingança. E Murano, você deve ter percebido isso também, na expressão de Shinichi, no seu olhar, na forma como ele falou. Se já achava que ele estava mudando antes, quando as mudanças ainda eram sutis, o que pensa agora? Pobre Murano, provavelmente já está tão emocionalmente envolvida que não deve ter percebido nada, ou percebeu mas se nega a acreditar. Shinichi chegou onde chegou porque também se negou a aceitar o que havia acontecido com a mãe. E o pai, será que também passou a negar o que aconteceu? Eu acredito que não. Negar-se a aceitar alguma coisa para tentar fugir de uma verdade que incomoda sobre uma pessoa querida é um dos temas do episódio dessa semana, e tratarei mais sobre ele ainda. Mas antes um breve resumo do episódio.

Curta o anime21 no facebook:

Shinichi à beira da morte com o coração destruiído

Shinichi à beira da morte com o coração destruiído

A perfuração que Shinichi sofreu no final do episódio anterior acertou o coração em cheio, é mesmo fatal. O parasita-mãe vai embora, e Migi trata de um Shinichi já desacordado, à beira da morte. Ele migra para o lugar do coração de forma temporária, e embora não consiga se transformar em um coração perfeito ele consegue manter o sangue circulando enquanto comanda lentamente os processos biológicos naturais no corpo de Shinichi para que eles regenerem seu coração original. Finda a operação, ele migra lentamente de volta para o braço, célula por célula, através da própria corrente sanguínea. Shinichi ainda passaria dias desacordado, e Migi o manteria nutrido injetanto água e açúcar de forma similar a que é feita com sondas estomacais em hospitais. Shinichi sobreviveu até despertar, mas perdeu muito peso. Em troca, ganhou habilidades e sentidos sobre-humanos, e Migi ganhou uma fraqueza: agora precisa dormir quatro horas diárias de verdade, durante as quais não pode acordar e não sente nada ao seu redor. Shinichi ganhou uma imensa cicatriz no peito, e uma cicatriz emocional ainda maior: ele sequer consegue chorar, embora esteja profundamente triste pela perda da mãe. Por causa do trauma, parece ter sofrido outras mudanças psicológicas, ele parece mais distante das pessoas ao redor, parece sentir menos empatia, e está carregando um ódio extremo pelo parasita que matou sua mãe – que pode facilmente se voltar contra todos os parasitas. Migi parece ter sofrido mudanças psicológicas também, notavelmente parece que agora ele se importa com o que Shinichi pensa sobre ele. Parece até que está começando a desenvolver algo que possa ser chamado de sentimentos, e está preocupado com questões sobre o que é certo e o que é errado.

Migi cria um coração provisório ...

Migi cria um coração provisório …

O pai de Shinichi explica à polícia o que aconteceu mas como o parasita assumiu a identidade e o corpo de sua esposa ninguém acredita nele. Seu médico insiste que devem ser apenas pesadelos causados pelo trauma da queda na qual ele bateu a cabeça. Curioso como ignoram o enorme corte no tronco que ele tinha bem como o fato de ter sido encontrado bem longe da costa onde ele supostamente caiu. De todo modo, quando Shinichi chega ao hospital, seu pai passa a negar que tudo tenha acontecido e repete a versão sobre trauma que o médico disse. Mas nem Shinichi nem eu estamos convencidos de que ele esteja realmente falando sério: sua expressão enquanto chorava foi doída demais, ele parecia estar carregando um fardo muito pesado sozinho. E por que ele faria isso? É óbvio, se ele não pode contar com a polícia, o melhor que faz é não envolver mais ninguém, principalmente seu filho, e lidar com o problema sozinho. Não sei a que conclusão Shinichi chegou a respeito, mas ele pareceu duvidar da sinceridade do pai. Por enquanto, contudo, ele não falará mais nada. Pretende lidar com tudo sozinho. Estabeleceu-se em uma hospedaria quase ao lado do hospital para ficar de guarda caso algum parasita se aproxime – ele sabe que o parasita que matou sua mãe está procurando seu pai e vai encontrá-lo eventualmente.

... implanta ele ...

… implanta ele …

Essa hospedaria é da família de uma garota chamada Maki, que ele conheceu no ferry boat que o levou até a cidade onde o pai está hospitalizado. Pelo porte, eu diria que ela é ginasial, mas talvez seja só uma colegial baixinha. De todo modo, com poucos dias de convivência com o garoto que não fala nada e não faz nada de interessante ela já se apaixonou por ele, ou pelo menos já ficou com uma queda por ele. Como resultado, ela sempre dá um jeito de puxar conversa com ele quando tem oportunidade, inclusive fora da hospedaria, o que me faz enxergar uma enorme death flag em cima da cabeça dela. O Shinichi também absolutamente não ajuda: saltou para o alto de um muro de mais ou menos quatro metros de altura literalmente na frente dos olhos dela. Ele está cego pela raiva e não está pensando direito. Acho que se a Maki não acabar morrendo, ela vai descobrir a verdade sobre o Shinichi ou vai começar a desconfiar dele e o mundo pode se tornar perigoso para o próprio Shinichi se o que ela descobrir acabar vazando. Já é ruim o bastante com os parasitas ameaçando sua vida, se os humanos se tornarem uma ameaça também temo que o Shinichi realmente não tenha mais para onde retornar.

... se transplanta para o peito, de onde vai comandar a regeneração do coração original ...

… se transplanta para o peito, de onde vai comandar a regeneração do coração original …

Mas como Maki se apaixonou por Shinichi, talvez ela não conte nada para ninguém porque simplesmente não vai acreditar no que ver. Sim, estou de volta ao tema do primeiro parágrafo, como prometi. Shinichi não quis acreditar que sua mãe tivesse morrido, e ele quase morreu por causa disso. Só não morreu porque Migi foi habilidoso muito além do comum para sua espécie (por isso o outro parasita não se preocupou em eliminar Migi). Há a possibilidade de que o pai de Shinichi também esteja negando que sua esposa tenha morrido, embora eu não acredite nisso, mas é possível, e se for verdade além de perigoso para a própria vida dele criará conflitos para sua convivência com Shinichi. E Murano, será que percebeu o quão diferente Shinichi estava nesse episódio? Acho que ela percebeu que ele estava diferente, mas deve estar tentando se convencer que é só preocupação por causa do pai. E agora que Migi está começando a ter algo que talvez sejam emoções, quem sabe ele também não passe por isso? Em todos os casos, a mensagem é a mesma: negar a realidade é perigoso. E o anime não é sutil sobre isso: Shinichi quase morreu!

... abandonando temporariamente o braço

… abandonando temporariamente o braço

O comportamento imprudente de Shinichi causado pelo ódio provavelmente passará a mensagem que a raiva também é perigosa. De que forma? A morte da Maki é uma forma possível. Da forma como Shinichi está, ele é perigoso para si mesmo e para todos a seu redor (exceto para seu pai, a única pessoa que ele ainda enxerga). Migi pode proteger Shinichi, e o próprio Shinichi está bem mais forte e capaz de se proteger sozinho. Ainda é bem mais fraco que um parasita, mas talvez seja capaz de pelo menos fugir de um parasita ou se esquivar de um ou dois golpes. Mas e quanto às demais pessoas? É bom para Murano que ele esteja longe dela agora. Talvez ele aprenda algo nessa viagem antes de voltar. Mas duvido que vá aprender algo sem o derramamento de sangue inocente.

Mais imagens:

Comentários