Aê! Olá, pessoas! Eu não sei dizer se este anime FINALMENTE terminou ou se ele se encerrou de maneira digna, porque eu gostei de muitas coisas que foram mostradas neste episódio. Poderia dizer que foram mostradas muitas coisas palpáveis aos fãs de animes, e principalmente cenas que conhecemos bastante. Também poderia dizer que a parte em que mais me diverti foi a que apareceu o EYECATCH, que são as pequenas imagens (podem ser tanto em movimento, quanto paradas, como neste anime) que aparecem para mostrar que chegou na metade do episódio.

Também há muitas coisas que eu gostaria de comentar sobre o final de Animegataris, então escreverei até me contentar e encontrar várias outras coisas boas que infelizmente não encontrei em tantos outros episódios.

Agora eu posso dizer que os produtores de Animegataris tomaram um chá de cogumelo, certo? A pequena narrativa pela qual o anime começa mostra alguns detalhes diante da ótica de um outro anime, ou seja, mostra diversas referências. Sabemos que fazer uma obra como esta dá trabalho, principalmente porque deve-se ver outros animes para poder desenvolver algo que tenha pelo menos o mínimo de nexo (ou não, o que particularmente me agrada também).

Talvez as mudanças drásticas que ocorreram em Animegataris tenham me intimidado um pouco, porque até uma certa parte a boina é esquecida e é focado na parte escolar, comercial e também nas rixas entre o pessoal do Clube de Anime e o Conselho Estudantil, que pela milésima vez em animes é mostrado como uma força suprema que tem poder sobre todos os alunos. E depois de uma certa parte (depois do festival escolar e da Minoa confrontando o diretor), de repente a boina aparece, principalmente porque a porta é aberta, e tudo começa a mudar loucamente.

Acredito que essas mudanças seriam mais plausíveis se este anime mostrasse logo para o que veio, mas podemos dizer que as ondas de referências nunca acabaram, e isso é um ponto positivo, principalmente por causa do EYECATCH vindo do nada ou da parte da Minoa sentindo que tudo estava acabado e apareceram várias partes de recapitulação. Eu poderia até chamar daquele nome que todos conhecemos, o FLASHBACK. Mas quem não vê um filme passando na cabeça quando pensa que está prestes a morrer ou acontecer algo que atire a primeira pedra. lol

Seriam as Guerreiras Mágicas de Rayearth?!

E podemos dizer também que Minoa é a única que está nadando contra a corrente e que foi rejeitada por todo mundo do mundo dos animes por causa disso. Podemos dizer que isso é uma forma de bullying? Bem, eu não sei, mas se fosse o caso, chamar o Nakano de Aurora também seria algo desse tipo, já que é algo que desde sua fase de produção foi decidido que seu nome seria esse, assim como Minoa seria Mikene (realmente eu fiquei meio bolada com este nome também, mas é a vida).

Como ser ignorada por referências atuais

A parte pela qual Minoa foi esquecida pela família foi algo espetacular. É como se ela estivesse lutando contra a própria mente, e seus cogumelos apareceram, mostrando que o mundo que estava vivendo atualmente era uma espécie de mentira e que deveria se unir aos outros, mesmo que fosse um mundo triste e comandada por alguém não tão apaixonado por animes quanto ela pensava. Posso dizer isso por causa da boina, que faz as coisas acontecerem, sejam elas boas ou más.

Podemos ver que quando Nakano/Aurora pegou a boina para si, o mundo onde impurezas não existiam foi tomando forma e fazendo com que tudo o que era ruim fosse “apagado” (entre aspas porque a própria Minoa não foi para outro mundo ou algo assim), e quando a Minoa/Mikene a pegou, o mundo voltou ao normal, e o idol que conhecíamos em seu papel totalmente frívolo não existiu, e assim não pôde voltar a fazer parte do Clube de Anime (pelo menos não materialmente. Ele será redesenhado e outra história será criada para ele).

Aquela fase onde todos tentam ser criativos

Podemos dizer que havia vários esboços do Nakano, desde quando não existia TV a cores. Posso citar Gegege no Kitarou, que foi um bom exemplo. Seu mangá foi criado no início dos anos 60, e o anime também, sendo que o traço era diferente do que é atualmente, já que Kitarou está mais robusto e menos assustador. Também há outros animes da época onde tudo era preto e branco, como Astro Boy. Os traços foram mudando para o que todos são hoje, e essa transição é espetacular.

Acredito que eu não tenha mais nada a escrever. A única coisa que posso dizer é que Neko-senpai ajudou a causar isso tudo aí e tenho um esporro para dar: “VOCÊ FEZ O ANIME FICAR BOM SÓ NO FESTIVAL ESCOLAR E NO ÚLTIMO EPISÓDIO”. Agradeço aos produtores do anime porque fazia muito tempo que não sentia uns tremiliques de “VIXE, ISTO É RUIM DEMAIS”!

Enfim, é um anime divertido, mas não é como se sua vida de otaku dependesse dele…

  1. Peoples!!! Que foi isso!!! Vai ser aquele anime que vc precisa “estudar” quadro-a-quadro para pegar a piada!!! Mas de qualquer forma é sempre bom ver o meio fazendo piada do proprio meio…

Discussão