Como é costume aqui no blog, após o término do anime que comentamos nós fazemos a resenha sobre a obra (lembrando que nós também fazemos resenha de animes que não foram comentados semanalmente) e confesso que refleti um pouco sobre o que eu ia escrever sobre Darling. De todos os animes que foram lançados esse ano, podemos dizer que ele é um dos mais conhecidos, se não o mais conhecido (e eu me refiro apenas aos novos animes). Por isso, desde o começo havia grandes discussões sobre todos os aspectos do anime e com algumas polêmicas na metade, as proporções se tornaram grandes até demais. Durante essas 26 semanas eu absorvi muito conteúdo sobre (seja análise da obra ou alguns personagens específicos) e sinceramente vi muita, mas muita teoria sem qualquer sentido, conteúdos bons que agregaram pensamentos interessantes e outros que apenas tinham críticas negativas sem nenhuma justificativa decente. Por isso, espero conseguir transferir minhas opiniões sobre a obra. Com isso em mente, você está pronto querido?

Ler o artigo →

E enfim, acabou. Depois de 26 semanas Darling se encerra e sinceramente eu não me sinto satisfeito. Sabe quando você termina um anime, uma série, um livro e afins, e simplesmente não se sente satisfeito? Pois é, eu me sinto assim nesse exato momento e eu detesto essa sensação. O final não foi ruim, longe disso, mas não foi aquilo que eu gostaria, e a forma como as coisas se encerraram não foram do meu gosto. Fazer o quê, acontece. Esse é o penúltimo artigo sobre a obra (ainda teremos o review que sairá semana que vem) e sinceramente eu poderia continuar fazer artigos sobre Darling ainda que ele tivesse mais de 100 episódios, o que infelizmente não aconteceu. Vamos à análise.

Ler o artigo →

O fim está próximo. Talvez seja o fim dos VIRM que poderão ser derrotados como também seja o fim de tudo. Da união do esquadrão 13, os problemas de memória de Kokoro e Mitsuru, o dilema em que Nana estava e os problemas que os Nines enfrentavam. Tudo isso teve o seu fim e agora, é chegada a hora do recomeço.

Ler o artigo →

Hiro estava perdido. Todos estavam perdidos. A situação pós guerra era ruim e as esperanças de um futuro melhor estavam cada vez mais fracas e distantes. E isso tudo era o esperado de certa forma, afinal, o planeta já estava prejudicado a muito tempo e sem o VIRM e até mesmo sem o conhecimento necessário, tudo se tornava pior. Como se não fosse o bastante, havia certos problemas que precisavam ser resolvidos em relação às crianças e por isso, a preocupação só aumentava.

Ler o artigo →

Com as devidas explicações, Darling segue sua história rumo ao final. Ok, talvez não seja da forma mais satisfatória possível (ainda mais considerando o episódio anterior, que foi no mínimo confuso), mas ao menos eu mantenho a esperança de termos um final razoavelmente bom. O que chamou a minha atenção no episódio em questão foi a conclusão das explicações sobre a humanidade, sobre os urrossauros e sobre os VIRM. Sinceramente, deixou muito mais clara toda essa ideia que havia sido passada previamente e nos deu uma visão completamente nova. No fim das contas, “as crianças” receberam um legado que pode acabar custando suas vidas (se é que já não custou) para que, enfim, conquistem sua liberdade.

Ler o artigo →

Enfim tivemos as respostas que tanto queríamos. Sobre a sociedade, Doutor FranXX, urrossauros, 02, as crianças e um pouco mais sobre a APE. Algumas dessas informações já estavam quase respondidas de certa forma, mas uma confirmação sempre é bem-vinda. No fim, resta saber qual será a resolução da questão entre Hiro e companhia com a APE.

Ler o artigo →

Enfim o tempo onde reinava a paz ou a sensação dela, acabou. Memórias foram esquecidas assim como uma promessa que não terminou de ser selada. O episódio em si não foi tão interessante para ser sincero e o grande trunfo dele foram pequenos detalhes que podem deixar a esperança de um futuro interessante para o anime.

Ler o artigo →

Alguns episódios de Darling me fizeram pensar bastante no que eu ia escrever. Os mais difíceis foram o 15 e esse para ser sincero. Muita, mas muita coisa aconteceu e apesar de indiretamente, tivemos várias respostas sobre questões que até então eram respondidas com teorias e mais teorias. Será que enfim poderemos fazer uma teoria mais concreta e talvez, “final”?

Ler o artigo →

Depois de uma semana de “descanso” e um episódio especial, Darling voltou com sua segunda parte. E que volta, não? Mistérios atrás de mistérios com uns detalhes interessantes aqui e ali com uma cereja do bolo: todo mundo se dando bem. Essa última parte importa? Nem tanto, mas foi interessante ver todos eles mais “tranquilos” sem aquela tensão em relação às batalhas contra urrossauros.

Ler o artigo →