Leorio… o mais legal dele é último nome: Paradinight. E bem, o Kurapika, o nome dele já é pika sem colocar nada. Mas falando sério, ambos têm uma parte, e ambos têm os seus arquétipos. Era o que eu achava, mas olhando melhor, percebi que os dois têm uma certa similaridade com o KIllua. Não vou repetir isso de novo, porque não vale a pena mais. Isso não é ruim, dá pra falar sobre o “Ano humano”, um arquétipo que descreve muito bem o que eu falei.

O “Ano Humano” é qualquer coisa. Não dá pra ir errado nesse arquétipo. Mesmo se for errado, esse erro já vira parte do arquétipo (logicamente como uma má influência, em outras palavras as pessoas vão te zoar por não saber usar esse arquétipo). Digo, pra quem não lembra, o “Ano Humano” é basicamente uma pergunta. Por que o autor decidiu usar isso pra descrever isso? Se você ainda não se lembra, eu vou tentar fazer você lembrar de um dos primeiros artigos de FMAB. Quando Tuckers faz as barbaridades dele, eu falei o uso desse arquétipo, como as escolhas da autora ajudaram em deixar a cena mais impactante. Basicamente, “Ano Humano” é uma língua universal, você precisa criar emoções sem usar palavras ou falas, em outras palavras, você precisa fazer o óbvio. Acredito que muitos mangás e animes levam hate de graça porque os autores não sabem usar isso direito, coisa que Hunter x Hunter não precisa se preocupar.

Eu ainda não vou entrar em detalhes de cada saga, porque eu ainda não enlouqueci. O que eu posso falar é que…  “todos” os três companheiros do Gon meio que complementam ele. Precisamos voltar no post anterior, tanto o Leorio como o Kurapika meio que são versões diferentes do Killua, ou o Killua é uma versão diferente do Leorio e do Kurapika… ou o Kurapika é… é, você entendeu. Se você ainda não entendeu, vou falar assim: sorte sua que isso é um mangá, se isso fosse um jogo o Killua seria parte do jogo e o Leorio e o Kurapika seriam DLCs, ainda mais vindo do Togashi. Agradeçam a gzuis que HxH é antigo.

Essa seria a imagem perfeita pra isso. Falando nisso, isso me lembra a imagem de FF Tatics. Non sei se é por causa do fundo parecer um mapa.

Se vocês pensarem assim, isso explica o porquê do autor fazer um rodízio entre os personagens. Não tem motivos pra você juntar 3 personagens em um, ou saturar uma saga de personagens que fazem a mesma coisa. Tudo bem que no começo o autor usou os 4 em vários arcos, mas nesses os leitores ainda estão se acostumando com os personagens, porém, quando os personagens e os leitores já sabiam o que cada personagem precisa fazer/quer fazer, o autor não se segura em separar eles, mesmo você não vendo o Leorio fazendo carreira ou o Kurapika realizando seus desejos. Você ainda consegue sentir que eles mudaram e desenvolveram a personalidade deles, logicamente o Killua recebe mais atenção, pelo simples fato dele ser o best buddy do Gon, mas mesmo assim, ao decorrer da saga o autor dá chance pro Leorio desenvolver a personalidade dele pro público… e algum dia chega a vez do Kurapika.  

Vocês devem se perguntar: que caralhos isso influência com o Ano Humano? Bom, digamos que não tem muita coisa. Primeiro porque o arquétipo em si não é tudo isso, segundo, porque eu falei do fato do Leorio e o Kurapika serem parecidos com o KIllua, o que não entra no “Ano Humano” mas sim na “Era de Ferro”. Até dá pra colocar o que eu falei no “Ano Humano”, porém, eu iria precisar fazer um pouco mais de pesquisa e tacar spoilers.
Enfim, depois desse artigo eu espero que vocês vejam Hunter x Hunter, porque é legalzinho mesmo, e não pelas nerdices que eu falei aqui. Os posts que eu faço são mais curiosidades do que motivos pra você ver o anime. Enfim, talvez semana que vem eu fale de HxH saga por saga, já que eu fiz uma introdução do anime.

Discussão