Alguns episódios de Darling me fizeram pensar bastante no que eu ia escrever. Os mais difíceis foram o 15 e esse para ser sincero. Muita, mas muita coisa aconteceu e apesar de indiretamente, tivemos várias respostas sobre questões que até então eram respondidas com teorias e mais teorias. Será que enfim poderemos fazer uma teoria mais concreta e talvez, “final”?

A chegada dos nine’s sempre foi indício de respostas por assim dizer (sendo elas benéficas ou não). Suas aparições davam força para teorias que talvez não fizessem tanto sentido antes e dessa vez não foi diferente. Tínhamos pistas sobre como era a sociedade em que essas crianças se encontram e podemos dizer agora que ela é pior do que o imaginado (ou talvez não). Foi tirada a liberdade de sentir emoções, de manifestá-las e por fim, de deixar sua marca no mundo, como Kokoro disse. E com um futuro obscuro onde caso você sobreviva será manipulado para seguir um padrão, podemos dizer que uma revolução/fuga se aproxima? Essas crianças já estão quebrando tabus e cada vez mais tendo ciência do quão estranha é a situação. A Kokoro disse: “Não temos o direito de pensar sobre o futuro?”. Ao que parece a resposta é não.

E falando nela, podemos facilmente dizer que Kokoro foi a personagem mais importante nesse episódio. Sua curiosidade sobre a criação de uma nova vida é algo “antigo” mas que cada vez mais a fazia questionar certos ensinamentos que todos ali receberam. E por sua causa todos começaram a ter tal questionamento que inclusive pode facilmente levar a outros (isso tudo sem contar com a conversa deles com o líder dos nine’s). Além dela temos Mitsuru e Hiro; Se por um lado Hiro entendeu sobre seus sentimentos e cada vez mais fortalece esse laço com sua amada, Mitsuru estava tentando entender não só Kokoro, mas seu coração também. Ao entender, pôde consumar seus sentimentos e desejos mesmo que teoricamente esteja fazendo algo “errado”. O que me chamou bastante nisso tudo foi a 02 dizer que não poderia ter filhos. Será que ela realmente não pode? Mesmo com o Hiro sendo da espécie dela (com direito a chifre)? E por que ou como ela saberia disso sendo que esse tipo de informação é censurada pelo “pai” (apesar dela saber do beijo e de outras coisas)?

E por fim, talvez o momento mais importante do episódio, que seria a negociação com a princesa urrossauro. A existência dos urrossauros já não é algo tão misterioso assim, afinal, podemos dizer que eles são os verdadeiros seres humanos? Ou não? Infelizmente não sabemos o que realmente aconteceu, mas uma nave (?) no espaço que controla toda a sociedade e impostores de humanos pode dizer muito sobre isso tudo (além dos humanos dentro dos núcleos de urrossauros). Seriam eles (o “pai” e sua trupe) alienígenas que começaram uma guerra contra a humanidade e com isso conseguiram manipular grande parte dela? Sinceramente eu estou começando a ficar na torcida para que haja uma rebelião onde todos da unidade 13 fiquem do lado dos urrossauros e com isso, aconteçam lutas de FranXX contra FranXX (uma segunda temporada onde acontece isso seria bem-vinda também).

O futuro parece obscuro mas raios de esperança surgem cada vez mais. Hiro enfim está se tornando o “oni azul” (da história do oni azul e oni vermelho, pesquise para saber XD) e os sentimentos estão se aflorando cada vez mais. As consequências dos atos parecem que estão chegando mas as dúvidas sobre suas existências são muito maiores e mais fortes. Ou seja, venha logo episódio 18 e me mostre o que você tem para me apresentar!

  1. Me surpreendeu a reação da Ikuno. Para mim, por dizerem que ela pode ser lésbica e estar mostrando sinais de misandria, comentados aqui anteriormente, foi surpresa aquela explosão. Estava torcendo por um segundo tapa rsrs.
    Imagino que, agora, ela começa a aceitar melhor os garotos e simpatizar com eles.

    Torço para que o relacionamento dela com o Futoshi dê certo tbm, a menos para uma boa amizade. Eu tenho empatia pela “perda” do gordinho, mas ele já chegou no modo Frozen (Let it Go – Deixe ir).
    Quanto mais cedo ele parar de se fazer de chorão, e entender o verdadeiro significado de amar alguém, assim como o Goro fez, vai ser melhor.

    • Fábio "Mexicano" Godoy

      Não acredito que seja o caso. O sentimento da Ikuno pela Ichigo não deve ter mudado nada, e nem faria sentido mudar. Menos sentido ainda faz se forçar a mudar dessa forma por um motivo utilitário – ter filhos. Que sequer é algo que ela é permitida a fazer, aliás.

      Ela defender a Kokoro eu acho que foi natural, e não tem nada a ver com isso. Antes de ser homossexual ou qualquer coisa, a Kokoro é amiga dela, e o Alpha a estava humilhando. Ela foi lá e defendeu a amiga.

Discussão