Depois de uma semana cheia de ódio gratuito e injusto contra o anime, Ichigo e todos os envolvidos, tivemos um episódio fantástico que deixou esse que vos escreve sem palavras e/ou adjetivos para se expressar devidamente. Foi um episódio que trouxe provavelmente tudo que eu gostaria de ver em Darling numa tacada só. Lutas, mistérios, incertezas e romance sendo a cereja do bolo (apesar de que eu nunca como ela).

Ler o artigo →

Aiaiai e novamente temos uma polêmica em mãos. Ichigo é isso, 02 aquilo, Kokoro também e por aí vai. A minha dúvida nisso tudo é até quando? Sério, eu não consigo entender quem sai culpando elas por suas ações porque simplesmente não faz sentido. Será que custa pensar nas razões que causaram tais ações e se isso está realmente errado como estão dizendo?

Ler o artigo →

E continuando a”saga” envolvendo Hiro e 02, tivemos um belo episódio. Passou tão rápido que eu fui perceber que não teria opening quando acabou. Foi um episódio de memórias, respostas e a promessa de algo talvez mais… interessante? Digo isso em relação a postura do Hiro e o impacto que uma possível mudança em sua personalidade possa gerar.

Ler o artigo →

Que episódio maravilhoso. Como fechamento da primeira parte, Darling nos trouxe um material bem interessante. Muitas questões foram abordadas nele e com isso milhões de teorias foram criadas como consequência. O foco foi a 02, seu passado e o Hiro, ou pelo menos é o que parece num primeiro momento, afinal, os nines reapareceram e seu líder nos trouxe informações inéditas (que podem muito bem ser falsas). Isso tudo sem contar que uma mudança gradual está ocorrendo em cada um deles pois quanto mais eles descobrem, mais desconfiam e questionam.

Ler o artigo →

Darling, meu querido Darling. O episódio foi polêmico e muito além disso. Mais detalhes foram expostos e dúvidas pairam sobre o que o futuro guarda para essas crianças. No fim, entre “vilões” e “vítimas” talvez tudo que ocorreu pode ter sido mal interpretado pelo espectador, levando a um ódio desnecessário por supostos erros que apesar de serem necessários, foram acompanhados por uma série de outras atitudes (algumas delas sendo erros de verdade).

Ler o artigo →

Finalmente parece que voltamos à rota principal da história. Darling nos entregou um episódio bem mais interessante que os dois anteriores e apesar da quantidade de dúvidas e teorias que temos, as respostas não foram o suficiente (só para variar). Acho interessante pensar que apesar de detestar o Zorome no início, hoje acho ele um personagem simpático ao menos (apesar de ser meio irritante às vezes). E sinceramente tendo o foco em si, ele pode nos mostrar um pouco mais sobre a personalidade dele, que até então não tinha chamado muita atenção.

Ler o artigo →

E voltamos finalmente para os episódios com alguma ação. Na verdade, nós sabemos que essa ação e quase todo o resto que aconteceu fazia parte dessa confição do Goro. Foi uma grata surpresa o anime abordar tal assunto daquele jeito apesar da situação geral. Ver a atitude do Goro em meio a essa situação foi algo interessante pois nós acabamos por conhecer um pouco mais sobre os personagens e seus passados.

Ler o artigo →

Sim, tivemos mais um episódio que APARENTEMENTE não tem utilidade no contexto geral da história (apesar de ter “fugido” da história, o episódio da praia provou ser bem importante). De qualquer forma, esse episódio não pareceu disponibilizar informações tão relevantes assim (ok, teve alguma aqui e ali) e com isso muitas pessoas ficaram insatisfeitas com o que foi apresentado. Mas a questão que eu gostaria de trazer é: foi realmente tão ruim assim?

Ler o artigo →

Serei franco. Quando vi pela conta oficial do anime no twitter que teríamos um episódio de praia, eu já fiquei com um pé atrás. Se você refletir um pouco, eu duvido que conseguirá citar um anime que teve esse tipo de episódio e o mesmo teve alguma utilidade fora o fanservice. Mas Darling conseguiu fazer diferente (não que isso seja difícil) e colocou vários elementos minimamente relevantes durante o episódio.

Ler o artigo →

Esse episódio foi um mix de emoções. Tivemos uma batalha que durou o episódio inteiro praticamente e que nos trouxe detalhes interessantes. Vi muita gente por aí falando sobre um suposto protagonismo do Hiro e sinceramente eu discordo disso. De qualquer forma, parece que o anime se “livrou” de alguns mistérios e colocou novos.

Ler o artigo →