Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Olá, pessoal! Eu sou a Tamao-chan e venho com mais um post de Uchouten Kazoku para a Sessão Vintage!

E estamos chegando na fase final do anime(pelo menos considerando o post da sessão) e várias coisas importantes foram ditas neste episódio, apesar de não parecerem. E se formos contar tudo o que se passou na família Shimogamo daria mais que 4 Light Novels(esse é a quantidade que Uchouten tem).

A começar pela vontade do irmão de Shouichirou querer desfazer qualquer tipo de laço de sangue que tenha com ele e criar a sua própria família. Seria ódio? Seria raiva? Seria orgulho? Os detalhes são tão minuciosos que nunca descobriremos ao certo, mas está na cara que os dois não se entendiam. Inclusive até mesmo o casamento entre Yasaburou e Kaisei é um mistério, e quando ele foi desfeito após a morte do patriarca da família, sua esposa sentiu aquele ataque de ódio por ser muito ligada a ela, e o clima entre os Ebisugawa e os Shimogamo piorou. Atualmente, Yaichirou e Suou estão concorrendo na eleição de Nise-emon, o chefe de todos os tanukis, assim como Shimogamo Shouichirou já foi um dia.

E tantas coisas estão acontecendo que nem mesmo a Kaisei descobriu o que seus irmãos estão tramando para o dia próximo à eleição. Não podemos nos esquecer que também está bem próximo ao final de ano e o destino de algum tanuki será selado ao ser ingrediente do cozido de tanuki do Clube da Sexta-feira. E quem deveria ir à caça é o professor, aquele mesmo que salvou a mãe de Yasaburou naquele dia da tempestade que quase tirou a sua vida. Como ele é alguém respeitoso e que sua família deposita certa confiança nele, o tanuki protagonista foi sem problemas conversar, e ainda tem dúvidas sobre muitas coisas.

Yasaburou tem tantas dúvidas que nem sabe ao certo se o professor universitário vai conseguir caçar um tanuki, mas quis tranquilizar a família, dizendo que estará tudo bem e pode ser que nenhum deles seja comido. Como no mesmo dia que isso aconteceu tinha um evento importante de formalização da eleição para ser os Nise-emons, foi importante saberem disso para Yaichirou poder se concentrar. Além disso, ainda temos a rixa entre as famílias Shimogamo e Ebisugawa onde até mesmo os lacaios de Suon não permitem a sua entrada tão facilmente, quase rolando uma briga feia.

Depois de conseguirem a formalizar a candidatura em frente ao ancião que ficou transformado em pedra durante anos(e que Yasaburou quase lascou com tudo), perceberam que não tinham um orador, que no caso seria um tengu preguiçoso, e este recomendou que procurassem a Yakushibou, o mestre Akadama, para tal tarefa. E não foi algo fácil, mesmo que estejam praticamente próximos. O tengu estava tão irritado que até Yaichirou ficou com medo, fugiu, e se transformou em tanuki na hora. Por fim, Yasaburou, com toda sua lábia, conseguir fazer com que ele fosse o orador.

E uma ao final do anime também aconteceu algo muito importante. O encontro de Yasaburou e Kaisei no banheiro público rendeu não apenas uma conversa política, mas também descobrimos como é o rosto de sua ex-noiva. Mesmo que estejam separados do matrimônio por causa da quebra de contrato realizada pelo seu pai, ela ainda continua ajudando o protagonista, não apenas porque é ligada pela sua mãe, mas também porque continua apaixonada por Yajirou(amor mútuo). Acabou que ela pediu desculpas, não só por não saber o que os irmãos estavam tramando, mas também por outro motivo desconhecido. Talvez ela esteja ciente de que algo muito ruim vá acontecer, mas não tem certeza do que é.

E Kaisei fala com veemência que é impossível Yaichirou ganhar por conta de sua falta de experiência, além de ter “tapas e beijos” em meio à conversa entre os dois.

E aqui termino o meu artigo de Uchouten Kazoku para a Sessão Vintage! Como muita gente deve saber, a segunda temporada vem aí e o PV está lindo! Surgirão personagens novos e estou ansiosa pelo resultado! Espero que a qualidade não caia.

Muito obrigada por quem acompanhou este artigo, e nos vemos no próximo. 😀

Comentários