Meus amigos, mas que episódio foi esse, hein? Vários detalhes foram inseridos para confundir ainda mais nossas cabeças e dar corpo à trama, deflagrando mistérios e apontando caminhos pelos quais a história deverá seguir. O Reading Steiner foi novamente usado? Uma IA pode amar? Vozes na cabeça de uma criança são um sinal de esquizofrenia ou existe outra explicação? Que se abra o Steins Gate!

Eu já teria enlouquecido depois de passar por todas as coisas que ele passou…

Antes de mais nada, o que foi o começo desse episódio? Tudo bem que aquilo era o Okabe fugindo para se salvar em meio à guerra que vai acontecer no futuro, isso é óbvio, mas foi seu eu do passado que sonhou com isso mesmo ou ele caminhou entre as linhas do tempo de novo? O corte para a abertura, que após retoma o cliffhanger do episódio anterior, dá a entender que ele deu dois saltos entre as linhas do tempo. Mas como isso aconteceu e ele perdeu memória recente já que não se lembrava de ter retornado a ligação para o Amadeus? Vamos tentar uma operação Explanation?

Essa frase nunca perde a graça, ainda mais se for falada pela fofa da Mayuri 😂…

O aparecimento do pai da Kurisu – que virou refugiado russo – na TV e essa quase certa mudança nas linhas do tempo foi por acaso? Olha, difícil, pois em animes assim é comum que qualquer informação passada no noticiário, num site ou no rádio, esteja ao menos indiretamente ligada à trama principal, e se pensarmos que mesmo com a morte da Kurisu a guerra não foi evitada, isso nos leva a conclusão de que sim, pesquisas envolvendo a máquina do tempo ainda foram feitas nessa linha do tempo beta e o que aconteceu com o Okabe deve ser um reflexo disso. Agora, por que tudo pareceu um sonho dentro de um sonho? Será que ele trocou esses flashes do futuro pela memória recente? O Reading Steiner funcionou desse modo porque as condições de ocorrência do salto temporal foram outras?

“Se eu piscar para o sistema operacional do seu computador você fica sem.” (Amadeus, 2010)

Responder isso de forma adequada é um dever do anime, pois é dependendo da reposta que quem acompanha a obra vai achar que foram válidos ou não todos os seus esforços para contar uma boa história, e apresentar a garota perdida não chegou exatamente a ser algo ainda a ser encaixado visto que a própria Suzuha – em uma das muitas linhas temporais nas quais o Okabe esteve no primeiro anime – já passou por algo semelhante na história – ficar no passado –, mas, a cena em que a Kagari pega numa arma e a aponta para a Suzuha por ter ouvido uma voz, foi estranha demais para o anime.

A garota tem algum transtorno psicológico – provavelmente associado a algum forte trauma por ter perdido os pais biológicos na guerra – ou existe explicação científica para esse desequilíbrio? E não só o caso de uma explicação, mas quem ganharia o quê com isso? A SERN? Talvez, mas quero saber é como vão explicar essa cena – a qual deve ter sido o motivo para a garota ter se separado da Suzuha – e como 12 anos depois é ela quem está sentada na casa do Ruka tramando alguma coisa. É ela, claro!

A cor do cabelo é a mesma e o corpo cresceu bastante, tem que ser ela, né!

Se a Mayuri representa o lado mais humano dessa trama, seria a filha adotiva dela um reflexo disso ao permitir que profundas cicatrizes psicológicas a afetassem a ponto de ir contra aqueles que almejam mudar o futuro? Seria interessante ver as coisas dessa forma mas, de todo modo, isso é algo que precisa ser melhor explicado, assim como foi explicada a verdadeira intenção por trás do contato do Okabe com o Amadeus e, meu deus, como isso é perigoso! Mesmo que a Maho diga para o Okabe não se envolver emocionalmente, porque aquilo não é uma pessoa, é muito mais fácil falar do que fazer, e ter o objetivo final de observar se é possível uma IA ter sentimentos de amor claros e bem definidos é perigoso para ambas as partes – tanto para a IA quanto para a pessoa a ser amada.

Adorei essa nova personagem e torço para que ela não sofra como os protagonistas. Ela vai desenvolver sentimentos cada vez mais profundos por ele e aí, eles vão poder ficar juntos? Ele já se apaixonou uma vez por ela, será que não vai se apaixonar de novo? Na verdade, ele continua apaixonado pela Kurisu e, sendo assim, essa situação não é bastante cruel com os dois? Mesmo que a estrutura do cérebro da IA seja a mesma do da Kurisu tendo como base as memórias dela e passando pelos mesmos processos que ele passaria isso quer dizer que em algum momento o Amadeus vai ser considerado humano? Eu duvido muito disso, pois mesmo que seja comprovada a consciência e que ela seja reconhecida, o fato de se tratar das memórias de uma pessoa morta já a põe sobre um estigma. Como se a ciência estivesse indiretamente tentando reviver os mortos através das memórias deles.

Essa ideia é bastante perigosa e tem tudo para não acabar nada bem, mas sendo o Okabe um ex-mad scientist não me espanta ele continuar envolvido mesmo sabendo disso. Além de quê, ele não deve mais querer se afastar do Amadeus a essa altura e, convenhamos, quem está vendo o anime e não jogou a visual novel – a qual vai ser lançada dia 08 desse mês na Steam – deve estar louco para ver como vão inserir o Amadeus em todo esse cenário de máquina do tempo e Terceira Guerra Mundial.

Não julgo o Okabe por estar se derretendo de novo por esse sorriso, não julgo mesmo…

Ademais, não acho que ainda tenha algo de tão interessante a comentar, mas sempre vale elogiar os bons e leves momentos de descontração entre as garotas e, ao menos, um cara – pois o Ruka sempre está junto de uma ou várias delas, podem perceber; e como os personagens são bem utilizados de forma constante. O Ruka recebeu a visita que deve ser a garota perdida, a Faris deu informação – a qual, aliás, deve ter ligação com a estranha cena que o Okabe presenciou enquanto falava com ela –, a Mayuri foi fofa e deixou os personagens e o público felizes, o Daru apoiou a Suzu e foi ela quem trouxe consigo toda um senso de urgência para chegar até o Steins Gate e mudar esse trágico futuro.

Que imagem fofa a dessas duas lindas garotas sorrindo e acenando, né… Não, pera!

A Moeka aparecer agora após ser contatada pelo Daru pode ser um sinal de que houve mudança no que ainda se pressupõe ser a linha beta do tempo? Pode, como ela também pode estar trabalhando para a SERN – o que parece ser o medo do Okabe. Mas ela também pode estar com as mãos limpas e nada, ou pouco, ter a ver com qualquer conspiração. Acho uma pena o Okabe só ter se lembrado dos momentos ruins que passou com ela, mas creio que com o tempo ela deve se integrar ao grupo dos Labomen de novo. Tudo conspira a favor de juntar esses personagens – incluamos a Kagari e o Amadeus aqui – para que eles mudem o futuro de algum lugar – de um segundo andar? – em Akiba.

Kiryu Moeka, a kuudere da turma, está de volta para quem gosta e para quem não gosta dela !

    • Confesso que não peguei essa referência a Monty Python, pois, infelizmente, não tive muito contato com a série (mas gostaria). Esse episódio veio para deixar o público meio confuso mesmo e jogar perguntas no ar, que, como foi com o primeiro anime, espero que sejam devidamente respondidas no tempo certo. Sobre a Maho, ela é meio mulambenta sim, mas é fofa e acaba por fazer um par interessante com o Okabe já que os dois têm certas semelhanças e diferenças, e compartilham do carinho a Makise e o interesse pelo Amadeus, assim como a ciência em geral. Inclusive, na ausência da real Makise ela pode acabar dando uma boa ajuda com todo o lance da máquina do tempo, mas aí é esperar para ver.

Discussão