Depois de uma semana de “descanso” e um episódio especial, Darling voltou com sua segunda parte. E que volta, não? Mistérios atrás de mistérios com uns detalhes interessantes aqui e ali com uma cereja do bolo: todo mundo se dando bem. Essa última parte importa? Nem tanto, mas foi interessante ver todos eles mais “tranquilos” sem aquela tensão em relação às batalhas contra urrossauros.

A questão maior é: por onde eu começo?

Mas.como.assim?

Sinceramente eu poderia soltar inúmeras perguntas sobre os vários detalhes que apareceram mas vamos focar nos mais relevantes para o momento. Nana já foi uma pilota de FranXX?; Na cena onde o doutor FranXX disse que a mesma já passou por isso nos abre várias possibilidades. Ok, sua mente foi apagada pelo que parece mas até que ponto a situação dela foi parecida? E considerando isso, podemos imaginar que o Hachi também passou por algo assim?; Outra coisa que chamou e muito a minha atenção foi a conversa do pai com os outros pais (?). Na verdade todas as frases deles escondem mistérios mas duas me chamaram mais atenção: “imagino que será nosso aviso final” e “E agora, princesa urrossauro, o que você vai decidir?”. Sinceramente eu já cheguei a pensar numa teoria onde a 02 era algo relacionado a uma princesa dos urrossauros mas acreditava que tinha viajado demais. A questão disso tudo é: teremos enfim um embate real e mais “pesado”? Uma guerra onde os urrossauros irão vir atrás de algo que pode muito bem ser a 02? Sinceramente seria um desfecho deveras interessante mas vamos esperar para ver.

Não podemos esquecer das crianças é claro. No momento eles simplesmente estão abandonados. Um mês se passou desde aquela batalha e o que lhes restou foi um lugar em ruínas onde eles sobrevivem da maneira que dá. E nisso alguns detalhes são interessantes. A relação entre cada um deles está melhor do que nunca, afinal, até mesmo a 02 foi finalmente aceita após entenderem ela (ainda que não seja por completo). Por outro lado, há uma falta de esperança por conta da situação e isso é normal. Eles sempre tiveram o apoio do pai e todo o suporte possível, mas desde então, o que lhes restou foi uma vida onde logo logo eles terão que lutar para sobreviver. E um momento que simbolizou isso muito bem foi na refeição feita inteiramente por eles. Zorome inclusive é aquele que mais representa esse sentimento. No início vemos ele animado por ver a chegada do pai e no fim, vemos uma “rebeldia” que apesar de tudo, é justificável. De um garoto apoiava sem questionamentos a um jovem que percebe sua capacidade e independência de sua pai.

E como se não bastasse, o que seria aqueles fios brancos no cabelo da Miku? Efeitos da pilotagem dos FranXX ou uma possível amostra da validade deles (mais especificamente dela) como seres vivos?; No fim, é muito mistério para pouca resposta (isso sem contar nos outros mistérios que a série já tem e não explicou). Ainda é meio cedo para saber o rumo que a história vai tomar mas o que podemos esperar? Uma guerra, revoluções por parte das crianças ou apenas lutas com mortes sem fim? Bom, as duas primeiras seriam interessantes (ou se eles saíssem para conhecer o mundo após o abandono) mas fato é que ao menos essa segunda parte promete ainda mais lutas do que a primeira. E apesar desse episódio ter sido mais tranquilo, ele nos trouxe uma quantidade enorme de questões a serem exploradas. No fim, podemos concluir que o barato é louco e o processo vai ser lento e por isso, que venha logo o próximo episódio.

  1. Este episódio 16 de Darling, passou a vibe de uma falsa calmaria antes da tempestade.
    O episódio em si, foi calmo (talvez calmo demais), mas teve tantos pequenos detalhes, que evidenciam que o futuro daquelas crianças, será tudo menos feliz. Desde das manchas brancas no cabelo da Miku, os sintomas de bulimia nervosa do Futoshi à conversa enigmática entre o professor maluco (ou doutor Franxxx) e aqueles dois adultos que só estão ali para enfeitar (a Nana e o Hachi), já dá para ver, um bom amontado de death flags nos personagens.
    Deixando de lado, as teorias das prováveis mortes, gostei da Zero Two neste episódio. A Zero Two melhorou muito, desde que fez as pazes com o seu darling, o novo sorriso dela, este sim merece ser protegido (espero que ela consiga, aguentar, até ver as flores de cerejeira).
    A Kokoro finalmente e por impulso, beijou o Mitsuru (já era hora), ela gosta do Mitsuru, agora é só esperar para ver, se ele corresponderá aos sentimentos dela.
    O Zorome neste episódio, estava um pouco fora de si (para melhor), até estranhei quando ele repreende o Futoshi por este não comer nada, mas lá no fundo o Zorome se preocupa com os seus companheiros e amigos.
    O Futoshi, tem que perceber, que ele nunca conquistará a Kokoro, nem que perca imenso peso e fique com um corpo esbelto, ele tem que superar essa situação. E como o Zorome bem referiu, o Futoshi está bem como está, ele não tem necessidade de mudar.
    Agora falando um pouco da nova opening, ela tem lá umas partes bem interessantes, sendo que eu não esperava uma cena quase yuri entre a Ikuno e a Ichigo (eu sei que a Ikuno gosta de garotas, mas a Ichigo não parece nutrir os mesmos gostos).
    Aquela última parte da opening, onde a Zero Two desaparece, pode ser um dos indícios, caso o anime decida ir pelo bad ending, que a Zero Two não chegará ao final com vida.
    Como sempre, mais um excelente artigo, de Darling Kiraht.

    • Sim, foi um episódio que apesar de calmo, incomodou de certa forma. A opening, os sinais e as conversas conseguiram estragar toda a tranquilidade que o episódio passou e isso foi ótimo.

  2. E eu que imaginava que o Futoshi estava superando, aos poucos, a da troca da Kokoro…
    Mas, pelo visto, essa história vai voltar à tona mais tarde, ainda mais se ele o descobrir o beijo no Mitsuru.
    E essa possível bulimia pode ser usado para desenvolver o drama entre eles.

Discussão