Por incrível que pareça, Maid Dragon conseguiu o inesperado, no caso, um episódio que desse sono. Sendo sincero, provavelmente foi o episódio mais fraco do anime inteiro. Apesar de uma nova personagem ter sido apresentada, o episódio não conseguiu “engatar”, pelo menos para mim, ele foi extremamente sem graça.

Como já disse na introdução, neste episódio 8 tivemos a apresentação de uma nova menina dragão, Elma. Apesar dela não ser totalmente ruim, suas piadas não possuem qualquer graça, na verdade, achei até mesmo seu “estilo” um tanto quanto genérico, mas apesar dos pesares, não desgostei da personagem. Aliás, o design dela é muito bom, eu realmente gostei disso.

Pra falar a verdade, não foi um episódio muito movimentado, realmente não sei sobre o que falar. A maioria das coisas que aconteceram envolveram a nova personagem, que por sinal, possui uma rixa com Tooru. As duas fazem parte de facções diferentes e por isso conseguem se entender. Pelo menos isso foi interessante, apesar de não ser nada genial, saber que no mundo mágico existem facções é algo legal, pois desenvolve mais este outro mundo.

Esse episódio não teve um ponto forte, se teve, eu realmente não notei. O que pode ter se aproximado de algo assim, talvez tenha sido a cena de Kobayashi e Tooru, mas também não foi nada demais.

No início do episódio, teve uma briguinha pra ver quem faria a marmita da Kanna, possivelmente essa foi a parte mais engraçadinha do episódio. O fato da Kobayashi e Tooru brigarem realmente me surpreendeu, eu não esperava que a Tooru fosse ir de contra a Kobayashi em algo.

As piadas envolvendo a Lucoa e o Shouta se tornaram mínimas, isso é bom, pois eu já não aguentava mais. Provavelmente essa minha opinião tenha sido influenciada pelo GROTESCO flood da Lucoa nas redes socias, mas isso não quer dizer que as piadas sejam boas, no início até eram, mas agora…

Concluindo, esse artigo realmente foi bastante meia boca, não? Não tive muito sobre o que falar, então ficou consideravelmente pequeno. Assim como já disse, o episódio foi bem fraquinho, pelo menos para mim foi. A animação continua na mesma, continua ótima. Eu já havia notado que desde o episódio passado as piadas estavam perdendo a graça, mas esse episódio ultrapassou os limites. Espero que Maid Dragon consiga voltar a ser como era no início, pois aos poucos o anime está se “afogando”. Vale notar que grande parte dos animes de comédia também são assim: a “labareda” começa grande e no final ela se apaga.

  1. Não sei o que dizer também. Eu achei sinceramente o episódio com menos graça de talvez todos e não liguei pra personagem que apesar de ser bonitinha (e talvez tenha ficado com birra por causa disso, até) é bem ordinária. A pedofilia com a Lucoa e o Shouta também já deu. Saudades de Comiket, Faf-kun, amigos otakus que se dão bem por causa de maids, dragoa-lésbica-ataca e outras coisas.
    Observação não-relacionada: é impressão minha ou a Lucoa colocou silicone? Fui ver Maidragon na TV de zoa, e o peito da garota era maior que a TV. (pra melhorar um parente entrou no quarto no episódio 7 e deu com os peitos da dragoa, ô tristeza)

  2. Fábio "Mexicano" Godoy

    Sério que vocês não gostaram? Não achei esse o episódio mais iluminado de Maid Dragon, e com certeza não foi o mais engraçado, mas foi um dos melhores no quesito desenvolvimento da relação entre a Kobayashi e a Tooru. O episódio inteiro foi sobre isso, todas as esquetes dele (exceto as mini-esquetes da Lucoa; essas foram bastante constrangedoras sim).

    Com um episódio menos engraçado mas mais dramático e emotivo Maid Dragon manteve o nível do anime até agora. Continua quase impecável.

Discussão