Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Opa! Tudo bom com vocês? Mais uma semana passou e mais um episódio de Gamers foi lançado. Eu sinceramente estava me perguntando o que mais poderia ou iria acontecer após a resolução da maioria dos mal entendidos até agora. Será que o anime iria dar um foco no clube? Será que teríamos um episódio com foco na Aguri e no Uehara? Ou talvez na Tendou e no Amano?

Enfim, eu esperei ansiosamente por mais um episódio, e não achei que teríamos tão cedo mais desentendimentos, até porque já tinha dado, não é mesmo? Ou pelo menos era o que eu tinha pensado…

Como eu disse, uma das últimas coisas que eu queria era mal entendidos a mais. Eles sempre geraram certa comédia, mas chegou uma hora que se tornou agoniante de assistir. Em certas situações eu comecei a perceber que não era tão difícil um chegar para o outro e tirar suas dúvidas. Afinal, eles são amigos não? Principalmente o Uehara e o Amano. Caso surja alguma dúvida o mais comum seria chegar nesse seu amigo, e buscar obter respostas em vez de simplesmente assumir certas coisas como verdades.

Esse anime me ajuda muito a refletir sobre tais coisas. Quando paramos para observar crianças, é muito mais normal de se ver uma chegar e perguntar sem vergonha ou constrangimento algum sobre algo que ela viu, seja segredo ou não. Claro que quando crescemos, descobrimos que existem certas coisas que não podemos perguntar a qualquer um, e até mesmo certas coisas que temos de pensar (e muito) para entender e descobrir se é verdade. Mas parece que uma parcela de pessoas com o tempo vai simplesmente admitindo que partes do que se ouve ou se vê é verdade. Isso quando não conseguimos chegar ao nível de imaginar coisas muito além da realidade. Tudo isso por causa de uma simples coisa: falta de diálogo.

Não importa como tentemos nos esquivar disso, querendo ou não, sabemos que ir até alguém ou alguma coisa que possa esclarecer nossas dúvidas é o método “mais simples”. O Amano poderia ter feito isso quando ouviu uma frase do Uehara. Bastava apenas duas palavras para tentar entender o que se passava: “por quê?”

E como se não bastasse um mal entendido desses o Uehara ao final do episódio conseguiu soltar mais um frase perfeita para causar qualquer mal entendido à qualquer um. O que me faz lembrar o quão incrível é como algumas pessoas acreditam firmemente na frase “não me importo com o que os outros pensam”.

Vamos construir uma linha de raciocínio juntando mal entendidos e pensamentos de outras pessoas então.  Um mal entendido é gerado através de uma situação onde uma pessoa entende de forma errada uma frase ou ação. A partir daí, ou ela terá uma imagem sua toda distorcida da real, ou no pior dos casos, ela pode fazer com que fora ela, mais pessoas possuam essa mesma visão. No mundo de hoje, se você realmente não se importa com o que os outros pensam de você, você não teria o que as pessoas chamam de “vida comum”, porque a partir do momento que você começar a agir fazendo jus a esse pensamento você não iria possuir um emprego favorável, não iria conseguir se relacionar normalmente com as pessoas, entre tantos outros problemas. Isso porque a nossa sociedade vive de aparências. E suas ações e palavras demonstram e justificam quem você é, logo, no momento em que você toma mais cuidado com o que vai dizer para alguém, você já está se importando com o que ela vai pensar disso, quer você faça isso conscientemente ou não.

Mas o foco do episódio na verdade não foi mal entendidos dessa vez, e sim a Hoshinomori. Como o próprio Uehara disse no episódio anterior, chega a dar dó de ver uma menina que chegou na linha de partida tarde demais. Pra mim na verdade, há a possibilidade dela só ter se dado conta agora de que gosta do Amano. Mas de qualquer forma já é um tanto tarde pra ela, um vez que o Amano já começou a desenvolver sentimentos pela Tendou. Acredito que não seja impossível para a Hoshinomori conquistar o Amano, uma vez que os dois possuem uma conexão muito mais antiga e maior. Mas nunca se sabe qual será o rumo, não é mesmo? Podemos até imaginar, mas Gamers não chega a ser um anime tão clichê (exatamente, tão, pois não foge tanto de certos clichês).

Eu não sabia se a irmã da Hoshinomori seria importante, mas ao que pode-se perceber, a própria Hoshinomori a tornou importante. Acredito que daqui pra frente ela pode ajudar muito na relação entre o Amano e a Hoshinomori, afinal, ela foi jogada entre os dois sem mais nem menos. E diferente do que eu imaginei, a reação do Amano não foi tão esperada. Ele não teve um ataque de felicidade, ou não pulou em cima da Konoha de tanta felicidade ou coisa para falar.

E para fechar esse post eu gostaria de dizer que não tenho ideia de quem apoiar. Mas e vocês? Estão torcendo pela Hoshinomori ou pela Tendou?

É isso pessoal! Espero vocês na próxima. Bye! :3

Comentários