Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Opa! Tudo bom com vocês? Hoje infelizmente venho com o meu último artigo sobre Aho-Girl… nem acredito que esse foi o último episódio, passou tão rápido! Mas chega de enrolação e vamos ao que interessa. Bora lá?

Aho- Girl desde o início foi um anime que me fez rir bastante. Afinal, esse é objetivo. E sendo bem sincera os episódios anteriores não me fizeram rir como nos primeiros, talvez por ter me acostumado, talvez por possuir o mesmo esquema em cada episódio. Mas esse último me fez rir como se fosse o primeiro episódio novamente.

Não vou mentir, apesar de saber e confiar que não iria acontecer, no fundo no fundo eu tinha a esperança de que ou ela tomasse mais juízo ou o Akkun despertasse certo sentimento. Porém parando para pensar, não sei se isso faria muito sentido, até porque essas duas coisas são a base da comédia do anime.

Eu já vinha falando que estava com saudades do Akkun, e finalmente ele voltou a aparecer. Esse último episódio na verdade foi muito bom pra mim por mostrar como eles se conheceram. Eu gosto muito quando os animes mostram um pouco de como era antes, porque assim podemos automaticamente comparar com o presente. Inclusive se você for comparar, uma coisa mudou e outra não: a primeira é que antes a mais forte era a Yoshiko, porém com o passar do tempo se tornou o Akkun, e a segunda é que mesmo no início o Akkun já não suportava a presença da Yoshiko (ou ao menos é o que parece).

Eu fiquei um tanto surpresa que a Yoshiko conseguiu beijar o Akkun. De primeira eu achei que quando ela estivesse pertinho, ele iria dar um soco nela. Porém não acho que seria possível já que eles ainda não se conheciam direito e ele não estava acostumado com a idiotice dela, mas amei muito essa cena do episódio.

Uma coisa que eu achei interessante é que, mesmo quando pequena, a Yoshiko já mostrava possuir uma maturidade em relação a assuntos mais eróticos e amorosos. O que é bem curioso já que ela é uma completa idiota (não tão completa assim agora lol). E uma coisa que eu não entendi foi o porquê de não aparecer o rosto da mãe do Akkun. Mas superamos coisas como essas, não é mesmo?

Para encerrar, eu me diverti muito com Aho-Girl, amei o non-sense dele em todo o tempo, e mesmo sendo um anime assim até que deu para tirar informações úteis para minha vida. Mentira, na verdade foi um anime non-sense que no final serviu e muito para me fazer rir. Valeu a pena assistir e comentar sobre cada episódio. Obrigada por ler meus artigos e espero que você tenha gostado de Aho-Girl tanto quanto eu! E é isso pessoal, até a próxima! Bye :3

Comentários