Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bom dia!

Quem esperaria uma segunda temporada de Dagashi Kashi? Uma comédia que nem foi tão engraçada assim, com personagens que são mais do que apenas clichês e têm história, mas meio que não vai pra lugar nenhum (mesmo para um slice of life)?

Para piorar, o tema é alienígena para quem não mora no Japão: doces, salgados e outras porcarias industrializadas japonesas.

Sinal de que nem seus produtores acreditavam em uma segunda temporada, ela veio, mas mudou tudo: estúdio, character design, a duração do episódio. Vale a pena assistir nessas circunstâncias?


Anime21 Diário

Informe o seu e-mail para receber gratuitamente as atualizações do blog!


Resposta curta: se você já assistiu a primeira temporada, tendo gostado ou não (mas principalmente se gostou), com certeza! Se não assistiu, bom, aí é mais complicado. Se bem que maratonar é mais fácil do que acompanhar semanal, e quando estiver entediado com as explicações malucas sobre como os doces são feitos você pode pular pra frente sem dó, raramente estará perdendo algo importante mesmo. E dá para assistir se for “aventureiro”, sem ter visto a primeira temporada também. Não vai entender os personagens a princípio, mas eles não são lá tão complexos, logo vai entender tudo. Agora a resposta longa – as primeiras impressões sobre o episódio em si, para você decidir por conta própria.

O anime continua tendo o formato de esquetes, mas agora elas são mais óbvias. A primeira é reminiscente de cena da temporada anterior, com a Saya e o Kokonotsu andando e a garota tentando reunir coragem para dizer algo para ele. Se você não assistiu a primeira temporada: ela gosta dele; e ele não percebe; isso é só comédia, não comédia romântica, então não fique com medo disso tornar o anime arrastado. Quando ela se vira para dizer … surpresa! Assista, não vou estragar a piada. Mas eu ri. Se uma comédia te faz rir desde o começo, é sinal de que está no caminho certo.

“Tenho uma coisa pra te dizer…”

As duas outras esquetes foram dominadas pela Hotaru e sua obsessão por doces e porcarias – nota para quem não assistiu a primeira temporada: a família dela é dona de uma indústria de porcarias alimentícias, mas isso é só pretexto para ela estar ali, saber essas coisas todas e ser tão “entusiasmada” pelo assunto. Sim, teve história de origem de uma tranqueira lá qualquer, teve explicação sobre “como consumir”, mas como o episódio é curto foi tudo bem rápido e não ficou entediante, o que foi um dos principais problemas da primeira temporada. Soou mais como uma mania louca de uma garota louca – e é isso mesmo. E assim consegue arrancar alguns sorrisos e até algumas risadas.

A animação está bastante movimentada e não está focando nos dotes físicos das personagens femininas, o que se não chegou a atrapalhar na primeira temporada, também não ajudou em nada. Essa é a fórmula que Dagashi Kashi deveria ter tido desde sempre, mas antes tarde do que nunca.

Essa Hotaru está muito melhor que a Hotaru da primeira temporada

  1. Eu não desgostei da primeira temporada de Dagashi Kashi, mas ela tinha uma coisa que me incomodava, a duração dos episódios (a história não tinha nada de especial, arrastar uma história assim, por 24 minutos, não dá para suportar). Mas em compensação tinha uma animação bonita e caprichada em alguns personagens (vulgo, Hotaru) pelo estúdio Feel, coisa que esta segunda temporada não tem (no preciso momento, em que a Hotaru não tem um olhar de junkie por doces e uns peitos que não balançam por tudo e por nada, a animação está toda em fase de rebaixamento de qualidade).
    Mas nem tudo está mau, nesta segunda temporada de Dagashi Kashi, gosto do facto da duração ser apena 12 minutos, gosto de ver que os personagens continuam iguais e com mesma personalidade (a Saya é best girl do anime) e gosto da nova Hotaru, não tão exagerada como na primeira temporada, onde as aparições dela na loja de doces do Kokonotsu beirava o ridículo.
    Excelente artigo de primeiras impressões da segunda temporada de Dagashi Kashi Fábio.

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      A animação diminuiu de qualidade (mas continua boa) e a comédia melhorou (em grande parte por ser mais focado, porque tem menos tempo). Essa é uma boa comparação sucinta entre as duas temporadas.

      O character design da primeira temporada era muito melhor mesmo, mas de que adianta ser bonitinho porém ordinário, não é?

      Obrigado pela visita e pelo comentário =)

Comentários