Estamos recrutando redatores, clique aqui e se candidate, vagas limitadas!

Bom dia!

Para quem está chegando agora, o Café com Anime é um bate-papo sobre alguns animes da temporada entre mim, pelo Anime21Vinícius Marino (Finisgeekis), Diego (É Só Um Desenho) e Gato de Ulthar (Dissidência Pop). Cada blog irá hospedar as transcrições das conversas de um anime: ao Anime21 caberá publicar os artigos sobre Violet Evergarden; ao FinisgeekisCardcaptor Sakura Clear Card; ao É Só Um DesenhoKokkoku; e ao Dissidência PopMahou Tsukai no Yome e Junji Ito: Collection.

Sem mais atraso, leia a seguir a conversa que tivemos sobre o episódio 5 de Violet Evergarden.

Ler o artigo →

Acredito que eu tenha demorado tempo demais para escrever sobre isso, mas com certeza foi para o bem de vocês. Os episódios seguintes deixaram ainda mais claro o que esta cena representou no terceiro episódio, e ela durou apenas alguns segundos. Tudo o que fiz foi ter um pingo de curiosidade sobre uma determinada estátua (como eu adoro estátuas, fiz questão de retratá-la agora) e pesquisar o seu significado.

Talvez muita gente nem a tenha notado, já que passou em um piscar de olhos, mas esta estátua significa muita coisa. A princípio, a estátua de um burro, um cachorro, um gato e um galo, um em cima do outro, representa algo sem sentido. Porém, os 4 fazem parte de um conto dos irmãos Grimm chamado “Os Músicos de Bremen”. Bremen é uma cidade-estado do norte da Alemanha, para a qual os animais almejavam ir por conta dos maus tratos que sofriam de seu dono. Por conta de seu desejo de tentar a sorte sendo músicos, eles decidiram fugir.

No meio do caminho, sentiram fome e, ao longe, avistaram uma cabana que se encontrava com as luzes acesas. Para conseguir comida, resolveram subir um em cima do outro e soltaram a voz, só que eles não tinham noção de que assustariam os homens que se encontravam lá dentro, que inclusive eram ladrões que roubaram alguns suprimentos do dono deles. Após comerem bastante e dormirem um pouco, quem estava dentro da cabana se deu mal, porque os animais os afugentaram e ainda conseguiram certa atenção da polícia, que os prendeu. A partir daí, os 4 foram considerados heróis e essa estátua foi construída na Alemanha em sua homenagem. Para saber mais, clique aqui.

E é claro que tivemos uma versão aqui no Brasil, onde a obra foi traduzida como “Os Saltimbancos”.

Mas o que isso tudo tem a ver com o anime? A minha curiosidade foi além e, por um acaso, encontrei os dizeres de alguém do My Anime List que fez muito sentido. Ele conseguiu comparar a parte que os 4 animais desistem de ir para Bremen por terem se tornado heróis com o fato de Tachibana ter desistido do clube de corrida. Essa cena apareceu depois dela ter visto as garotas treinarem e alguns flashes do passado, mostrando a protagonista correndo, terem surgido em sua mente.

O fato dela não poder correr também ajudou a entender melhor a cena, pois foi justamente depois dessa passagem que mostrou o fato de não poder correr com todas as forças, na chuva, para dizer ao seu gerente que o ama. A desistência de sua vida de corredora e a desistência dos animais de irem a Bremen se tornaram iguais depois de um singelo significado como este.

Olá, tudo bem?

Wooooooooooooooow, que episódio sensacional! Não tenho nem palavras apropriadas para descrever como esse episódio foi bom. O episódio dezessete de Garo: Honoo no Kokuin foi muito bom também, mas esse de Garo: Vanishing Line para mim, foi melhor ainda!

O episódio passado já terminou com um bom gancho, e neste, já no início há sequências lindas de luta com uma animação muito boa e, claro, uma trilha sonora SENSACIONAL! Talvez as maiores qualidades desta temporada de Garo sejam a trilha sonora e o character design, que são muito bem feitos. Honoo no Kokuin só não tem minha nota 10 por um motivo: não gostei do character design! E Vanishing Line superou isso.

Ler o artigo →