Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bom dia!

O Café com Anime é um bate-papo descontraído sobre animes da temporada entre mim e meus colegas Vinícius, do FinisgeekisGato de Ulthar, do Dissidência Pop, e Diego, do É Só Um Desenho.

Continue lendo para ver como foi a conversa da semana sobre o Animegataris, episódio 8!


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Fábio "Mexicano":
Conseguiram terminar o anime! Bom, não é como se fosse realmente possível não terminarem. Mas nossa, é horrendo, hein? Sem pé nem cabeça! O pior que eu esperaria de um bando de adolescentes cada um tentando fazer a coisa do seu jeito e colocar o seu gosto, a sua marca. Ponto positivo? Hehe. E confirmado que o “grande vilão” é o diretor. A presidente do Conselho Estudantil não parece muito animada em obedecer ele, ao mesmo tempo em que parecia animada demais em acabar com o Clube de Anime. Complexo demais para uma personagem tão pouco importante, parte do pior subplot do anime.
Confirmado também: o pai da Minoa é otaku 😃
Vinícius Marino:
O anime do clube é ruim, mal-feito, sem pé nem cabeça. Mas foi, de longe, a melhor parte da série. Foi uma perfeita celebração dessa gangue de cabeças-duras e suas estrepolias até aqui: a Arisu viciada em grana, a Erika fashionista, o Kaikai e o Nakano “levados” inadvertidamente a um romance gay pelas mãos da Koenji.
Bônus para o ending metanarrativo, e todo seu clímax dramático. Juro, eu tentei achar defeito no episódio. Odiar o novo vilão. O neko-senpai mal-aproveitado. O mistério da boina que foi esquecido. Mas, no final, não consegui parar de sorrir.
Não só o pai da Mimoa. Também eu, aparentemente, sou o otaku bobão 😂
Diego:
O anime deles foi cringe as fuck. Perfeitamente válido dentro do contexto da série, mas não compro o povo na multidão ficando todo animado e emotivo por ele não 😛 Mas o final meta de fato foi bem divertido.
E bom, agora temos que o grande vilão é o diretor. Explica porque o conselho estudantil possui o poder que possui. NÃO explica porque eles tinham sido instruídos a parar de intervir antes. As três possibilidades são: há mais de uma pessoa dando as ordens, o diretor da escola é bipolar, ou o diretor do anime é bipolar 😃
Fábio "Mexicano":
Elas não foram instruídas a parar, a presidente decidiu parar sozinha.
Vinícius Marino:
Eu compro completamente a multidão pirando no anime. Se fosse a galera da SUA escola assistindo um anime de $#@&*$ feito por você, estrelado por sátiras de você e seus colegas, o que acha que aconteceria?
Eu já arranquei gargalhadas de um auditório interpretando o Shrek numa peça da aula de inglês. Imagina o que não fariam se eu atuasse num anime de mim mesmo! De preferência com uma personagem tão cringe quanto o Kaikai?
Fábio "Mexicano":
Eles estavam justamente rindo de quão ridícula a coisa estava, e como foi feito pelos colegas de escola, em condições que eles conhecem muito bem, acharam o máximo que tenham conseguido fazer algo. E tem o efeito manada também, pelo que o Clube de Anime pode agradecer o Conselho Estudantil.
Vinícius Marino:
Quando eu estava na sexta série um grupo da minha turma fez uma peça sobre Pokémon. Colocaram uma menina gordinha para fazer o Pikachu, pintada de amarelo e tudo o mais. Quando ela entrou no palco e gritou “Pikachu” o povo começou a gargalhar tão insandecidamente que o grupo desencanou de continuar a performance. A peça acabou ali mesmo. 😃
Gato de Ulthar:
Sub-trama do Conselho Estudantil = Lixo, parte da confecção do anime e anime em si = bom. Assim resume-se este episódio. O diretor parece um vilão genérico de anime shounen, tipo um político ou cientista do mal!
Fábio "Mexicano":
Ele até tem cara de vilão pastelão genérico.
Pergunta aleatória: quem é o membro do clube favorito de vocês, e por quê?
Vinícius Marino:
A Erika, porque ela é linda 😍
Brincadeira. Também gosto dela porque é madura e pés-no-chão nos momentos em que importa. E, particularmente, amei o recurso gráfico que utilizaram para identificá-la quando está de cosplay: a maquiagem de seus olhos nunca muda.
É uma solução bem criativa, uma vez que em animes distinguir quem está “a caráter” de quem está “a paisana” é difícil, para não dizer impossível.
Gato de Ulthar:
Também acho a Erika a melhor personagem. Não sei se porque é a única que parece minimamente sã naquele grupo de loucos…
Diego:
Vou ser diferente e dizer que prefiro a Minoa. Gosto do entusiasmo da nossa pequena esfregão-chan 😃 Talvez eu gostasse mais da Erika se ela tivesse mais foco, mas por algum motivo acho ela meio pouco destacada. Se bem que parando pra pensar todo mundo meio que teve o seu episódio de foco e depois o grupo tomou primazia sobre cada personagem individualmente. Sei lá, nem sei mais onde eu queria chegar agora… Em todo caso, Minoa melhor membro 👍
Fábio "Mexicano":
Em comparação à semana passada, que falamos bastante, dessa vez não falamos muito. Falta de polêmica diminui a vontade de falar, hehe?
Claro que estou brincando, há outros fatores, como esse ter sido mesmo um episódio com menos do que falar (foi só a apresentação do anime deles, afinal)
E suponho que eu estar terrivelmente ocupado essa semana tenha afetado também. Quero dizer, nem pude dar atenção ao bate-papo nos últimos dias! Posso contar um pouco de making of para os leitores, hehe? Leitor, com “nos últimos dias” eu quis dizer precisamente o que parece: ao invés de falarmos tudo de uma vez, com todos online, nossas conversas que levam a esses artigos se estendem por dias, frequentemente com poucos ou apenas um de nós online. Pronto, aí está algo que agora você sabe ☺️
Fábio "Mexicano":
Mas ok, vamos encerrar à moda: À revelia do Vinícius e do Gato, e com apoio meu e do Diego, o anime de nosso clube escolar de fantasia foi produzido. O nosso anime! Ficou uma droga, como não poderia deixar de ser, a animação faz Berserk 3D parecer uma obra prima e se enredos fossem comida, esse seria um sanduíche de laranja com catchup (disclaimer: eu já comi isso) acompanhado por uma “batida” de vodka com shoyu (disclaimer: eu já bebi isso). Agora é hora de exibir, e vamos ser bastante meta: que tipo de pessoa vocês absolutamente não gostariam que assistisse? Vale qualquer motivo, porque tem vergonha, porque a pessoa seria irritantemente crítica, etc. Pontos bônus para quem relacionar isso com tipos de fãs de anime que todo mundo conhece e que não podem faltar em nenhum grupo online.
Diego:
Pior que de minha parte não tem ninguém que eu não fosse querer que visse. Ia sentir um pouco de vergonha não importa pra quem fosse mostrado, mas faz parte 😛
Vinícius Marino:
Aqueles youtubers metidos a besta que fazem vídeos dizendo que “O anime da moda é uma bosta” só para farmar cliques com ultraje. Vocês conhecem o tipo: aquelas pessoas desprovidas de sensibilidade que não gostam de arte, só de inflar o próprio ego inventando insultos para a obra alheia.
Diego:
Tá aí uma indireta que eu acho que acerta uns 20, mas beleza 😃
Vinícius Marino:
Brincadeira, eu adoraria que uma pessoa dessas assistisse ao nosso anime. Rebaixar um “crítico” desses à minha produção escolar seria a prova cabal de que ele é um inútil. Finalmente, estará analisando obras à altura de sua perspicácia
Gato de Ulthar:
Bom, não ligo para quem visse o anime, eu ficaria feliz se o maior número de pessoas pudesse assisti-lo.
Fábio "Mexicano":
Era esse tipo de indireta que eu esperava ler com essa pergunta 😃
Sem nada a acrescentar, é (quase) exatamente o que eu diria, então ficamos por aqui, até o próximo!

Comentários