Depois do nosso artigo de Primeiras impressões, agora chegou a vez de uma análise mais positiva de Pop Team Epic com um novo redator: eu. Confesso que o segundo episódio não foi tão bom quanto o primeiro, provavelmente por não ter o mesmo número de referências, que são as melhores coisas desse anime. Mesmo assim, o formato e o estilo zuado ainda fazem essa experiência valer a pena.

Dessa vez, tivemos a chance de acompanhar mais piadas sobre a indústria de animes do que os animes em si. Isso foi mostrado, por exemplo, na esquete dos dubladores e nas animações que brincaram com a questão do orçamento. Se você assistiu Girlish Number, reconheceu o timecode e os rascunhos usados para que os dubladores acompanhem as cenas.

Aqueles animes que começam com uma animação excelente, mas vai piorando aos poucos

Gostaria de aproveitar esse espaço para parabenizar a fansub que pensou nessa solução incrível. Os personagens, provavelmente, estava imitando alguma personalidade japonesa, mas como não entenderíamos a piada, nada melhor que uma adaptação. Acredito que uma (im)possível dublagem futura de Pop Team Epic para pt-br, também usaria esse recurso.

Esse personagem me lembrou o Frosch, de Fairy Tail. Ele também fala o tempo todo “Fro também acha”.

Tá aí outra coisa legal desse episódio. A gente viu antes as bonecas sendo costuradas e depois assistimos um clipe estilo Love Live, só que com uma letra bem tosca. É por momentos como esse que me fazem assistir esse anime! Existe metalinguagem melhor que essa? Detalhe para a animação em stop-motion (pelo menos acredito ser a técnica utilizada aqui). Além disso, se vocês repararem na cena em que a personagem Popuko (a baixinha) alimenta os pássaros, a animação é em CGI.

Um dos quadros mais engraçados é o Bob Epic Team, que tem esses traços tosquíssimos. O que mais me incomoda é a animação acelerada, que faz parecer que as personagens estão tremendo ou algo parecido. Mas vale lembrar que a intenção é justamente essa. Mesmo que em alguns momentos o anime apresente esse tipo de animação que parece ter sido feita por uma criança de 5 anos, ele também conta com outros momentos melhores desenhados e com detalhes de luz e sombra, como esses abaixo.

O episódio também teve esse momento de interação com o público (pelo menos o japonês). A proposta seria tirar uma foto dessa cena para descobrir qual seria seu futuro. Entre os quadros que aparecem estão algumas referências e zueiras com a temporada de animes.

E para quem pensou que a piada com o anime cheio de clichês estava só no primeiro episódio, ele está de volta! Eu achei que seria um gênero diferente a cada semana, mas eles realmente vão continuar apresentando as prévias de Hoshiiro Girldrop.

Discussão